Artista da Vez #30 — Momode

Para as Artistas da Vez do mês de Maio fizemos questão de trazer as autoridade no assunto do mês: mães. Muita gente fala do glamour da maternidade, mas poucos falam de verdade sobre o que as mães passam e tudo que está envolvido no processo. Por isso que o projeto das mães entrevistadas hoje é tão incrível. Elas retratam os dois lados da moeda com muita transparência sempre promovendo as verdadeiras heroínas da história, as mães!

Senhoras e senhores, com vocês, Clarissa da Momode

Clarissa, da Momode, com o filhote Ian no colo ❤

Como vocês se apresentam pras diversas mães que conhecem ao longo da jornada?

Como nos apresentamos para qualquer pessoa, mães são mulheres normais, não são ETs :P

E quem são as pessoas por trás da Momode?

Somos eu, Clarissa, e Luiza Lara, duas grandes amigas que mesmo morando muito longe (Luiza tá morando na Austrália) acabaram compartilhando a maternidade e se dando muita força. Nos deparamos com as mesmas dificuldades e os mesmos sonhos e resolvemos trabalhar juntas.

Clarissa e Ian brincando na pracinha

De onde surgiu o nome “Momode”?

Queríamos um nome que remetesse a maternidade mas de uma forma não óbvia. Fomos jogando idéias até que saiu Momode, que mistura “mom” e moda, e achamos charmoso!

Você já era artista visual anteriormente, né? Como era sua relação com arte?

Sim! Cheguei a cursar fotografia na faculdade! Sempre mexi com arte, em vários formatos. Me formei no teatro. Tenho um projeto que chamo de clarigrafia, onde fotografo, imprimo as fotos e bordo elas. Outro que faço colagens de paisagens que fotografo com fotos do universo. E agora a Momode como carro chefe!

E o que mudou com a maternidade? Qual a motivação de mostrar e compartilhar essa nova forma de ver o mundo com outras pessoas?

Cara, a maternidade é a maior loucura. E eu não fazia idéia! Acho que ninguém faz, até viver. É um universo inteiro que a gente entra, cheio de coisas maravilhosas mas muito difícil! A primeira porrada foi com a amamentação — amamentar é difícil pra caramba, sabia? Demanda demais da gente e não é instintivo como a maioria das pessoas pensa. A gente tem que aprender, mãe e bebê. E é super importante! Me deparei com a questão da maternidade compulsória, que a sociedade ainda carrega, com a visão super deturpada da mãe; com questões como querer criar uma pessoa legal pro mundo e também querer que o mundo seja um lugar melhor. Não quero que meu filho sofra nem reproduza o machismo. Não quero que ele seja preconceituoso. Quero que a sociedade entenda e enxergue a maternidade como potência transformadora. Tem tanta informação de qualidade por aí que não chega em muita gente. Quero tentar levar isso até onde puder, através do meu trabalho e no meu dia a dia.

Posando com a sua criação, Mater Fiesta, disponível aqui na Touts.

Pode contar pra gente um pouco do seu processo criativo no seu dia a dia?

É totalmente caótico, não tem bem um método. Eu vou trabalhando nas horas que dá pra respirar. Trabalhar de casa, criando um bebê, é punk! Aproveito as pequenas folgas que rolam, geralmente quando ele dorme (o que acontece bem pouco) e vou tentando desenhar. Crio muita coisa que gostaria de ter e não encontro no mercado. Me pego em músicas que ouvi, histórias que li, filmes, cenas, imagens, conversas com amigos. Tipo a maternidade mesmo: misturar amor e caos e torcer pra dar certo!

Onde você busca suas principais influências e referências?

Como disse ali em cima, nas artes que consumo. Nas trocas que vivo. Vai variando de tempos em tempos.

Vi que vocês também procuram ouvir e compartilhar histórias de outras mulheres. Como é esse processo? Qual aprendizado tiram disso?

Isso aconteceu de forma bem orgânica. Meu perfil no instagram (@c.alca) acabou virando um canal que uso muito pra falar sobre maternidade e as questões que acho mais relevantes (como a importância e dificuldade na amamentação), e aí começaram a surgir mães se identificando e compartilhando suas histórias. É maravilhoso, rola muita troca de informação de qualidade e a gente percebe que não tá sozinha nessa loucura.

A amamentação é um dos tabus que a Momode tenta confrontar com suas estampas.

E tem alguma história muito marcante que queiram compartilhar por aqui?

Acho que pra toda mãe recente, umas das coisas mais marcantes é o parto do seu filho, só que isso é muito longo. Mas é isso, ter um filho é ter o coração fora do corpo e nada prepara a gente pra isso.

Quais dicas você daria pra si mesmo no passado, quando estava apenas começando?

Acho que não diria nada, não. Vai que acaba mudando alguma coisa? Quero estar exatamente onde eu tô, com o Ian pendurado no meu colo!

Família toda reunida: só alegria!

Que papel plataformas como a Touts desempenham no seu projeto?

Papel fundamental, a Touts viabilizou a existência da Momode. Eu tava em casa, recém-parida, no meio do puerpério, sem poder investir financeiramente em nada que não fosse diretamente relacionado ao meu filho. Mas tava cheia de ideias. A Touts era exatamente o que eu precisava pras ideias virarem produtos e chegarem até as pessoas!

E quais as principais vantagens que você enxerga em vender seus produtos em sites como o nosso?

O custo zero e o alcance. Você poder tirar sua ideia da cabeça e transformar ela em produto de qualidade sem precisar investir um monte! Certeza que isso é um empurrão inicial muito importante na carreira de varios artistas.

Quais são os próximos passos e o que vem pela frente?

Estamos caminhando para a Momode se firmar como marca e passarmos a produzir outros produtos, mas sem tirar o que já temos na Touts, é claro!

Clarissa com a sua camiseta MOM PWR, disponível aqui na Touts.

Pra fechar, um bate-bola jogo rápido:

Uma pessoa incrível —minha mãe
Uma viagem — Paris
Uma música — primavera nos dentes — secos e molhados
Um hobby —ver séries e jogar dota
Um filme — Uns e Outros (les uns et les autres)
Ser mãe é — potência!
Clarissa por Clarissa em uma frase — no caos e sem pressa

Essa foi nosso papo com as incríveis da Momode, um dos mais de 4.000 criadores da comunidade da Touts. Para conhecer mais sobre suas artes e outros produtos com as estampas dele, não deixe de visitar a página da Momode na Touts.

Para ler entrevistas com outros artistas incríveis de nossa comunidade, dá uma conferida no nosso blog que tá recheado de histórias incríveis.

Abraço de urso,