Uma abordagem sobre os Tipos Psicológicos

Fonte da imagem: publicdomainpictures.net

O mundo atual tem exigido das pessoas uma série de comportamentos, posturas e ações, que objetivam resultados imediatos, cujo foco é, quase sempre, o sucesso econômico. Isto tem como resultado uma complexa competitividade, criando desarmonia interior e estresse, quando não se chega ao resultado esperado.

Muitas vezes sentimos não ter tempo para nós mesmos, cansamos rapidamente dos problemas do outro, achamos que as diferenças individuais são mais uma incompreensão do outro do que de nós mesmos, que as desigualdades sociais são muitas vezes responsabilidade do Estado e assim sucessivamente.

Na realidade estamos cada vez mais sozinhos e perdidos diante da complexidade da vida. Estamos na busca de resultados concretos e muitas vezes esquecemos que a maior busca é o conhecimento interior (você com você mesmo).

Carl Jung, médico psiquiatra, suíço (1875–1961) estudou o comportamento do Ser Humano através da Psicologia Analítica, não levando em consideração sexo, raça, cor, religião ou cultura. Percebeu que todo indivíduo nasce com algumas características que são aparentemente comuns a todos que tem um mesmo perfil psicológico.

Para fazer esta pesquisa Jung percorreu grande parte do planeta, por mais de sessenta anos. Sua preocupação não era só com uma base biológica, mas também uma base histórica que explicasse as noções a que houvesse chegado.

Após seus estudos Jung chega à conclusão que existem dois Tipos Psicológicos (Extrovertidos e Introvertidos), com quatro Funções predominantes (Pensamento, Sentimento, Sensação e Intuição).

A importância de conhecermos os Tipos e Funções Psicológicas é a de compreendermos a dinâmica do funcionamento da mente humana. Este conhecimento vai facilitar e esclarecer como podemos entender e melhorar nossas relações interpessoais.

Neste sentido podemos conhecer, não apenas nossos comportamentos, como também o comportamento dos outros.

Esta teoria nos permite compreender o porquê agimos de uma determinada maneira diante de um fato e porque outra pessoa age diferente.

Diante de uma mesma situação existem diversos comportamentos, por exemplo: alguns indivíduos agem de forma rápida, direta e objetiva outros ficam mais preocupados com as pessoas, na busca de um melhor entrosamento entre eles outros organizam e planejam tudo o que vai acontecer, não deixando nada improvisado e por fim aqueles que intuem , conseguem visualizar o objetivo, mas têm grande dificuldade de execução.

Aqui ele define o que chama de Funções Psicológicas (Pensamento, Sentimento, Sensação e Intuição).

O que temos presenciado em nossa sociedade, no aspecto: profissional, familiar e social, é uma imensa cobrança de atitudes, tendo como objetivo prioritário a conquista de resultados, sem levar em conta, muitas vezes as reais habilidades e competências de cada um.

Muitas pessoas, por desconhecerem o “como” é a maneira de agir e reagir de cada um, acabam se desentendendo, surgindo em alguns momentos até as brigas, por se sentirem agredidas psiquicamente pelo outro, sem entender que muitas vezes isto ocorre em função da tipologia de cada um.

As empresas atualmente têm investido de maneira significativa no conhecimento sobre os tipos psicológicos dos seus funcionários e isto tem feito à diferença na qualidade dos relacionamentos entre eles. Hoje em dia existe uma grande preocupação em colocar as pessoas certas no setor certo. Sendo assim, o colaborador diminui o estresse e a angústia, podendo ser ainda mais produtivo para aquela empresa.

Na Educação este conhecimento ainda não chegou com toda a sua intensidade, mas sabe-se que o Educador (diretor, orientador, professor e psicopedagogo) que aprender este conteúdo sobre os Tipos Psicológicos, terá em suas mãos uma das mais arrojadas ferramentas de trabalho.

Ele entenderá porque seu aluno tem determinado comportamento, porque age e reage de determinada maneira, qual é seu ponto forte e fraco, e principalmente como ajudá-lo a resolver seus conflitos e enfrentar desafios.

Entender os Tipos e as Funções Psicológicas é permitir que o Educador realize uma aprendizagem muito mais efetiva, agradável e prazerosa para seu aluno.

A utilização deste conhecimento fará com que a Educação dê um grande salto rumo ao desenvolvimento global de seus alunos.

O Prof. Luiz Machado, cientista criador da Cidade do Cérebro, estudioso do funcionamento do cérebro há mais de 40 anos, criou a Emotologia e a Emotopedia, que comprova cientificamente o “Como” cada ser humano pode acessar suas reservas cerebrais e fazer uma nova reprogramação mental .

Sabe-se que, quando o Sistema Límbico é mobilizado, este provoca uma profunda transformação psíquica, conseguindo mudar uma realidade existente de conteúdo desagradável, para outra realidade psíquica confortável.

Este é um avanço admirável para o desenvolvimento da ciência e que vem somar com outras descobertas científicas, ajudando o Ser Humano a fazer a caminhada do seu encontro consigo mesmo.

Para você ter acesso a este conhecimento, Tipos Psicológicos e Emotologia, conheça o seminário: “Conhecendo você e as pessoas que o cercam — Uma abordagem sobre os Tipos Psicológicos”.

“Todo ser humano deseja sentir-se completo, íntegro, feliz, capaz e determinado, para fazer o grande Encontro Consigo Mesmo e sentindo-se assim parte integrante do Todo”.

Suely Souza Lima
Terapeuta Comportamental e Life Coach
Coordenadora de Life Coaching do Programa Pentágono (Capacitação em Liderança)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.