Ah, o amor! #038

Aquele sentimento que todo mundo tenta definir em fotografia, texto, vídeo, gif, metáfora, mas ninguém consegue. E nem deveria.

Amor é a manifestação dos 5 sentidos e de outros mais, que talvez não tenham origem e definição exatas, como gana ou um pacote de Calabokitos, por exemplo.

Amor é elasticidade, maior que de qualquer chiclete ou aparelho de pilates.

Amor é cada dose homeopática de você fornecida de bom coração.

Amor é o calorzinho dos afagos presentes na ausência.

Amor é aquele doce sem procedência que você compartilha pra vida ficar mais colorida.

Amor é aquela lama que você pisa com tênis branco só pra atravessar junto e de mãos dadas.

Amor é emprestar tênis novos mesmo sabendo que não vão servir, apesar das gambiarras com o cadarço.

Amor é leve e intenso, como pluminhas de parmesão, sem medida exata pra se servir.

Amor é acordar com aquele combo de cara de fronha com bafinho de morte pela manhã. E ainda achar fofo!

Amor é o apoio moral dado nas horas difíceis, seja um vômito em pleno réveillon, seja um vômito em algum texto do Medium.

Amor é trevoso, mesmo em pleno verão. Aquele baile S&M não-necessariamente-fetichista que a gente vai dançando.

Amor é botar a cara no sol sem filtro solar e ficar feliz com o novo bronzeado Giorgio Armani.

Amor é aceitar o Crocs, o tectel, a regata, a combinação com 3 tons de jeans diferentes, a calça branca.

Amor é tão plural e pode ser tanta coisa, que por mais que ele se transforme, se multiplique, evolua, regrida um pouquinho ou transcenda, ele continua sendo singularmente, amor.


Feliz 1 ano.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Thiago Loreto’s story.