Como a Realidade Virtual nos torna mais “humanos”

Todas as pessoas se emocionam quando escutam uma história triste, todos ficam alegres quando alguém relata alguma conquista, mas, mesmo estando alegre, o emocional do ouvinte não chega próximo da pessoa que realmente realizou a conquista, tendo isso em mente, como explorar e fazer com que o ser humano se sinta no mesmo lugar da outra?

Uma das soluções para o problema foi explorar a tecnologia VR para o apelo empático, apelo emocional dos usuários, com o objetivo de tornar o mundo virtual em uma experiência real para o usuário, onde ele esqueça que está num mundo virtual.

Chris Milk fez um experimento utilizando vídeos em 360° relatando a história de uma criança de 12 anos chamada Sidra. O vídeo apela expondo o máximo de empatia pelo usuário, fazendo como se ele fosse o protagonista da história.

“VR is a machine, but through this machine we become more passionate, we become more empathetic and we become more connected. And ultimately, we become more human.” — Chris Milk

Like what you read? Give Paulo Sossela a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.