Entendendo a NFL: O Scouting Combine

A partir de hoje, dia 28/02/2017, terá início o NFL Scouting Combine. Ao longo da próxima semana, grande parte dos principais prospectos do nível universitário que desejam chegar à NFL passarão por uma série de testes físicos, intelectuais e por entrevistas com o propósito de fornecer mais informações para os times que desejam selecioná-los no Draft em abril.

O Scouting Combine nasceu com o nome de National Invitational Camp(NIC) em 1982, por conta da solicitação do então presidente dos Cowboys, Tex Schramm, de que existisse uma centralização maior no processo de avaliação dos prospectos. Isto se deu porque, anteriormente, as franquias necessitavam agendar com os jogadores pessoalmente para testá-los. Assim, o NIC foi realizado pela primeira vez em Tampa, organizado pela National Football Scouting.

Times que não eram filiados ao National Football Scouting não podiam participar do NIC, então eram organizados outros dois eventos com o mesmo propósito. Como uma forma de unificação e corte de gastos, as datas extras foram removidas e assim surgiu o NFL Scouting Combine. Após ser realizado pela primeira vez em Phoenix em 1985 e em New Orleans no ano seguinte, o Combine foi movido para Indianapolis em 1987, onde acontece até hoje.

Quem participa do Combine?

A organização do evento é responsável por enviar convites para os prospectos inscritos para o próximo Draft. Alguns jogadores podem não ser chamados, como foi o caso do QB Chad Kelly e do RB Joe Mixon em 2017, por conta do envolvimento de ambos com problemas com a lei.

Quais são os testes do Combine?

40-Yard Dash Prova de maior destaque do evento, ela consiste em um simples tiro de 40 jardas em linha reta. Cada jogador tem direito a duas tentativas para marcar o menor tempo possível.

Bench Press (supino) — Teste de força, no qual cada jogador busca realizar o maior número possível de levantamentos de 225 libras, equivalente a 102 quilos.

Vertical Jump— Testa a impulsão vertical do atleta, com ele saindo de uma posição estática no solo.

Broad Jump — Com o prospecto saindo de um ponto fixo no chão, é avaliada sua impulsão horizontal em uma espécie de salto em distância.

3-Cone Drill— O jogador deve cumprir um percurso delimitado por três cones no menor tempo possível. Tem o intuito de avaliar a agilidade e a capacidade de mudança de direção.

20-Yard Shuttle — O prospecto deve completar um percurso de vinte jardas, testando sua mudança de direção, flexibilidade e explosão em espaços curtos. Ele começa no centro de uma área que tem 5 jardas para cada lado, percorrendo esta distância em uma das direções, depois precisa atravessar 10 jardas para o canto oposto e voltar para o centro do percurso no menor tempo possível.

60-Yard Shuttle — Semelhante ao 20-Yard Shuttle, mas com uma distância ainda maior, podendo avaliar também a resistência do atleta.

Wonderlic — Exame composto por 50 perguntas de múltipla escolha que devem ser respondidas em 12 minutos. Avalia a capacidade cognitiva do jogador.

Cybex — O jogador é conectado a uma série de sensores que coletam diversos dados sobre sua movimentação.

Testes específicos — Cada posição tem uma série de testes realizados somente por ela. No caso dos quarterbacks, trata-se de lançamentos para recebedores que também estão participando do Combine. Muitos dos principais QBs optam por não passar no evento, uma vez que não conhecem os wide receivers, então preferem esperar pelos Pro Days.

Durante os dias do Combine também são realizadas medições de peso, altura, envergadura, tamanho da palma da mão, exames médicos e testes antidoping. Além disso, cada time tem direito a conduzir 60 entrevistas com prospectos a sua escolha, passando 15 minutos com cada um deles.

Como é organizada a agenda do Combine?

Como se tratam mais de 300 jogadores convidados, os primeiros dias do evento servem para que eles possam realizar os exames fora do campo, participarem de reuniões. No segundo e no terceiro dias, os general managers e técnicos dos times da NFL ficam disponíveis para a imprensa e os prospectos performam o bench press.

A partir do quarto dia os jogadores invadem o campo. Separados em grupos, primeiro são testados os OLs, RBs e os atletas de special teams. No dia seguinte, QBs, WRs e TEs passam pelos drills. No penúltimo dia, é a vez dos atletas da linha defensiva e LBs. Por fim, os defensive backs encerram o evento.