Características que fazem uma interface de usuário ser eficaz

Foto: Redd Angelo | Edição: Mark Nunes

Hoje em dia existem várias informações sobre técnicas de design de interface e padrões que você pode usar quando elabora suas interfaces de usuário, soluções para problemas comuns e recomendações gerais de usabilidade.

Usar referências de especialistas provavelmente vai ajudá-lo a criar uma boa interface. Mas o que exatamente são as características que fazem uma interface de usuário ser eficaz?

Aqui estão 8 aspectos relevantes, que eu considero que uma boa interface de usuário deve ter:

1. Clareza

Esse é um dos elementos mais importante em design de interface. Na verdade, todo o propósito do design de interface é permitir que as pessoas interajam com o seu sistema. Se as pessoas não conseguem descobrir como o sistema funciona eles vão ficar confusos e frustrados.

No primeiro caso o dois botões tem contrastes similares, isso faz os elementos competirem pela atenção. No segundo caso é clara a diferença por causa da alta diferença de contraste.

2. Consistência

É importante saber como se adaptar a um determinado contexto que é diferente dos demais, no entanto, sempre devemos manter um nível de consistência para que a interface demonstre unidade em todos os momentos.

Interfaces consistentes permitem que os usuários desenvolvam padrões de uso, aprendendo as funções dos diferentes botões, abas, ícones e outros elementos da interface e irão perceber o que eles fazem em contextos diferentes. Eles também vão aprender como certas coisas funcionam, e serão capazes de entender com mais agilidade como operar novos recursos.

3. Adaptativo

Isso significa que a interface fornece algum tipo de feedback. A interface deve responder o usuário para informá-los sobre o que está acontecendo. Você pressionou o botão com sucesso? Como você saberia? O botão deve exibir um estado ‘pressionado’ para dar esse feedback. Talvez seja uma boa ideia o texto do botão mudar para “Carregando …”. O software está travado ou é o conteúdo está carregando? Mostrar uma barra de progresso é útil para avisar que algo está acontecendo.

4. Familiar

Muitos designers se esforçam para fazer suas interfaces ‘intuitiva’. Mas o que intuitiva realmente significa? Seria algo que pode ser naturalmente e instintivamente compreendido. Mas como você pode fazer algo intuitivo? para fazer isso é preciso tornar a ação ‘familiar’.

Familiar é algo que se parece com qualquer outra coisa que você encontrou antes. Quando você estiver familiarizado com isso, você sabe como ele se comporta e sabe o que esperar. Identifique as coisas que são familiares para seus usuários e integre esses elementos em sua interface de usuário.

5. Conciso

É muito importante a clareza em uma interface de usuário, no entanto, você deve ter cuidado para não cair na armadilha do excesso de esclarecimento. Adicionar muitas explicações pode fazer seus usuários terem que gastar muito tempo lendo as instruções. Em vez de gerar textos complexos e longos, busque ser conciso e dar a informação de forma simples e direta, isso irá a ajudar a salvar o precioso tempo do seu usuário e gerar uma melhor experiência. Manter as coisas claras e concisas não é fácil e toma bastante dedicação para alcançar, mas as recompensas são grandes.

6. Atraente

Atrativo no sentido de tornar agradável o uso dessa interface. Sim, você pode fazer a sua interface, fácil de usar, eficiente e ágil, isso vai gerar um ótimo resultado, mas você também pode ir além disso e tornar a interface atraente, então a experiência vai ser verdadeiramente gratificante.

Mas lembre-se que a estética deve ser usada com moderação, a aparência atraente deve agregar e não subtrair.

7. Eficiente

A interface de usuário é o "veículo" que leva você a lugares. Esses locais são as diferentes funções do software, aplicativo ou site. Uma boa interface deve permitir que você execute essas funções rapidamente e com facilidade. O termo ‘eficiente’ soa como um atributo bastante redundante, se você combinar todas as outras coisas nessa lista, certamente a interface vai acabar sendo eficiente, certo? Sim, mas não completamente.

O que você realmente precisa fazer para gerar uma interface eficiente é descobrir exatamente o que o usuário está tentando alcançar, e em seguida, deixá-lo fazer exatamente isso sem qualquer problema. Você tem que identificar como o sistema deve ‘funcionar’ e quais as funções que ela precisa ter para que as pessoas realizem facilmente o que eles querem.

Por exemplo o Instagram gera diferentes opções de captura quando você quer tirar uma foto, gravar um video ou gerar um gif.

8. Compreensivo

Ninguém é perfeito, as pessoas vão cometer erros ao usar sua interface. Saber como lidar com esses erros será um importante indicador da qualidade da sua interface. Uma das maneiras seria não punir o usuário , ou construir uma resposta de perdão para remediar os problemas que surgem.

Uma interface que perdoa é aquela que pode prevenir seus usuários de cometer erros. Por exemplo, se alguém exclui uma importante informação, eles podem facilmente recuperá-lo ou anular esta acção? Quando alguém navega para uma página quebrada ou inexistente em seu site, o que eles vêem? Eles são recebidos com um erro ou obtêm uma lista útil de destinos alternativos?

Por exemplo o Gmail identifica e te avisa quando você escreveu em sua mensagem que iria anexar um documento, mas não o fez.

Conclusão

Alcançar algumas dessas características não é tão simples e para atingir um equilíbrio perfeito é preciso muita habilidade e tempo, além disso cada solução depende caso a caso, não podemos generalizar sempre.

O que você acha? Discorda de alguma dessas características ou tem algo a acrescentar? Eu adoraria ler seus comentários.