Colega Influenciador: Yumi Mendes

Yumi Mendes se tornou influência não só para sua turma de design mas também em força de vontade. Aos 21 anos Yumi é chefe de cozinha formada pelo Centro Europeu, toca diversos instrumentos musicais como Guitarra e Piano. Também já trabalhou com modelo onde fez diversos ensaios fotográficos.

Natural de São Paulo, passou sua infância toda em Cruzeiro do Sul, estado do Acre. Descendente de índios, Yumi tem muito orgulho de sua origem, sua tribo Ashaninka, e, sempre que pode usa sua cultura como influência em seus trabalhos de Design.

Yumi é do tipo que faz o que sente vontade, e isso é raro nos dias de hoje. Apesar de sempre demonstrar interesse por desenho e ainda praticar regularmente, foi na parte teórica que descobriu seu amor por Design. Influenciada por professores como Antonio Fontoura e Rodrigo Gonzatto, desenvolveu gosto pela área de Design Informacional e Hipermídia voltada a didática.

We-Waste, desenvolvido por Diego Ginez e Yumi Mendes

No primeiro semestre de 2016 seu aplicativo “We-Waste” ficou em segundo lugar no Prêmio Antonio Fontoura de Design, a premissa era de que criar um meio de comunicação entre indivíduos que possuem equipamentos eletrônicos para doação, diminuindo a quantidade de lixo eletrônico. Atualmente Yumi trabalha em seu TCC, uma plataforma auxiliar para ensino de lingua.

Seus textos na plataforma Medium abordavam os mais diversos temas, desde Vídeo e Animações a Games e GIFs.

Segundo um levantamento feito pelo professor Frederick van Amstel, o agrupamento sobre robótica e inteligência artificial passou a abranger mais tendências do que no primeiro semestre de 2016. Yumi foi impactante nesses dados, seu texto sobre “Robôs Domésticos” serviu de influência para o texto do Rubens Beraldo sobre “O vale da estranheza” e para “Robôs que aprendem” de Lucas Alessandro (segundo os dados de relação constados na pauta de Tendências).

O mesmo levantamento identificou que o agrupamento que mais cresceu de modo geral foram os relacionados a Youtube. Yumi também foi influência nesse agrupamento, com seu texto sobre “Vídeo Análises”, Andrew Stencel usou como referência para a elaboração do seu “Análises com humor”.

A parte de games também teve uma contribuição grande de sua parte, seu texto sobre jogos fora de casa, os “Outside Games” , serviu de influência para mim, com o texto sobre “GPS Games” (jogos que utilizam o mapa do gps como interface além da geolocalização), e para a Ana Carolina Gerhardt e seu texto sobre “Maior Influência do GPS em aplicativos”.

De modo geral, Yumi não se foca só em um agrupamento, ela consegue se expressar em qualquer área com textos bem desenvolvidos. Seu resultado como influenciadora serve como prova.

Like what you read? Give Arthur Ribas a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.