Fácil, extremamente fácil

Após maus resultados, Flamengo vence o América-MG sem fazer força e agora enfrenta sequência decisiva na temporada

Foto: Gilvan de Souza / CRF

O Flamengo se aproveitou das fragilidades do América na partida do último sábado, no Maracanã. Fragilidades essas expostas desde o início da partida, em que o Rubro-Negro criou inúmeras chances e poderia ter vencido até por mais que os 3 a 0 do placar final.

Vindo de duas derrotas seguidas para o Atlético-MG em Minas, a equipe de Dorival Jr. tinha a chance de recuperação diante do seu torcedor em um jogo considerado menos complicado. Até por isso e pela sequência de jogos, conseguiu poupar alguns atletas. A zaga titular foi formada por Léo Pereira e Gustavo Henrique, Santos retornou ao gol — dando segurança no lugar de um inseguro Diego Alves — e o ataque foi formado pela dupla Pedro e Gabigol.

Os dois atacantes se entenderam bem, e foi de um jogada de Pedro que saiu o primeiro gol da partida. No lançamento de Santos, o centroavante ganhou do zagueiro e rolou pro camisa 9 guardar na saída de Cavichioli. Apesar disso, Gabriel não viveu uma boa noite: perdeu pênalti, chances claras e acabou saindo na segunda etapa sob vaias de alguns torcedores.

O desperdício de gols por parte de Gabriel e seus companheiros explica também a péssima partida da equipe mineira. Extremamente exposta, cedeu chances em atacado e não teve praticamente resposta em contra-ataques. O segundo gol, por exemplo, marcado por Arrascaeta, foi feito sem goleiro. Parecia até que o Coelho jogava com alguns jogadores a menos, dada a passividade que em muito facilitou o trabalho do time carioca.

O placar foi fechado por Marinho, aos 35 da segunda etapa, em um “mini míssil aleatório”, que lembrou os dos seus melhores momentos no Santos. Gol importante para o atleta que vive péssima fase e chegou a se emocionar na comemoração.

No final, vitória importante para o Flamengo que terá o jogo contra o Tolima, na próxima quarta, pela Libertadores, para tentar seguir dando um novo rumo na temporada. A distância para o líder do Campeonato Brasileiro é grande e as copas parecem se configurar como as maiores chances de título para o Fla na temporada.

O Coelho chegou a cinco partidas sem vitória e sem marcar gols, vivendo um momento preocupante com desempenho abaixo do que pode mostrar. Dias felizes estão cada vez mais raros para os mineiros. Na quinta, enfrentam o Botafogo pela Copa do Brasil buscando a recuperação.

--

--

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store