Jogando com o Drama

As Sombras Urbanas se aproximam. Você já deve saber que Urban Shadows encontra-se em financiamento, e que em breve estará em suas mesas. Basta acessar o link aqui para garantir o seu: www.catarse.me/sombrasurbanas.

Nós, do Lampião Game Studio, nos dedicamos a detalhar cada ponto do jogo, tendo o foco nos conceitos de design trabalhados por Andrew Medeiros e Mark Diaz Truman, seus autores. E hoje nós vamos falar com detalhes sobre as Manobras de Drama ou Dramáticas (Drama Moves).

Há algo por debaixo dessa máscara

Sombras Urbanas é um jogo de fantasia urbana focado em disputas de poder em uma cidade tomada por seres sobrenaturais. Tudo tem um preço, dívidas são cobradas com favores, sangue e grana. Mas, por debaixo das peles monstruosas ou mentes inescrupulosas, há sentimentos e afetos.

E até os Noturnos, como Vampiros e Espectros, possuem isso.

Esse é um ponto muito interessante a se notar. Sombras Urbanas é um jogo no qual os micropoderes sociais estão em disputa, mas isso não significa que se trata de um jogo frio, sem qualquer dramaticidade. Pelo contrário, os nervos estão tão a flor da pele que o Drama entra em cena em condições climáticas, engatilhando Manobras únicas para cada Arquétipo.

Isso significa que há alguns momentos que a rotação é reduzida. Uma câmera lenta é acionada, certa trilha sonora toca e o foco na sua personagem ganha um contorno especial. Ali você se revela tal como é. Não se trata — apenas — do seu joguinho pra ganhar mais poder. É por meio das Manobras Dramáticas que há mais intensidade narrativa em Sombras Urbanas.

Corrupção, Intimidade, Fim: as 3 instâncias dramáticas ficcionais climáticas

Todos os Arquétipos em Sombras Urbanas possuem 3 Manobras de Drama, condições bem específicas que revelam as entranhas da sua personagem. Espera-se que o jogador interprete de forma intensa a cena enquadrada por meio da Manobra de Drama.

O primeiro gatilho ficcional dramático aciona a Manobra de Corrupção. A Manobra de Corrupção significa a negação do conceito em torno de seu Arquétipo. Em outros momentos, você está negando sua natureza. Mas veja, isso não é algo “errado”, podendo fazer parte do jogo. Por exemplo, o Oráculo possui como Manobra de Corrupção: Quando você der a alguém uma falsa profecia, marque Corrupção. Sim, nós sabemos que o Oráculo é conhecido por seu poder divinatório. Mas, e se ele estiver blefando, dizendo algo que sabe que é mentira para adquirir um favor, ou ainda para livrar a sua pele? O Veterano tem como Manobra de Corrupção o ato de entrar em uma situação de perigo voluntariamente. Sim, ele é cauteloso, mas e se o fizer por amor a alguém? Ou ainda porque deseja sentir o sangue ferver em suas veias, como no passado? Sim, você marca Corrupção por agir contra o que te define, mas afinal, não somos indivíduos contraditórios?

O segundo gatilho ficcional dramático aciona a Manobra de Intimidade. Todas as vezes que você divide um momento de intimidade — físico ou emocional — , essa manobra é engatilhada. A estrutura é simples, você divide um pouco de sua essência com a pessoa e isso gera uma consequência na ficção. O Vampiro, por exemplo, divide um segredo sobre ele e a pessoa que está em um momento íntimo com ele, entra em sua Teia, sendo alguém que lhe deve e abre seus segredos ao Vampiro. Já o Mago faz algo como uma maldição; se ele se preocupa com alguém que acabou de ter um momento íntimo, este recebe -1 para Escapar. Complicado, não?

O terceiro gatilho ficcional dramático aciona a Manobra Final. As Manobras Finais são acionadas quando você aposenta sua personagem ou quando ela morre, e normalmente gera efeitos marcantes para toda a campanha de Sombras Urbanas. O Maculado, por exemplo, pode voltar à vida em sua Manobra Final, caso seu Patrono deva a ele. Já o Lobo, por seu turno, manifesta seu comportamento de grupo e consegue garantir que algum protegido escape com vida em sua Manobra Final.

Ficção, estratégia e drama

As Manobras de Drama dão um enfoque narrativo bem interessante ao jogo, colocando sua relação com os demais, conflitos internos e a finitude da existência dentro de mecânicas que sempre apresentam consequências interessantes à história.

Mas isso não significa que as Manobras de Drama estão descoladas das demais mecânicas do jogo. Todas elas foram criadas de forma a manter a coerência do Arquétipo, muitas vezes revelando interessantes estratégias para que o jogador consiga o que deseja.

O Fae, conhecido por suas promessas, pode mentir deliberadamente (Manobra de Corrupção) para adquirir a Manobra de Corrupção Todo Mundo Tem Um, necessária para revelar o ponto fraco de algum desafeto. Ou seja, por meio da Manobra de Corrupção o Fae conseguiu o que queria, afinal.

Já o Espectro, ao se relacionar intimamente com alguém, ganha o poder de simplesmente aparecer na cena onde este alguém estiver em perigo. Sim, é uma espécie de teletransporte criado por laços afetivos. E isso pode ser bem conveniente, dependendo da história.

Notaram quantas possibilidades para adensar a interpretação, dar mais ganchos para histórias e aprofundar as personagens as Manobras de Drama concedem? Agora imagine todos em uma mesa efetuando cenas incríveis por meio disso!

E então, curtiram? Então não fique de fora e apoie agora Sombras Urbanas!
www.catarse.me/sombrasurbanas
#MarqueCorrupção