Cê tem que aprender a ficar sozinha

Não deu certo. Mais uma vez. Foi de encontro com a parede. Deu-te com a cara no muro. Não foi por mal, eu sei. Você imaginou que dessa vez seria diferente. Ou fingiu que seria, só pra não se questionar demais.

E agora, só temos você e essa taça de vinho. Afasta o líquido bordô de teus perfeitos lábios. Afasta os dedos também. Prazear-se não vai te tirar do inferno que está vivendo, dentro de si.

Eu tenho que te dizer: aprende a ficar sozinha. Não olha na lista de contatos ninguém pra conversar. Não vai pra rua só pra ouvir barulho de gente. Ouça seu próprio barulho, internamente, e tenha orgulho disso.

Não vai no show. Fica em casa e ouve uma música triste. Escreva poemas sobre quem não desiste. E um dia, ainda pensa, há de poder amar plenamente.

Desculpa encerrar este pequeno diálogo com torpe ironia. Mas qual dor não se cala diante de poesia, no meio desse inverno assombroso que está a suportar.

Me desculpe e me ignore, amada. Eu não sou tão pequeno pra ser ignorado. Sou somente o cupido, tolo e desembestado, com pena e vontade de te fazer discernir que tens que esperar. Espera em quem pode esperar, minha querida.

Por quê parar diante da avenida?

Por quê pensar mal de si logo aí bem de cima?

Você já está tão no alto, com seus ombros cansados. A cabeça dói, uma mão ávida vai à têmpora. E você pesquisa no Google que doença que dá dor de cabeça.

Não tem problema, mocinha. Você é bem mais do que pensa e melhor merecia. Não vou mais discutir, nem discordar do peso que cá lhe caberia.

Você é meu cordel, um primor de donzela. Vem, levanta essa cruz e ressalta o poema, escondido nos versos de cada dia teu.

Respira. Respirando, amada, segue em frente.


☛ Esse texto foi relevante de algum modo pra você? Você pode ficar sabendo dos próximos, seguindo essa minha publicação:


Para quem quiser me acompanhar/falar comigo por outros meios:

Facebook — perfil profissional: S. Paiva

Página Autoral no Facebook: Poucas Palavras Agridoces

Instagram — perfil profissional: @escritospaiva

E-mail: medium.kspaiva@gmail.com

E também tem a minha Newsletter aqui, caso queira inscrever seu e-mail para receber textos exclusivos e notícias minhas semanalmente direto na sua caixa de entrada!