O Analista de Planejamento e Orçamento e seu papel no controle orçamentário da empresa

Em uma empresa existem vários profissionais com os olhos atentos ao andamento do planejamento orçamentário. É função deles garantir que o fluxo de caixa esteja seguindo de acordo com o orçamento empresarial. Mais ainda, cabe a eles ter a certeza de que o orçamento empresarial esteja integrado ao planejamento estratégico.

Um desses profissionais é o da área de Controladoria (o Controller). Já falamos aqui no blog sobre a importância do profissional de controladoria, então hoje queremos tratar de outro papel igualmente fundamental dentro da estrutura organizacional: trata-se do Analista de Planejamento e Orçamento (cargo muitas vezes também chamado de Analista de Planejamento Financeiro ou Analista de Orçamento e Custos).

Em alguns casos ele é visto como um conselheiro. Em outros como a pessoa que supervisiona as despesas operacionais para garantir que o planejamento orçamentário seja cumprido. Na maioria das vezes, ele faz tudo isso e muito mais.

Por ser um profissional extremamente importante na estratégia das empresas, dedicamos um artigo inteirinho para falar somente dele, o Analista de Planejamento e Orçamento.

Afinal, o que é um Analista de Planejamento e Orçamento?

Já começamos dizendo que um Analista de Planejamento e Orçamento tem uma responsabilidade e tanto. Dentre suas várias funções, ele atua como conselheiro sobre como a empresa deve organizar o planejamento orçamentário. Além disso, prepara relatórios anuais, avalia propostas de orçamentos e financiamentos, e explora métodos de financiamento alternativos.

Apesar de que é o CEO quem dá a decisão final sobre o planejamento orçamentário de uma organização, é o trabalho do Analista de Planejamento e Orçamento que é levado em consideração. Isso porque para tomar sua decisão o CEO confia no trabalho dos Analistas de Planejamento e Orçamento para prepararem as informações.

Sabe quando dizemos que Controllers têm olhos de águia para poderem exercer suas atividades? O mesmo falamos do Analista de Planejamento e Orçamento, que no decorrer do ano supervisiona os gastos da empresa para garantir que o planejamento orçamentário definido para aquele exercício contábil esteja sendo cumprido. Adicionalmente, são eles que avaliam se cada área está produzindo os resultados desejados.

Por isso, sempre quando houver uma diferença entre o orçamento aprovado e as despesas reais, os Analistas de Orçamento e Custos devem comunicar suas recomendações aos gestores. Nesse caso, os analistas elaboram um relatório explicando as variações no orçamento e recomendam mudanças para reconciliar as diferenças.

É também sua função examinar orçamentos empresariais de anos anteriores e analisar o desenvolvimento econômico e financeiro da empresa. Desse modo, eles conseguem ver o que afeta o rendimento, a lucratividade e os gastos de uma organização e podem, inclusive, recomendar cortes.

Importante observar que é possível encontrar esses profissionais em empresas privadas, organizações sem fins lucrativos e no setor público. Nas organizações privadas o Analista de Orçamento e Custos e o Analista de Planejamento Financeiro analisam o orçamento e procuram por maneiras de aumentar a eficiência e os lucros. Embora seu trabalho em organizações governamentais não seja focado na lucratividade do negócio, ele visa procurar a distribuição mais eficiente de fundos e outros recursos entre os vários departamentos da instituição.

Deu para ter uma ideia do trabalho desse profissional? Resumindo o que foi discutido até aqui, já conseguimos ver que o Analista de Planejamento e Orçamento tem grandes responsabilidades dentro das questões orçamentárias e de planejamento, sendo também a pessoa que dá uma assessoria aos superiores. Agora, vamos um pouco mais a fundo e ver sobre a relevância desse profissional nas empresas.

A importância do Analista de Planejamento Financeiro e Analista de Orçamento e Custos

O Analista de Planejamento e Orçamento exerce uma função muito importante dentro da organização. É ele quem estabelece a relação entre o objetivo da empresa e os recursos a serem utilizados. Trocando em miúdos, apesar de este profissional ter diversas atribuições durante sua rotina (conforme veremos a seguir), seu trabalho está relacionado com a necessidade e o uso de recursos para atingir os objetivos organizacionais.

Além disso, são eles quem analisam os dados financeiros da empresa e, com base em seus conhecimentos e experiências, fornecem orientações sobre as abordagens mais vantajosas para que o orçamento empresarial se mantenha saudável especialmente em relação ao Planejado x Realizado.

Outra importância desse profissional está no início de cada ciclo orçamentário, quando gestores e diretores compartilham seus planos operacionais ao Analista de Planejamento Financeiro e ao Analista de Orçamento e Custos para análise. Com os planos em mãos, ele faz a análise das iniciativas, dos custos e despesas estimados e os dispêndios de capital necessários para colocar tudo em prática.

