Linha de Produção

Lucas Santana
Dec 5, 2018 · 6 min read

Henry Ford em 7 de outubro de 1913 inicia processo da linha de produção desenvolvido para sua fábrica Highland Park, Ford desenvolver este sistema após analisar os sistemas moinho automatizado criado por Oliver Evans, a montagem de espingardas criado por Eli Withney e a produção de revólver de Samuel Colt. Graças a esse sistema Ford revolucionou a indústria automobilística, a técnica foi considerada até hoje umas das maiores revoluções da era industrial, pois o tempo de produção foi reduzido consideravelmente, aumentando a quantidade produzida, refletindo no preço final do produto sendo mais acessível a outras classes sociais.

O filme “Tempos Modernos, 1936” um clássico estrelado por Chaplin, faz uma crítica a revolução industrial, e seu padrão repetitivo de serviço, que independente das limitações do operário, como força e agilidade, não afetava o andamento da linha de produção.

A linha de produção é o aperfeiçoamento na forma de trabalho das fabricas na revolução industrial. A revolução foi o processo de transição entre a produção artesanal para a produção com maquinas, a revolução industrial é um divisor para história, pois alterou o aspecto de vida de muitos, trouxe um grande crescimento econômico e sustentável para a época.

Segundo o Blog Marcus Marques: Os veículos da Ford eram vendidos por cerca de US$ 850 dólares (equivalente a US$ 20.700,00 dólares) em 1909, em contrapartida das outras empresas que vendiam seus carros por cerca de US$ 3 mil (equivalente a cerca de US$ 70 mil dólares).

Ford não apenas organizou uma sequência ordenada no desenvolvimento de cada tarefa, como colocou um tempo determinado para a execução de cada uma delas, o que otimizou a conclusão do processo.

As empresas automobilísticas adotaram até os dias atuais a linha de produção, e com o passar dos anos e com o avanço da tecnologia maquinas e robôs foram inseridas no processo, o tornando ainda mais efetivo, auxiliando as tarefas que exigem força e que demandam mais tempo.

A linha de produção de Ford produzia um veículo a cada 93 minutos, atualmente a montadora Hyundai localizada na Correa do Norte, é capaz de produzir um carro a cada 10 segundos, uma grande evolução no processo de produção, isso é reflexo do aprimoramento que a tecnologia proporcionou o setor, através dos robôs, maquinas e outros equipamentos que foram inseridos com o tempo dentro das fabricas.

O sucesso da concepção da linha de produção não ficou limitado apenas a fábrica de Ford, se propagou aos diversos ramos da indústria. Os irmãos Dick e Mac McDonald são os responsáveis pela criação de uma das maiores empresas do mundo a rede de Fast Food McDonald, 1937 os irmãos abriram uma barraca de cachorro quente chamada de Airdome em Arcádia, três anos depois mudaram para San Bernardino onde abriram um restaurante McDonald´s na Rota 66, o cardápio contava com 25 itens sendo a maioria churrasco, o restaurante contava com 20 garçons que usavam patins e entregavam os pedidos dos clientes nos carros, essa forma diferente de atendimento aumentou o número de clientes. Os irmãos perceberam que o que mais vendia era o Hambúrguer, eles fecharam por alguns meses para desenvolver e implantar um sistema de montagem em serie baseado na linha de produção, onde cada um tem uma atividade, em determinado tempo de execução, reaberto em 1948 começou a vender apenas hambúrguer, milk-shakes e batata frita, se tornou um sucesso ganhando franquia em várias cidades. A ideia dos irmãos serviu de inspiração para James McLamore, fundador da maior concorrente Burger King.

O sistema implantado pelos irmãos é a maior referência para os FastFoods, símbolo dos dias atuais, onde tudo é muito corrido, e quando mais rápido e ágil melhor para consumidor, além do McDonalds os grandes fastfoods do Brasil são Burger King, Subway, Giraffas, Bob’s, Habib’s entre outros.

