Por onde começar?

Os dados da imagem foram ponderados com base em uma projeção da população brasileira por região, gênero e grupos de idade, feita pelo IBGE para o ano de 2013, de aproximadamente 146.748.000 brasileiros.

Embora os benefícios da prática de atividade física sejam amplamente difundidos, muitas pessoas ainda resistem em abandonar o sendentarismo. Seja por preguiça, pela famosa “falta de tempo” ou simplesmente por não saber nem por onde começar.

Pensando nisso, dê uma olhada nessas dicas, e quem sabe te impulsiona a começar hoje! Afinal, porque esperar aquela segunda feira que nunca chega?

1. Defina o horário e a frequência

Como qualquer outra tarefa do cotidiano, praticar uma atividade física vai exigir organização do seu dia a dia. E vamos ao fato, a maioria das pessoas que alega não ter tempo simplesmente não prioriza o exercício físico e, por isso, não consegue encaixá-lo na rotina. Talvez acordar mais cedo, aproveitar o horário do almoço, gerir melhor suas tarefas domésticas, limitar o tempo em frente à TV. Teste suas opções de forma realista e que combine com você. Ah! atenção ao tempo de deslocamento.

2. Descubra o que lhe agrada

Também é muito importante optar por uma atividade física que lhe seja prazerosa, a fim de tornar o processo agradável e não ser encarado como uma obrigação.

Conhecer a si mesmo é fundamental para fazer uma boa escolha. Se você não tem certeza, a dica é simples: experimente. Não saber qual esporte praticar e não conhecer as modalidades estão entre as principais dificuldades de quem não sabe como começar uma atividade física. E coloque na sua balança sua saúde, às vezes você não gosta muito de determinada atividade, porém seus resultados te levam à vida que gostaria, sem dores por exemplo. Talvez seja melhor então se apegar aos resultados do que a atividade em si, não é mesmo?

3. Entenda suas necessidades

A sua escolha também precisa estar alinhada às suas necessidades e objetivos. Se você tem orientação médica especifica, se quer emagrecer, se quer ganhar massa, se quer aliviar o stress, se existe alguma modalidade que faça tudo isso por você e o que mais você classificar como determinante. Escute suas vontades e vá atrás. Na dúvida, pergunte para um profissional da área.

4. Procure companhia

Você já se perguntou por que as pessoas preferem um personal trainer? Essas pessoas que treinam com acompanhamento profissional, entenderam e investiram no seu perfil: ter alguém para preparar treinos personalizados, com resultados rápidos e assertivos, aulas dinâmicas, além de alguém que te faça ir até seus treinos, que acompanhe de perto sua vida fitness, que sele um compromisso verdadeiro. Quem sabe não é esse seu perfil? Você conhece o trabalho de um professor personal? É melhor investir na prevenção ou apenas gastar para solucionar momentaneamente os problemas de saúde?

Além do professor, não podemos esquecer que estar acompanhado de um amigo pode ser determinante para o sucesso. Isso porque, ajudando-se mutuamente, a chance de ambos serem bem-sucedidos e atingirem os objetivos é maior.

5. Comece devagar

Não seja afoito, pois isso pode causar problemas e lesões e não benefícios. Entender que seu corpo tem limites e que eles podem ser superados com a prática regular é fundamental para não extrapolar e acabar se machucando. Comece devagar, independentemente da prática à qual você se dispuser. Com o tempo, vá aumentando a intensidade e aperfeiçoando a técnica, alcançado resultados melhores.

Você tem alguma dúvida? Pode me procurar, estou super a disposição.

Não ignore sua saúde e bem estar, se dê a chance de recomeçar.

Like what you read? Give Thais Rodella a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.