Airbnb revela bairros que serão tendência entre os viajantes

A lista foi realizada com base nos padrões de viagens de mais de 140 milhões de chegadas de hóspedes em 3 milhões de imóveis do Airbnb durante o ano de 2016. Analisando os resultados obtidos, o Airbnb notou características comuns que mostram algumas tendências que os viajantes têm buscado como opção de hospedagem nas férias:

· Urbano, mas não denso. Os bairros que fazem parte da lista deste ano podem ser considerados refúgios da rotina corrida nas grandes cidades. As pessoas têm procurado hospedagem em comunidades informais que unam a conveniência urbana com uma atmosfera mais relaxada e descontraída, como no sereno distrito de Milneburg, em Nova Orleans (EUA), e em Phoenix Park, um bairro repleto de jardins e vida selvagem perto de Dublin, na Irlanda.

· Espaços verdes gloriosos. Bairros como Rockcliffe Smythe, em Toronto, uma área de predominância residencial com belos jardins ideal para uma visita relaxante, que ainda traz a praticidade de ficar a alguns quarteirões das lojas, restaurantes e música ao vivo da comunidade vizinha Junction.

· Comida em abundância. Uma tendência recorrente neste ano foi a escolha de hospedagem próxima a espaços com várias opções gastronômicas. A menção de bairros como o distrito Din Daeng, em Bangkok, conhecido por seus mercados de comida de rua e Midtown Miami, com suas delícias luxuosas, mostraram que ter as refeições em locais de fácil acesso é uma preocupação constante entre os viajantes.

Confira os 17 selecionados:

01. Milneburg, Nova Orleans, EUA — crescimento de 1500%
 02. Kampung Bayu, Kuala Lumpur, Malásia — crescimento de 976%
 03. Fitzroy, Melbourne, Austrália — crescimento de 770%
 04. Konohana-ku, Osaka, Japão — crescimento de 609%
 05. Chutes-Lavie, Marselha, França — 604% de crescimento
 06. Rockcliffe Smythe, Toronto, Canadá — crescimento de 497%
 07. Midtown, Miami, Flórida — crescimento de 430%
 08. Narvarte, Cidade do México, México — Crescimento de 264%
 09. West Seattle, Seattle, EUA — crescimento de 230%
 10. Usera, Madri, Espanha — crescimento de 228%
 11. Din Daeng / Huai Khwang, Bangkok, Tailândia — crescimento de 218%
 12. Chippendale, Sydney, Austrália — crescimento de 204%
 13. Daehangno, Seul, Coreia do Sul — crescimento de 203%
 14. Lyndale, Minneapolis, EUA — Crescimento de 193%
 15. Phoenix Park, Dublin, Irlanda — crescimento de 180%
 16. Chacarita, Buenos Aires, Argentina — crescimento de 172%
 17. Žižkov, Praga, República Checa — Crescimento de 103%

obs.: Crescimento percentual de chegadas de hóspedes em imóveis listados no Airbnb nesses bairros entre o final de 2015 ao final de 2016.


Originally published at Update or Die!.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Gustavo Giglio’s story.