Plataforma de denúncia de agressões sexuais.

Agressões sexuais, estupros, etc, são assuntos muito difíceis e delicados de serem abordados, não somente pelo fato de ser algo traumático para as vitimas mas também pelo desencorajamento de falar o que lhes aconteceu que ocorre quando vão prestar queixa na policia ou no caso, nas universidades/campus em que estudam e moram. As vitimas acabam sendo desacreditadas e o sistema as culpa pelo que aconteceu, mesmo que a culpa não seja delas e sim da pessoa que as agrediu.

Estudos mostram que a agressão sexual nas universidades é uma realidade assustadoramente comum, não somente para mulheres, mas também para os homens. Enquanto 1 em 5 mulheres são vitimas de abuso sexual, 1 em 13 homens também são vitimas.

Com medo, vergonha e sabendo que serão desacreditados, menos de 10% relatam o que sofreram para as autoridades e mesmo os que são denunciados apenas 6% das denuncias acabam com o agressor a passar um dia na cadeia.

Com essa nova plataforma em que os estudantes universitários podem denunciar agressões sexuais confidencialmente isso pode ser mudado. Um site em que eles possam usar quando e onde se sentirem seguros, em que possam ser informados das suas opções de denuncia, podendo apresentar a denúncia eletronicamente. Esse site criaria um documento seguro e datado constando o que lhes ocorreu.

A denuncia eletrônica ocorre quando 2 ou mais pessoas denunciam um mesmo agressor, num sistema de match. Isso para as vitimas significa que elas não estão mais sozinhas. Essas duas denuncias são enviadas para as autoridades simultaneamente para investigação. Com esse sistema, maior seria o numero das denuncias, maior a chance das vitimas não serem desacreditadas e maior as chances do agressor ser expulso e sofrer com as consequências de seus atos.

Like what you read? Give Luciana Vidolin Martins a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.