Clientes e histórias construídas junto com a SKEP

Para entender melhor qual o papel da SKEP e o que nós já desenhamos para diferentes clientes que buscaram jornadas de aprendizado, nada melhor do que contar algumas histórias.

Essas são algumas delas, casos reais que exploram diferentes momentos e necessidades que todo indivíduo passa ou vai passar. Onde o processo de aprendizado se mostra fundamental para trazer segurança e assertividade em cada plano e trajetória.

Luís, empreendedor serial, construiu a oportunidade de representar uma tecnologia disruptiva australiana de despoluição de água. Depois disso, percebeu que precisava da ajuda da SKEP para se tornar, no menor tempo possível, um especialista no assunto de forma técnica, científica e comercial.

Com uma jornada bem profunda, e ainda por cima respeitando a agenda do Luis, mapeamos oportunidades, missões e experiências online, no Brasil e na África do Sul. Queríamos aumentar o engajamento e o conhecimento de causa, além de já contribuir no processo de prospecção comercial e construção de uma futura rede de parceiros.


Sabe aquela fase em que a gente para e repensa se o que estamos fazendo faz sentido, e se talvez não é o momento de dar um 220v na vida? A Taty estava precisando disso: de uma ajuda para sair da zona de conforto e experimentar de cabeça as oportunidades que a vida estava trazendo, mas que por algum motivo não estavam virando experiências de transformação.

A partir do mapeamento de áreas de interesse e comportamentos a serem explorados, construímos uma jornada exploratória que combinava tecnologias, vivências, desejos pessoais e muita troca com pessoas que já estavam fazendo. A Taty não só viajou de Floripa para São Paulo, como se conectou com um projeto de cidades inteligentes na sua cidade, percebendo no final como diversos conceitos acontecem na prática.


A nossa história com o Alex começou com um objetivo muito simples: ele queria ser promovido. Mas o que ele precisaria fazer para ser promovido? A receita tradicional sempre gira em torno de um MBA ou uma especialização, mas seria essa a solução? Com o Alex trabalhando em uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, nossa

equipe queria entender melhor isso, então conversamos com seus colegas de trabalho e com seu o próprio chefe para ter certeza. Daí, tiramos todas as informações que precisávamos para criar a melhor experiência — o que não incluiu um MBA, mas sim diversas experiências diferentes ao longo de três meses, no Brasil e fora.


Quando a gente acha que já aprendeu tudo e mesmo assim precisa se atualizar, a melhor coisa é ir direto para uma faculdade legal e orçar um MBA, pós ou mestrado né? Esse era o caminho do Julio, responsável pela área pedagógica e atualização de professores de uma das principais franquias de línguas do Brasil.

O desafio da nossa equipe foi olhar ao Júlio de forma mais sistêmica e identificar aspectos de evolução pessoais e profissionais que estivessem conectados ao momento de vida dele. A jornada trouxe consciência e clareza de que o momento era para explorar outras oportunidades que, por medo ou visão viciada, não estavam sendo observadas.

Like what you read? Give SKEP a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.