GIPHY.

Segunda Semana de #NaNoWriMo2016: Eu sobrevivi ao bloqueio de escritor

Acontece nas melhores famílias.

Só porque essa música tem tudo a ver com o meu estado de espírito atual.

Sabe quando você começa a fazer uma coisa e, nos primeiros dias, o negócio parece tão interessante, tão brilhante que você até pensa: como ninguém nunca fez isso antes?

É a época de euforia. Assim como começar um relacionamento, começar a escrever um novo livro te dá aquela sensação de “cara, vai ser um bestseller”.

Mas aí a vida começa a mostrar que “querida, não é bem assim. ‘Tá pensando que vai ser fácil? Eu não sou uma música do Jota Quest (graças a Deus)”.

Eu estava batendo todas as minhas metas diárias até segunda-feira. Mas eu sabia: essa semana seria difícil continuar de onde parei. Primeiro, porque eu iria receber visita familiar em casa. E já passaria um bom tempo despencando em pontos turísticos e ficando cansada o suficiente para escrever.

Na terça, já escrevi pouco. E quarta, nada. Quinta, eu quis reverter o quadro. Escrevi, escrevi e pensei que não conseguiria. Fui abstrair a cabeça indo assistir Animais Fantásticos e Onde Habitam — que, por sinal, é ❤.

Mas sexta foi meu salto qualitativo: pelo menos, umas 3.000 palavras eu escrevi. Sexta eu convenci a mim mesma de que, sim, eu vou vencer esse desafio de escrever uma ficção de 50.000 palavras em 30 dias. O apoio de pessoas especiais tem sido de muita ajuda, dentre elas, Leandro Graciliano e Johnny Largonni (que, não necessariamente, é uma pessoa-pessoa, mas já ajudou mais do que muita pessoa-pessoa :p).

E hoje, finalmente, pude ver que o querer tem muito a ver com a nossa capacidade para conseguir as coisas. Como dizia a Xuxa em sua música dos anos 90 (ou 80?), querer é poder.

Eu quis. Eu pude. E eu quero. Eu posso. Eu vou vencer esse #NaNoWriMo.

Vou deixar as estatísticas falarem por mim que o impossível é uma questão de opinião (sdds, Chorão):

Escondendo o nome e a carinha, pois stalkers everywhere.

NOTA*: a minha novelinha N.A.S.T. vai ficar prejudicada em atualizações por uns dias, como quem segue a “publi” já deve ter percebido. Por isso, conto com a compreensão e a energia positiva de vocês para que eu consiga completar o percurso do NaNoWriMo esse mês de novembro de forma vitoriosa e eu consiga voltar empolgada para as publicações daqui. Tendo um tempinho, esse mês mesmo, consigo soltar mais um capítulo da N.A.S.T. Mandem vibrações positivas para tal! Amo vocês!

*Especialmente para Jéssica Magalhães e Vinicius I.S. Lara :)