Como diminuir a ansiedade durante uma crise

A ansiedade está relacionada muitas vezes a preocupações exageradas. E, de alguma forma, todos sofremos com ela, de vez em quando ou de forma persistente e cotidiana, situação esta que caracteriza o TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizada). Coração acelerado, tremores, náuseas e medo intenso são alguns sintomas de um ataque de ansiedade. Por isso, quem sofre uma crise sabe como é difícil encontrar aquele ponto de equilíbrio e calma.

Existem técnicas simples que ajudam a controlar ou até mesmo evitar uma possível crise:

1- Respire Fundo. A respiração profunda ajuda a diminuir o estresse e permite que seu cérebro receba mais oxigênio, assim seu nível de concentração aumenta. Se sentir que uma crise está próxima, tente segurar sua respiração, desta forma, diminui-se a sensação de asfixia e dificuldades em respirar.

Depois de segurar a respiração, diminua o ritmo dela, usando o diafragma. Posicione uma de suas mãos sobre o peito e a outra na barriga. Assim, você sente seu abdômen subir e descer enquanto está respirando. Inspire pelo nariz por quatro segundos. Segure a respiração por dois ou três segundos. Expire devagar pela boca durante cinco ou seis segundos. Repita isso, por alguns minutos, até sentir diferença no relaxamento muscular e nitidez nos pensamentos.

O GIF é formado por uma linha que se transforma em um triângulo e, em seguida, em um quadrado para então adquirir uma série de formas até chegar a um octógono. Depois, tudo volta para a linha inicial. A ideia é acompanhar toda essa evolução com respirações profundas.

2- Utilize distrações cognitivas. Se estiver diante de uma crise, distraia sua mente com técnicas diferentes. Por exemplo: contar de traz para frente de 0 a 100, citar nomes de cidade, declamar um poema. Ou usar terapia musical. Reproduza uma playlist com suas músicas favoritas, e, quando estiver em um ataque, escute até ficar calmo.

3- Pratique o relaxamento muscular. Nesse processo, você deve contrair e relaxar o maxilar, a boca, os braços, as mãos, a barriga, as nádegas, as coxas, as panturrilhas e os pés. Contraia esses grupos musculares por cinco ou dez segundos. Esses exercícios vão te ajudar na concentração de outra coisa que não seja o medo, simultaneamente relaxando seus músculos. Além disso, caminhar faz com que seu corpo se mexa, desta forma, ele vai liberar endorfinas, que são responsáveis pelo aumento da sensação de paz e de felicidade.

4- Faça algo. Ficar em repouso ou sentado não resolverá nada, muito pelo contrário, vai piorar seu estado. O ideal é você distrair a mente com alguma atividade qualquer, como fazer limpeza da casa, assim você se mantém ocupado.

O ideal é você sempre estar atarefado, fazendo aquilo de que gosta. Até mesmo um amigo ou familiar pode ajudar entretendo você durante um ataque de ansiedade. Busque também a ajuda de um profissional. Somente ele pode fazer seu diagnóstico e indicar qual a melhor medicação ou tratamento.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.