Autonomia, a gente vê por aqui

André Maldonado
Apr 11 · 4 min read

Muitas empresas pregam sobre a importância da autonomia como base para a criatividade, ownership e criação de melhores soluções. Não preciso me alongar nisso, basta vermos quantos textos temos sobre o assunto. É só fazer uma busca aqui no medium mesmo que você pode comprovar isso.

Porém, uma coisa é falar sobre isso, outra é ver acontecendo no dia-a-dia, em situações reais. Por isso, nesse post quero compartilhar com vocês algumas vezes em que vivemos a autonomia aqui no Grupo ZAP.

Lina

Vendo que existia um ponto de melhoria onde, através da criação de uma lib de componentes para front-end, poderíamos entregar nossos sistemas muito mais rapidamente (evitando a criação e manutenção de componentes duplicados ou parecidos em projetos diferentes), a guilda¹ de front se organizou e construiu essa lib.

As pessoas não pediram a permissão de ninguém, não existiu alguém de posição gerencial que tenha precisado solicitar que a guilda fizesse isso, ou algo do tipo. A solução foi discutida entre as pessoas da guilda, criada por elas e, até hoje, vêm sendo evoluída assim, com autonomia e de maneira orgânica.

Foram reuniões da guilda em conjuto de outros times, como Design, Mobile, preparação de tech talks e muito código para ver essa biblioteca viva.

Certamente estas pessoas precisaram “parar de trabalhar” por algum tempo em seus times para se dedicar a isso e, em nenhum momento, foram questionados. Autonomia de verdade não gera questionamentos vindos de micro-gerenciamento.

O resultado é que hoje temos uma biblioteca de componentes muito evoluída, que já está nos ajudando a entregar projetos mais rapidamente e com menos dor de cabeça.

Kage-bunshin/Tekpix

O Renato Euclides, que trabalha atualmente no time de listings, começou uma investigação para levantar os pontos críticos da stack de imagens que tínhamos. Viu alguns problemas e começou a conversar com outras pessoas.

Uma delas foi o Caio Silva, que trabalha conosco no portal Viva Real e em outras frentes onde precisamos de ajuda e o Pedro Henrique Spagiari, do time de plataforma. Estes, quando perceberam que estávamos pensando numa nova solução para o tratamento das imagens dos imóveis, interessaram-se pelo projeto e resolveram atuar nele.

A solução foi a criação de uma nova stack de imagens, responsável por fazer o download, upload e delete de imagens de anúncios em quantidades absurdas e rápido. Mais rápido do que a atual stack fazia.

Neste exemplo, as pessoas viram a necessidade, uniram-se em torno dela e, por algum tempo, deixaram de atuar nos seus times para resolver este problema. Novamente não tivemos nenhuma pessoa com cargo de gestão fazendo micro-gerenciamento para que isso acontecesse.

Manutenção nos portais Viva Real e ZAP Imóveis

Autonomia é algo que a gente realmente acredita e, talvez, esse próximo exemplo possa parecer estranho para algumas pessoas, vale a pena ler.

Num dia como outro qualquer a Priscila Negreiros (que atua no time do portal ZAP Imóveis) vira para mim e diz: “Estou indo trabalhar no time do portal do Viva Real”.

Assim ela fez: conversou com o time do portal ZAP Imóveis sobre sua decisão, puxou uma issue grande que tínhamos para atacar, começou a participar dos dailies e outras cerimônias de seu novo time.

A ação dela, talvez inusitada para alguns, nos permitiu fazer diversas outras ações que precisávamos fazer nos times.

Claro, ela não é a única que fez e nem os outros casos que citei aqui são únicos. Escolhi estes exemplos apenas por eu ter mais familiaridade com eles.

Canal Pro

Se o exemplo acima não foi o suficiente, esse vai ser.

Após a fusão tínhamos duas interfaces onde os nossos clientes interagiam com os seus anúncios. Uma delas era o Viva Pro e a outra a Extranet, uma de cada empresa.

Precisávamos então unificar os dois sistemas em um só, novo e muito melhor para nossos anunciantes. Estávamos trabalhando nisso e em outras frentes, e as pessoas que faziam isso não estavam unidas em um único time.

Conforme a integração das duas empresas andava, isso estava se tornando um problema cada vez maior. Algumas pessoas dos times de produto, design e engenharia perceberam e resolveram unificar todos os que estavam trabalhando em diferentes frentes do novo sistema num único time.

Isso mesmo, um novo squad com PM, fronts, backs, pessoas para os apps, um gerente e tudo o que um time tem direito. Essa não foi uma definição dada por um VP ou por um gerente numa sala de vidro e uma bela mesa (nem temos isso aqui). Foi uma necessidade que algumas pessoas viram e resolveram atender.

O resultado não poderia ser melhor: todos os clientes do Viva Real já estão na nova plataforma e os clientes do Zap logo estarão lá também.

Simples assim? Sem nenhuma letra pequena no final?

Não. Esse tipo de autonomia demanda uma série de comportamentos.

Em todos estes casos, as pessoas conversaram com seus times, com seus líderes, pediram opiniões, avaliaram riscos e só tomaram a decisão quando sabiam que aquele seria o melhor caminho.

Não fazemos as coisas sem pensar ou simplesmente por um desejo pessoal, agimos com cabeça de dono, tendo convicção de que estamos fazendo o melhor para o todo. Mas o Leonardo Lorieri falou sobre cultura muito melhor do que eu jamais poderei fazê-lo.

O que eu quero dizer é que aqui no Grupo ZAP nós realmente damos a oportunidade para que as pessoas tentem. Não tem problema de tentar algo e dar errado, é assim que aprendemos.

Então, se você realmente quer trabalhar numa empresa que te dá autonomia, dá uma olhada nas nossas vagas!

Até a próxima.

Contribuíram: Figaro, Willian Tolotti, Emilio Aiolfi, Caio Silva, Marcio Rodrigues, Alisson R. Perez, Bruno Schreiner Dos Santos, Bruno Lui e Kope.

¹ Uma guilda é um conjunto de profissionais com as mesmas skills técnicas que se reúne para dar soluções mais integradas para problemas que seriam tratados apenas de maneira isolada. Para entender o conceito de guilda, dá uma olhada nesse post.

Tech@Grupo ZAP

Como fazemos tecnologia nos maiores portais de imóveis do Brasil

Thanks to Marcio Rodrigues, Bruno Schreiner Dos Santos, Alisson R. Perez, and Daniel Vainsencher Maya Monteiro

André Maldonado

Written by

Software engineer manager and passionate developer. Husband, father and christian.

Tech@Grupo ZAP

Como fazemos tecnologia nos maiores portais de imóveis do Brasil

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade