Transgeneridade revolucionária é infinitamente mais do que “fetichismo de gênero”

Em um mundo fundamentalmente patriarcal, machista e cisgênero, um macho de nascimento que insista em se identificar como mulher ou uma fêmea de nascimento, que insista em se identificar como homem, representam uma clara subversão e enfrentamento da ordem vigente, certo?

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.