A imagem abaixo apresenta o sistema completo de funcionamento do McDonald’s, onde muda o conceito de que uma pessoa tenha diversas tarefas, nesse processo cada indivíduo executa uma única tarefa, o que é citado por Chaplin em 1936, o exército repetitivo.

Equipamentos e maquinário com auxilio tecnológicos foram inseridos dentro do processo de montagem dos lanches nos fastfood’s o que somou na agilidade e rapidez na entrega final, o que representa uma evolução porem mantendo o processo original e focando sempre no menor tempo util.

Ford criou uma Megatendência que se adaptou não apenas ao seu ramo e sua empresa, mas o formato se propagou com o passar do tempo e é utilizado até hoje, se adaptando a cada setor e a cada formato de trabalho.

A imagem abaixo monstra a linha de produção da Flextronics em 2014, da grande fornecedora da Apple, uma das maiores empresas do mundo, impressiona a grande quantidade de pessoas, que necessitam para atender a demanda dentro do tempo hábil, todo o cuidado é tomado com os componentes e com a qualidade da montagem, para que não haja nenhum erro, que possa comprometer todos os produtos.

O vídeo a baixo mostra o processo completo de fabricação da Coca-Cola, desde a garrafa, embalagem até o armazenamento em estoque, é possível perceber o quando as maquinas auxiliam na produção, sem elas o processo seria muito mais demorado e o resultado não alcançaria tanta eficiência.

Em todo projeto por mais simples que seja e independente a qual área pertença segue um protocolo de execução: Inicio (A ideia, o projeto, a analise), O meio (Organização da equipe, processo, desenvolvimento) e fim (Conclusão, Finalização, entrega), esses princípios se aplicam em qualquer projeto independente da sua área, eles irão transitar e passar por esses processos.

Qualquer empresa de pequeno ou grande porte tem uma “linha de produção” e é pensada para entrega em tempo hábil e qualidade final. Analisando as tendências digitais verifica-se que por trás de cada uma, a um processo, um projeto para sua realização, dentro da execução desses projetos é pensando em “Linha de Produção” onde cada indivíduo envolvido cumprirá com sua tarefa.

Quando analisamos o Cluster de “Design clean, Flat design e minimalismo” percebemos em cada ramificação a um projeto pensado, um exemplo são os Jogos Casuais Minimalistas, que se encontram no Pico de expectativas exageradas, onde um grande número de usuários fazem uso dessa tendência em jogos, por mais simples que os jogos parecem, por trás do resultado a uma enorme equipe que trabalha no desenvolvimento desses jogos, e dentro dessas equipes está o princípio da linha de produção, o minimalismo trabalha com a finalidade de extrair O máximo do mínimo.

O cluster ainda envolve Animação flat no Youtube que se encontra no Platô de produtividade, um formato já consolidado, que utilizam da mesma premissa, onde no processo de desenvolvimento, existe uma equipe que trabalha em seu desenvolvimento, na roteirização, ilustração, animação e equipe que trabalha na divulgação do projeto, isso se não citarmos quem foi responsável por fechar o projeto, criar o briefing com cliente e passar as ideias para a “Linha de Produção”.

Quando se fala em Design Minimalista ou Clean, Flat, analisamos uma tendência que passa pelo Platô de produtividade, identificamos novamente a processo projetual criado e desenvolvido pelo designer que necessita estudar o mercado para estar alinhado dentro da linguagem que o mercado caminha. E não sendo repetitivo, mas novamente esse processo entrara dentro de processo de linha de produção, este é o que demostra a importância do processo desenvolvido por Ford para alcançar melhores resultados e para que haja uma ordem dentro da execução de cada tarefa, onde cada indivíduo assume um papel único de extrema importância para o resultado final, onde não há uma tarefa que seja maior que a outra mais que todas trabalham para a conclusão do processo.

Tendências Digitais

Observatório de Tendências Digitais da PUCPR foi mantido entre os anos de 2016 e 2018 pelos estudantes da disciplina Laboratório de Tendências de Design Digital e pelo Prof. Dr. Frederick van Amstel (@usabilidoido).

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade