Mapa de tendências digitais para 2017

Nesta segunda edição da disciplina Laboratório de Tendências Digitais da PUCPR conseguimos consolidar o método de identificação de tendências e sua visualização. Chegamos à marca de 630 tendências identificadas.

Eis o mapa gerado com o software Gephi à partir das publicações dos estudantes aqui no Medium. Neste mapa, a intensidade da cor representa a quantidade de links apontados para aquela tendência. Se isso for interpretado como métrica de influência, as tendências mais conectadas são as mais influentes.

Este mapa também possui sua versão interativa com os respectivos links. Temos também um pôster para impressão em PDF.

Nesta visualização, minha intenção foi destacar os agrupamentos (clusters) de tendências que se ligam mutuamente. O algoritmo de visualização (ForceAtlas) coloca os nós que se ligam mais próximos uns dos outros, deixando claro uma temática emergente.

Me chamou a atenção a integração do agrupamento sobre realidade virtual. No primeiro semestre de 2016, ele não tinha ligações com as demais tendências. Na época, era interesse de apenas alguns estudantes.

Grupamento de realidade virtual em 2016

Neste final de 2016, o agrupamento de realidade virtual se conecta com vários outros: realidade aumentada, jogos com geolocalização e interfaces alternativas. Isto sugere que a realidade virtual não será um tema apenas para os geeks em 2017.

Grupamento de realidade virtual e aumentada em 2017

Outra novidade interessante é o agrupamento sobre robótica e inteligência artificial que, apesar de fragmentado e pouco integrado, abrange diversas novas tendências. Minha previsão é que o mesmo movimento que integrou a realidade virtual aconteça também com a robótica em 2017.

Grupamento de robótica e inteligência artificial em 2017

O agrupamento que mais cresceu foram as tendências relacionadas ao Youtube. Se no começo de 2016, nossos estudantes disseram que o Youtube era um canal de aprendizado, agora eles estão dizendo que o Youtube já se tornou tão importante quanto um canal aberto da televisão.

Grupamento sobre Youtube em 2016
Grupamento sobre Youtube em 2017

Próximo deste grupamento, encontra-se a tendência mais lida de acordo com as estatísticas do Medium (480 leituras):

Conexões da tendência sobre posts pagos no Instagram

Esta tendência emergiu no meio de uma miscelânea sobre redes sociais, onde marketing se mistura com estilos de vida, humor, 3D e estilos visuais díspares. O grupamento sobre GIFs que já era forte em 2016, recebeu novos estudos, porém, acabou se tornando mais isolado. Esse agrupamento possivelmente reflete a participação dos estudantes de Design Digital na Mostra Nacional de GIF.

Grupamento sobre GIF

No ano que vem minha intenção é consolidar a análise de maturidade das tendências. Assim, será possível ver quais tendências estão surgindo, crescendo ou morrendo. Próximo semestre tem mais!

Like what you read? Give Frederick van Amstel a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.