Glossário: estatísticas avançadas da NBA

whiteside

Desde que se entende por esporte, o basquete da NBA reúne estatísticas individuais simples, como pontos, rebotes, assistências. Com o passar do tempo, novas estatísticas foram adicionadas ao jogo, como roubos de bola, aproveitamento dos chutes, tocos e desperdícios de bola.

No entanto, nas últimas décadas, uma nova categoria de estatísticas surgiu: as estatísticas avançadas. São índices, estimativas, projeções, baseados e calculados a partir dos números mais objetivos. Elas foram criadas para tentar entender, além de contagens simples como rebotes e pontos, as diferentes maneiras com que um jogador influencia uma partida.

Entenda as principais estatísticas avançadas usadas na NBA:

PER

Player Efficiency Rating: é um índice de eficiência do jogador. É um índice criado pelo colunista John Hollinger, da ESPN, para medir o quão eficiente um jogador pode ser em quadra. É uma maneira de transformar em número quase que cada aspecto do jogo, embora o PER valorize os jogadores mais ofensivos, principalmente os que chutam bastante. A média da liga costuma beira os 15 pontos, enquanto os líderes da NBA chegam a quase 30.

PIE

Player Impact Estimate: é uma outra forma de calcular o impacto de um jogador na partida, desenvolvida pela própria NBA, para evitar o uso da fórmulo de Hollinger. O PIE resulta de uma conta que mede o quanto de um jogo foi realizado pelo jogador. Os melhores da liga beiram os 20% de participação.

TS%

True Shooting %: é a porcentagem verdadeira de chutes, e vale tanto para times quanto para jogadores. Trata-se de um cálculo que permite contemplar melhor o quão eficiente eles conseguem ser quando arremessam. O índice leva em conta os arremessos de três e dois pontos, além dos lances livres conquistados. Cálculo: PTS/(FGA + 0,44xFTA)

Net Rating

O Net Rating determina o rendimento de uma equipe a cada 100 posses. É calculado a partir do saldo entre o Offensive Rating (número de pontos marcados a cada 100 posses) e o Defensive Rating (número de pontos sofridos a cada 100 posses). É uma forma que os estudiosos do jogo encontraram para avaliar, de uma maneira geral, o rendimento de equipes sem ter uma visão distorcida pelos diferentes ritmos de jogo impostos por cada uma.

USG%

A usage % é uma estimativa criada para determinar a porcentagem de jogadas de um time utilizadas por um jogador enquanto ele esteve em quadra.

Win Shares

As contribuições em vitórias (win shares) de cada jogador procuram medir o impacto de um atleta no número total de vitórias de uma equipe na temporada. Em outras palavras, quantos triunfos a mais aquele time teve na temporada por ter aquele jogador em seu elenco. A soma de todas as participações em vitórias de um elenco em uma temporada resultam aproximadamente no número de vitórias do time naquele ano. O índice vem de um complicado cálculo desenvolvido pelo basketball-reference e busca medir o quão importante um jogador foi para a campanha da equipe. as participações em vitórias.

Offensive Win Shares, Defensive Win Shares

Funcionam como as participações em vitórias normais, mas são resultado de um cálculo estabelecido para determinar o impacto unicamente ofensivo ou defensivo de um jogador no número total de vitórias de uma equipe na temporada.

TRB%

É a porcentagem de rebotes disponíveis que um jogador consegue pegar enquanto está em quadra.

AST%

É a porcentagem de cestas feitas com assistências de um jogador enquanto ele está em quadra.

TOV%

É a porcentagem de turnovers a cada 100 posses utilizadas por um jogador.

BLK%

É a porcentagem de arremessos que um jogador bloqueia enquanto está em quadra.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.