#25 — Minha mãe é incrível!

Minha mãe é incrível! Não estou escrevendo este texto somente porque hoje é o aniversário dela, mas porque esse projeto tem o objetivo de entregar para quem lê: sensações. E eu quero que vocês sintam.

Minha mãe me alimentou (e alimenta) com amor e com os melhores sentimentos que ela tem dentro dela. Para me nutrir de coisas boas. Para que eu, quando chegasse minha hora, pudesse mostrar ao mundo o porquê de eu estar aqui. Para entregar amor, boas energias e mudar tudo na minha volta com o que eu posso entregar de melhor.

Minha mãe me abrigou dentro dela, fora dela e há alguns quilômetros de distância. Ela deu ombro, peito, costas e o corpo inteiro em um abraço. Ou vários. Infinitos. Ela é minha melhor amiga. E eu sei que eu sou um grande amigo dela. Somos conselheiros um do outro. Somos cúmplices. Somos verdadeiros.

Minha mãe me mostrou minhas asas. Me ensinou a voar. Me deixou livre. E nesse processo de desapego, de ninho vazio, soube que eu estava conquistando o meu espaço. O que eu queria. O que me fazia feliz, e automaticamente fazia ela feliz também.

Dia ou outro a gente se liga para conversar alguns minutos, manda áudio no WhatsApp, lembra de um filme que o outro gosta de ver, fala algum assunto aleatório que vale a pena, se preocupa e sente o que o outro está passando. Todos os dias eu sei que eu ganhei um dos maiores presentes da vida: ela e o amor dela.

O amor da minha mãe me aceitou, me apoiou e transformou minha vida. Suavizou meus problemas e me deixou livre para ser quem eu sou. E ser quem eu sou, em parte, é ser quem ela me ensinou há alguns anos: verdadeiro comigo mesmo. E eu, todos os dias, me inspiro nela.

Na vida de todas as pessoas existe “minha mãe”, para algumas pessoas ela é representada por uma vó, um irmão, um tio ou tia, um amigo, um desconhecido. De uma forma ou de outra todas as pessoas tem o direito de receber esse amor verdadeiro. É só preciso estar de olhos abertos. Peito aberto.

Minha mãe me ensinou que amar não é perder tempo, é ganhar vida.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Ranieri Trecha’s story.