Responsabilidades de um Analista de Planejamento e Orçamento

Dentre suas atribuições, cabe ao Analista de Planejamento Financeiro e ao Analista de Orçamento e Custos as seguintes tarefas:

  1. Analisar mensalmente relatórios gerenciais e orçamentários, bem como relatórios contábeis para manter controles de receitas e despesas;
  2. Coordenar a elaboração de relatórios orçamentários regulares e especiais;
  3. Consultar gestores para garantir que os ajustes orçamentários sejam feitos em consonância com o planejamento estratégico;
  4. Prestar assessoria e assistência técnica com análise de custos, alocação fiscal e preparação de orçamento;
  5. Resumir orçamentos e apresentar recomendações para a aprovação ou rejeição dos pedidos de fundos;
  6. Procurar novas formas de melhorar a eficiência e aumentar os lucros;
  7. Analisar o orçamento de despesas operacionais para verificar as tendências que afetam o orçamento empresarial;
  8. Examinar as estimativas orçamentárias quanto à integridade, precisão e conformidade com os procedimentos e regulamentos;
  9. Interpretar as diretrizes orçamentárias e estabelecer políticas para a execução das diretrizes;
  10. Compilar e analisar registros contábeis e outros dados para determinar os recursos financeiros necessários para implementar um programa.

Além do citado, é função do Analista de Planejamento e Orçamento proteger as operações orçamentárias, mantendo a informação financeira em caráter confidencial, e preparar relatórios financeiros coletando, formatando e analisando as informações.

Qualidades de um Analista de Planejamento e Orçamento

Bom, com o que descrevemos sobre as responsabilidades de um Analista de Planejamento e Orçamento, já deu para perceber uma qualidade essencial nesse profissional. Sabe qual é? Estamos falando da habilidade de reconhecer, analisar e lidar com riscos tanto internos quanto externos. Isso porque sua rotina exige estar sempre analisando e avaliando o orçamento empresarial em conjunto com o planejamento estratégico.

Além do conhecimento sobre a Gestão de Riscos, o Analista de Planejamento Financeiro e Analista de Orçamento e Custos devem ainda:

  • Ter habilidades financeiras;
  • Estar apto a realizar o acompanhamento de despesas orçamentárias e o planejamento financeiro;
  • Ter um bom nível de conhecimento em análise estatística e análise de relatório de resultados.

Já que o cargo tem tudo a ver com a gestão econômica-financeira, é necessário que o profissional tenha graduação em contabilidade, administração ou economia.

Relação entre Analista de Planejamento e Orçamento e o Profissional de Controladoria

O Analista de Planejamento e Orçamento é uma especialização de uma das funções do Analista de Controladoria. Em uma empresa um pouco maior, ou que o processo orçamentário seja mais complexo, será necessário um Analista de Planejamento e Orçamento dedicado. Já em uma empresa menor, ou com o processo orçamentário mais simples, a função é compartilhada pelo Analista de Controladoria.

No primeiro caso, ou seja, quando as funções de Analista de Planejamento e Orçamento e de Controller são bem separadas, podemos dizer que:

É responsabilidade do Controller

É responsabilidade do Analista de Planejamento Financeiro e Analista de Orçamento e Custos

  • Analisar o orçamento mensal de departamento e relatórios contábeis para manter controles de despesas;
  • Orientar a elaboração de relatórios orçamentários periódicos;
  • Consultar gestores e diretores para garantir que ajustes orçamentários sejam feitos de acordo com as mudanças do planejamento estratégico.

Concluindo

O Analista de Planejamento e Orçamento organiza o planejamento orçamentário. Assim como o Profissional da Controladoria, o analista também tem olhos de águia. Isso porque no decorrer do ano ele supervisiona os gastos da empresa para garantir que o planejamento orçamentário definido para aquele exercício contábil esteja sendo cumprido. Respeitando o planejamento estratégico, claro.

Além disso, é o Analista de Planejamento e Orçamento que avalia se cada área está produzindo os resultados desejados. Podemos então dizer que o trabalho do Analista de Planejamento e Orçamento está relacionado com a necessidade e o uso de recursos para atingir os objetivos organizacionais.

Por fim, para realizar seu trabalho, é fundamental que o Analista de Planejamento Financeiro e Analista de Orçamento e Custos tenham transparência das informações das demonstrações contábeis. E como você também sabe, essa transparência está totalmente relacionada aos Processos de Gestão Orçamentária.

Por esse motivo, é importante saber o nível de maturidade da Gestão Orçamentária da empresa. Para dar uma mãozinha, reunimos toda nossa experiência com organizações dos mais variados portes e segmentos e criamos uma base de conhecimento, ferramentas, metodologias e de melhores práticas de Gestão Orçamentária em escala mundial.

Todo esse conhecimento você encontra em um e-book (gratuito) elaborado especialmente para ajudar sua empresa a traçar um plano e tornar-se best-in-class. Para acessá-lo, só clicar na imagem abaixo e fazer o download:

Estágios da Maturidade na Gestão Orçamentária

Neste material você encontrará informações de recursos sobre quando ter uma área de Planejamento e Controladoria, Descentralização Orçamentária, KPI’s, Revisões Orçamentárias, dicas para as empresas em cada estágio, entre outras. Então, baixe nosso e-book e avalie em que ponto está e quais os próximos passos para ser best-in-class!

E já que chegamos ao final, esperamos que esse artigo tenha auxiliado a ampliar seu conhecimento sobre a função do Analista de Planejamento e Orçamento. Deixe um comentário contando o que achou e, se esse artigo foi útil para você, compartilhe com seus colegas.


Originally published at Treasy | Planejamento e Controladoria.