Multitasking

O termo “multitasking” se refere ao ato de executar duas (ou mais) tarefas ao mesmo tempo. Em nossa sociedade atual, este conceito tem lugar comum na vida da grande maioria das pessoas. Poucos trabalhos não exigem, em algum nível, alguma forma de multitasking. Além disso, em uma sociedade 100% conectada, o imediatismo das interações e do acesso às informações faz com que nossa atenção esteja constantemente mudando, e smartphones, somados às redes sociais, são ferramentas de uso diário que nos mantêm em constante multitasking seja onde for.

O multitasking está diretamente relacionado ao conceito de produtividade. Hoje, mais do que nunca, é requerido que o ser humano seja produtivo, seja no trabalho ou nas atividades de sua vida pessoal, e aqueles mais habituados às tecnologias de acesso à informação possuem um perfil profissional mais aceitável justamente pelo fato de conseguirem executar várias atividades simultaneamente. Porém, isso causa uma sobrecarga de trabalho que, como consequência, diminui seu rendimento no longo prazo, como mostra estudo da revista Harvard Business Review. Além disso, o professor de psicologia David Strayer, da Universidade de Utah, afirma, baseado em um estudo que realizou em 2012, que apenas 2% da população não é afetada negativamente quando executa múltiplas tarefas simultaneamente.

Multitasking e Design

Para o usuário:
No âmbito do design, todo projeto passa por fases de estudo sobre o usuário e seu contexto de uso. Portanto, no caso de produtos que exijam multitasking nas suas funções, é de extrema importância considerar se o produto tem influência positiva ou negativa sobre a maneira como o usuário trabalha, e se aumenta ou diminui a sua carga de trabalho. Se para ambas as alternativas a resposta for a segunda, talvez seja o caso rever decisões e considerar se o produto realmente é necessário.

Janela exibida no aplicativo Waze quando o carro está em movimento.

Já existem tecnologias que levam em consideração o multitasking no contexto de uso de seu usuário e oferecem funcionalidades voltadas especificamente a ele. O aplicativo de GPS Waze, por exemplo, reconhece quando o carro está em movimento e exibe uma janela em que pergunta se a pessoa que está mexendo é passageiro. Apesar de ser facilmente — e comumente — ignorada, a função representa uma das aplicações mais comuns e perigosas do multitasking hoje: o uso do celular por motoristas enquanto dirigem.

Google Glass.

Outra tecnologia que exige multitasking por parte do usuário, e o tem como parte de seu contexto pretendido de uso, é a da realidade aumentada, que permite ao usuário acessar informações em qualquer lugar. Por exemplo, o Google Glass, da Google, devido à sua portabilidade poderia ser utilizado em qualquer lugar. Vários fatores fizeram com que o produto fosse rejeitado pelo público consumidor, mas os aspectos que envolvem a realização de múltiplas tarefas simultaneamente permanecem na idealização de uma futura versão mais aceitável do produto, que representa uma tentativa da indústria da realidade aumentada de incorporar o multitasking como parte definitiva da vida das pessoas.

Além das tecnologias atuais, considerar possíveis cenários futuros, com tecnologias mais avançadas, pode auxiliar no desenvolvimento de formas de se amenizar uma carga de trabalho excessiva. Tais cenários são representados em diversas referências do cinema, por exemplo, nas quais tecnologias oriundas de maiores avanços na área da inteligência artificial podem vir a exercer grande influência na maneira como o ser humano trabalha.

Para o designer:
É extremamente comum — e, de certo modo, necessário — entre profissionais de design estar constantemente desenvolvendo mais de um projeto simultaneamente. E é possível que isso seja feito de maneira produtiva. Algumas boas práticas, aplicáveis a profissionais não só de design, mas qualquer área, são:
- Agrupar tarefas similares, mesmo que de projetos diferentes. Ainda que os objetivos sejam diferentes, o processo, normalmente, será o mesmo;
- Priorizar projetos, com base em fatores como prazo, grau de importância, etc. Envolve reconhecer que multitasking é, de fato, improdutivo.


Like what you read? Give João Vítor Miguel a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.