Garoto de 8 anos aprende a dirigir pelo YouTube e vai direto para o McDonald’s

No último domingo um garoto de 8 anos lá de Palestine, Ohio ficou com desejo de comer um cheeseburguer e não teve dúvida: entrou no youtube e colocou lá no search: “how to drive a car”.

Juro. A fonte tá aqui (The Weirton Daily Times). Vai lendo que tem mais.

Depois de uns 10 minutos, (lembrando que estamos falando de um carro automático), ele saiu do computador, chamou seu irmão de 4 anos e eles aproveitaram que seus pais estavam dormindo depois de um longo dia no parque e foram direto para a garagem, onde entraram na Van da família e… dirigiram até o McDonald’s!!!!

Um de 8 e o outro de 4!!!!

Durante o percurso, várias pessoas ficaram absolutamente chocadas ao ver as crianças sozinhas no carro (devem ter visto só a tampinha das cabecinhas) e muitos ligaram para a polícia. Surpreendentemente, os relatos contavam que a criança estava parando direitinho nos sinais fechados e até esperou pacientemente no meio da pista quando precisou entrar à esquerda, para entrar no estacionamento do McDonald’s. Ele não bateu em absolutamente nada durante o percurso todo.

Como se não bastasse, o garoto foi direto no Drive Thru, onde pediu um cheeseburger, um Chicken McNuggets e fritas, que pagou com o dinheiro que economizou no seu porquinho (já estou ouvindo você fazendo “owwwwwwnnn”). Os funcionários acharam que era uma pegadinha e que deveria haver algum adulto no carro, por isso entregaram o pedido normalmente.

neste momento o guarda Jacob Koehler chegou ao McDonalds e localizou a Van. Ao perguntar para o menino como ele havia feito aquilo, o garoto respondeu “eu fiquei na ponta dos pés para pegar a chave no móvel”, o que provavelmente foi a primeira coisa que lhe veio à cabeça como algo muito improvável, já que tinha um guarda perguntando. Não fez menção ao ato de dirigir, apenas mais tarde.

O episódio é fantástico. Um tampinha de 8 anos fica com fome e a maneira como resolve esse problema é entrando no YouTube para aprender uma forma de conseguir um cheeseburguer. Se isso não é um exemplo dos tempos em que estamos vivendo, não sei o que é.


Originally published at Update or Die!.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.