Canetas 3D

Tecnologias de impressão em três dimensões estão ganhando cada vez mais espaço no mercado devido a sua grande utilidade, facilitando a criação de variados tipos de objetos, como finalidades medicinais, produção de decorações ou até áreas inesperadas, como a gastronomia.

Até alguns anos atrás, a tecnologia de impressão 3D era muito cara e se concentrava em grandes empresas, mas, com a sua evolução e diminuição de custo, a possibilidade de ter uma impressora 3D pessoal já se tornou realidade. Dentro do assunto de decorações tridimensionais, entramos em um assunto um pouco mais recente que está se tornando realidade graças à acessibilidade da tecnologia; as canetas 3D.

As canetas 3D nada mais são que um tipo bem específico e simples de impressão 3D, mas sem a automatização, justamente para que o usuário faça a impressão da maneira que ele quiser, de acordo com a sua criatividade e habilidades. Essa tendência parece ter estourado rapidamente, visto que no curto período de tempo entre o lançamento do primeiro teaser da primeira caneta 3D, visto ao lado, e hoje, já temos inúmeros concorrentes tentando ganhar espaço nesse mercado.

Porém, a tecnologia de desenhos em três dimensões ainda vem com altos custos e alguns problemas, como a velocidade baixa de funcionamento das canetas, a necessidade de uma precisão absurdamente alta para desenhos fora de um plano e de energia, fazendo com que as canetas fiquem grandes e até desconfortáveis de se usar, devido ao fato de que é necessário conectá-la em uma tomada ou deixá-la carregada. Assim como canetas de tinta normais, as canetas 3D necessitam de algum material para funcionarem, porém esse material é gasto em uma altíssima velocidade e tem seu custo um pouco alto.

Imagem demonstrando a realidade atual das canetas 3D.

Por mais que essas canetas ainda não estejam em um nível satisfatório para muitos usuários, o fato de que a tecnologia já se dá como possível é uma grande evolução e abre caminho para que ela evolua, fazendo com que desenhos tridimensionais sejam algo possível com cada vez mais facilidade. Com essa evolução, a possibilidade de criação de objetos tridimensionais fica ainda maior, fazendo com que a criatividade do usuário seja um dos únicos obstáculos.

Tendências Digitais

Observatório de Tendências Digitais da PUCPR foi mantido…

Gustavo Cravetz Marques

Written by

Tendências Digitais

Observatório de Tendências Digitais da PUCPR foi mantido entre os anos de 2016 e 2018 pelos estudantes da disciplina Laboratório de Tendências de Design Digital e pelo Prof. Dr. Frederick van Amstel (@usabilidoido).

More From Medium

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade