Quando design não é importante

Um design bonito nem sempre significa que o produto é bom.

Photo by Cindy Tang on Unsplash

Houve uma época em que a maioria dos sites/aplicativos pareciam ruins. Devido à tecnologia da época que não permitia elementos visuais muito sofisticados ou até mesmo pela falta de boas práticas dos designers. Como criar designs para o meio digital era algo novo, ainda estavam experimentando e tentando descobrir o que funcionava melhor.

Com o tempo, belos designs começaram a surgir e como de costume, se algo funciona bem, outros vão usar essa estética como referência e produzir um design semelhante. Surgiu então uma regra não dita:

Produto com um visual bonito = melhor produto.

Durante muito tempo, a regra era verdadeira. O produto que parecia bom, era muitas vezes melhor do que os seus concorrentes mais feios. Mas essa verdade não é mais correta, já que existem tantos produtos bonitos com péssimas usabilidades.

Quantas vezes você baixou um aplicativo, porque a logo ou interface eram bonitas e pensou que o produto seria bom também? Uma pesquisa mostrou que mais de 80% de todas as aplicações baixadas são usadas apenas uma vez, e em seguida eventualmente excluídas pelos usuários.

Aqui estão alguns dos motivos mais comuns porque isso acontece:

1 - Problemas técnicos

Você já voltou a usar um aplicativo mais de uma vez quando teve problemas em realizar alguma função? Ou algum site que foi muito lento ao carregar o conteúdo que fez você questionar sua velocidade de conexão wi-fi?

Os usuários são implacáveis ​​quando se trata de aplicativos que têm erros, falhas ou são lentos. Certifique-se de sempre pedir feedback dos usuários para ter certeza que tudo está funcionando corretamente.

2 - Pobre UX

UX não é apenas sobre como o aplicativo é projetado, mas também sobre como é fácil e rápido para o usuário ter seu problema resolvido. Um UX bem desenvolvido representa entender e prevenir qualquer problema que o usuário possa ter. Por mais que você gaste horas pensando em prevenir qualquer falha, sempre vão ocorrer novas experiências que você não imaginou, por isso testar seu produto na prática é tão importante.

3 - Pedir muita informação antecipada pode despertar o desinteresse

Muitas vezes, é desafiador comunicar o valor completo de um aplicativo até que o usuário tenha experimentado por um tempo.

Para um usuário, a função de um aplicativo só será descoberta uma vez que for demonstrada. Neste caso, ajudá-los a conhecer todas as funções básicas é a chave do sucesso. Pedir muita informação antecipada antes mesmo de mostrar a aplicabilidade do produto pode prejudicar o futuro envolvimento do aplicativo com o usuário.

Se você precisa coletar uma grande quantidade de informações do usuário, espalhe-o em vários intervalos ou em vários pontos do aplicativo. O usuário não vai se sentir chateado em dar tanta informação e você vai coletar as informações necessárias.

4 - Não há conteúdo suficiente

Produtos pobres em conteúdo ou com informações genéricas, copiadas de outros sites, podem deixar o usuário insatisfeito. E provavelmente, descartarão o produto rapidamente.

Ao criar um aplicativo/site , assegure-se de dar a certa atenção ao conteúdo, utilizando mensagens que os seus usuários entendam e que geram boas interações.

Se você achou esses tópicos interessantes, talvez goste de ler os seguintes textos que abordam conteúdos semelhantes:

Onde fica a beleza em tudo isso

Cada vez que um usuário usa o seu site/app ele está interagindo com diferentes elementos do seu site, e gerando algum tipo de impressão. Mas apenas um belo design não podem controlar essa experiência completamente.

Pegue como exemplo a ilustração abaixo:

Photo by Ryan Pouncy on Unsplash
O conteúdo é o que as pessoas estão procurando.
UI é a ferramenta que irá servir o conteúdo.
UX é a experiência de usar o produto.

É fácil concentrar-se apenas na UI porque é tangível, como nesse exemplo uma colher, do que criar toda a experiência de comer os cereais.

É possível notar quando a UI é criada sem se preocupar com a experiência do usuário. Não estou dizendo que um belo design não é importante. Os princípios de design contam bastante para gerar uma boa experiência, especialmente quando aplicados na estrutura, fluxo, legibilidade e navegação. Um bom design ajuda os usuários a interagir com o produto e criar ótimas experiências.

Mas fazer seu aplicativo “mais bonito” não vai mantê-lo no negócio. Um projeto preocupado apenas com a aparência pode me colocar o produto em risco, mas uma vez que eu entrar, você precisará entregar onde realmente importa. Nunca priorize o aspecto de um produto sobre a sua função.

No final das contas, a única preocupação dos clientes são os resultados. Qual o uso de um design bonito se não cumpre a sua função? As pessoas querem aplicativos que resolvam seus problemas, são eficientes, confiáveis ​​e têm suporte quando você precisa. O que podemos entender disso é:

Bom produto = Visual bonito + UX inteligente.

O trabalho do UI / UX não é apenas criar uma imagem bonita. Trata-se de abordar as necessidades de seus clientes, fornecendo novas experiências aos usuários e inspirando-os a agir. É vital fazer sua pesquisa, discutir idéias com os gerentes de produtos, entender as necessidades do negócio e verificar sua aplicabilidade. Só depois de tudo isso, você pode começar a criar o design. Existe uma frase que sempre digo:

Muitos designers criam por instinto, eu acredito que design deve ser fundamentado em conhecimento, lógica e psicologia. O resultado pode ser bonito, mas acima de tudo isso também deve cumprir a sua função.

Muito Obrigado por ler esse texto. Se você gostou, recomende, compartilhe, me mande uma mensagem no twitter ou responda se deseja manter a conversa!