Exoesqueletos humanos

Você já se imaginou carregando uma mochila com mais de 45 Kg nas costas e um terreno totalmente difícil? Os problemas causados por isso nos soldados americanos fizeram com que a Berkeley Bionics se aprofundassem no assunto e integrarem o homem com a máquina. Criando assim um robô que ajudasse tanto os soldados como pessoas cadeirantes.

Desenvolveram o HULC, um robô ágil, flexível, com maior força e velocidade, que ajudam no equilíbrio da pessoa, fazendo com que um soldado tenha maior resistência e conseguisse carregar mais de 90 kg em qualquer tipo de terreno.

Outro fator que fez com que existisse o exoesqueleto humano foi a realidade de que no mundo existem aproximadamente 68 milhões de pessoas cadeirantes no mundo, muitas delas estão no auge da vida entre os 20 a 40 anos de idade. Com isso foi criado um robô que permitisse que essas pessoas andassem novamente.

O eLegs foi então criado. Possuindo sensores não invasivos que enviam informações para um computador localizado nas costas do indivíduo e com baterias para a mobilização.

Com pouco esforço a pessoa consegue se levantar e caminhar por conta própria outra vez.