1˚ Meetup de Sketch em SP

Flyer do evento bem bacanudo

Primeiro queria dar os parabéns pela inciativa dessa mulecada nova o Vitor Guerra e o Rainel Oliveira de iniciar os meetups, bom saber que a Bohemian Code oferece algum suporte.

O espaço é legal, tem aquela cara que a mulecada gosta: descontraida e irreverente, um espaço disruptivo o qual é a proposta do Sapato Laranja (ainda não entendi o logo).

O tema sensacional: Design System, eu particularmente não conhecia é termo novo.

Vamos as detalhes (eu sei reclamação, sou o eterno velho e inconformado) do que vi:

  • Chega no prédio a lista é por nome e quase sem controle pra passsar pela catraca eu podia dizer que meu nome era Stephani ST como o Stephano foi confundido por exemplo que passaria de buenas.
  • Não sei se a ideia do espaço é esta, entra e senta e se tiver algum conhecido ou tu for cara de pau sai arranjando papo.
  • Evento marcado pras 19h30, mas começou às 20h02.
  • Se o objetivo era falar de Design System o ideal era apresentar um pouco antes até pra dar o mote do objetivo do meetup.
  • A melhor talk que vi das 3 foi a do Paulo Fanton da Loggi (eu fui sem saber o que faz a Loggi, as outras 2 eu já conheço).
  • o Vinícius Miraglia abordou o desafio que é entrar numa empresa gigante e de velhos conceitos como o Santander, mas não mostrou nada de Design System, até porque convenhamos, bancos tradicionais ainda tem uma gama de restrições de confidencialidade maior que as outras 2 empresas que abordaram o tema.
  • o trio da OLX foi muito morno, tudo bem uma video chamada sempre tem seus percalços, mas na hora das perguntas não tinha respostas, o maior destaques deles foi quando falaram de versionamento (apesar de usarem o git) e quando falaram do Automate (espero que este seja o link, senão for alguém me avisa eu troco), falaram do Jira também um ótimo gestor de projetos (que tá tentando acompanhar o mercado, e é legal ver designer usando) e morreu ali, foram muito mornos, muito xoxos.
  • quanto ao espaço como eu mencionei no começo ele é disruptivo, jovem, inovador, colorido, mas desconfortável de enxergar as telas, eu deveria ter ido pro fundo e talvez tivesse enxergado melhor.
  • Poxa gente uma plaquinha: entre fique à vontade ou mesmo uma hosts (podia ser o Vitor Guerra fantasiado, melhor não, esquece a ideia), mas alguém pra receber, você chega e não sabia se sentava ou falava com alguém que estava no celular ou notebook.

Agora vamos à minha visão (lá vai o tiozão falando):

Com tanta gente de olho no facebook e outras redes eu aprendi à me desligar (então eu coloco o iphone no modo avião), eu cheguei com meu ebook, mas seria legar ter cantos (pontos de discussão) sabe pra falar sobre o assunto, tipo:

  • O que é o Design System
  • Novatos no Sketch
  • Dicas Avançadas
  • Plugins novos

Algo pra interagir com o povo e pegando pessoas já tem mais noção, sei lá uma folha de sulfite identificando os grupos (isso é ideia nova eu pensei nisso depois do evento tá, então eu não saberia começar até que no caminho pra casa pensei).

Outro ponto que pra mim foi o maior pecado: se as talks são de DS, só trazer o chavão: usamos e é legal; desculpa não cola é até chato, o povo gosta da hype, mas não agrega, poxa pede pro pessoal apresentar algo tipo o Paulo Fanton fez, foi minimalista, foi, mas a receita dele e a ideia de tentar mostrar o objetivo a ser alcançado e a visão dele de um Design System foi genial.

Eu não ia comentar de horário, mas tipo num dá o tempo é pouco, não teve uma apresentação do que é Design System (eu posso ter 21 anos de web, mas não conhecia é muita coisa pra se conhecer), então tipo avisar pelo microfone do espaço: olha gente vamos começar, para ir ao espaço siga por ali.

Porém eu levo em conta que é o primeiro meetup, nos próximos se pega o jeito e espero que tenham outros, que não morram no meio do caminho, que eu possa ajudar à contribuir com minha mente caótica.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.