10. A Grande Aposta (2015)

Biográfico, drama • 130 min. | ★★★★★★★★☆☆

⚠️ AVISO: Eu me esforço para manter as resenhas livres de spoilers, mas às vezes algo escapa. LEIA POR SUA PRÓPRIA CONTA E RISCO!


Foi então que, em 2008, o impensável aconteceu: o mercado imobiliário americano — tido como o mais seguro para investimentos e sólido como uma rocha — implodiu em uma enorme bolha, instaurando o que talvez foi a maior crise financeira desde a Grande Depressão em 1929. Ninguém esperava por esse desfecho… Ou melhor, quase ninguém.

A Grande Aposta conta uma história em quatro núcleos principais, mostrando as reações de figurões (e aspirantes a figurões) do mundo financeiro ao perceberem antes que todos o iminente colapso da economia mundial: o excêntrico e genial Michael Burry (Christian Bale), o corretor Jarred Vennett (Ryan Gosling), o gerente de uma corretora Mark Baum (Steve Carell) e os dois jovens investidores Charlie Geller (John Magaro) e Jamie Shipley (Finn Wittrock).

Adaptado de um livro homônimo de não-ficção escrito por Michael Lewis, o filme mergulha nos bastidores de bancos e corretoras de Wall Street, mostrando que a crise não se esgueirou como pareceu, mas passou tranquilamente pelos olhos dos administradores financeiros, cegados por sua ganância. Sim, a crise não foi uma tragédia acidental — foi resultado de pura negligência.

Você pode estar imaginando que entender os pormenores dessa situação seja bem difícil para um leigo (como este que vos escreve). E é mesmo — eu sei (e sigo sabendo) quase nada de CDOs, ações subprime e demais artigos do jargão financeiro. Para isso, o filme se utiliza de celebridades — interpretando elas mesmas — em momentos descontraídos, resumindo os conceitos mais complexos em exemplos mais acessíveis. Ex.: esta cena da Margot Robbie bebendo champanhe numa banheira de espuma.

O elenco está excelente em seus papéis, mas ressalto a atuação de Steve Carell, cuja imagem não consigo desassociar dos papéis cômicos, mas que faz um trabalho incrível neste filme (preste atenção na cena do jantar em Vegas!). Brad Pitt — interpretando o arrependido e recluso “guru” de Wall Street, Ben Rickert — também se destaca, mesmo aparecendo pouco; destaco a cena em que ele lembra os jovens Charlie e Jamie de que isso não é apenas uma aposta vitoriosa conta os bancos, mas a vida de milhares de pessoas. Todos os personagens são baseados em pessoas reais, ainda que nem sempre os nomes verdadeiros tenham sido utilizados. Mais do que uma ótima ilustração de um dos episódios mais tenebrosos da História recente, A Grande Aposta é um ótimo filme, merecendo seu lugar entre os indicados ao Oscar de 2016.


👍 PRÓS:

  • Elenco composto por grandes nomes que sucedem em carregar o peso de uma história como essa, de forma bastante convincente
  • Um daqueles filmes baseados em uma história real que mostram como Mark Twain estava certo quando disse que a realidade é mais estranha que a ficção

👎 CONTRAS:

  • Apesar das inteligentes e engraçadas cenas onde as celebridades explicam os conceitos mais técnicos, algumas coisas ainda ficam confusas, o que pode prejudicar o entendimento do filme ou seu impacto