Madison Montgomery: a representação do comportamento narcisista

Madison Montgomery é uma personagem interpretada pela atriz Emma Roberts, presente na terceira temporada da série American Horror Story, intitulada AHS: Coven (2014). Ela é uma atriz de Hollywood e uma bruxa, que após desenvolver poderes telecinéticos, assassina o diretor do filme no qual estava atuando e vai parar no núcleo principal da série, a escola Acadêmia para Excepcionais Jovens Garotas da Madame Robichaux na intenção de controlar seus poderes autodestrutivos.

A representação dada a Srta. Montgomery é relativamente observada pelo fato da personagem possuir problemas de autocontrole com relação a seus poderes e ao alcoolismo, tabagismo e narcóticos, já que ela é uma mulher festeira. Portadora de uma personalidade carismática e egocêntrica, mas também, fútil e prepotente, Madison apresenta uma tendência de sempre ignorar regras, como também, em ser verbalmente abusiva com outras pessoas e ser incapaz de sentir remorso. Possuí uma língua intencionalmente afiada e sem censuras, além de um certo talento para sarcasmo, que acompanhado de sua egoísmo e confiança excessiva, a tornam extremamente arrogante.

Uma mulher sexualmente aberta e ativa, entretanto, também abusada. Madison é esteticamente bonita e extremamente fashion, veste-se com roupas curtas e de marcas famosas, acrescentadas ao seu estilo autêntico e de atitude. Ela utiliza de sua beleza e sensualidade como poder de persuasão na intenção de conseguir benefícios a seu favor e menosprezar e/ou diminuir outros personagens com quais tenha alguma interação. Ela também tende a ser narcisista e sociopata, chegando a fazer ameaças, tentativas e até casos de assassinato em massa.

A personagem, entretanto, também recebe um monólogo como fala durante uma das cenas em que aparece, na intenção de fazer uma crítica social, que mesmo ela tenha a personalidade arrogante, abrange exatamente o narcisismo na sociedade jovem atual.

Madison é considerada uma caracterização dos jovens na sociedade atual, que não só representa a realidade, como também a influência, já que existe uma parcela de jovens que tendem a se identificar com personagens arrogantes, egoístas e narcisistas. Estes, analisados através de compartilhamentos de frases de teor soberbo em suas redes sociais, ditas pela personagem. Além da influência no comportamento narcisista, também é possível encontrar pessoas utilizando roupas de maneira que a personagem vestia, criando uma combinação de comportamento e estilo que se referem a personagem e seus modos.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Jeferson Luiz’s story.