Hacks da vida: esconda seu celular atrás do computador

Hacks de vida são dicas práticas para deixar sua vida melhor. E o de hoje é muito simples, mas ao mesmo tempo, poderoso:

Esconda seu celular atrás do computador. E tire o som.

Calma, não é um daqueles posts sobre os malefícios da vida moderna e eu prometo que nnao vou falar que o celular é o diabo da vida moderna, que dá câncer e que você deveria se mudar para as montanhas. E nem mesmo para desligá-lo. Eu gosto dos celulares.

A única coisa necessária é escondê-lo atrás do monitor do seu computador, ou de um vaso de plantas, ou de uma caneca de café. Tanto faz. Ele pode continuar pertinho, só não pode ser visto. Tem que ficar completamente fora do seu campo visual. E notificações sonoras desligadas, para ficar fora do seu campo auditivo também.

Pra que isso?

Não é gerenciamento de vício. Vício é você buscando seu celular. Aqui, é o seu celular buscando você. Estamos falando de… INTERRUPÇÃO.

Olha esse dado que coisa louca:

Um típico executivo é interrompido, em média, a cada 3 minutos e 5 segundos (fonte).

3 minutos e 5 segundos!

A maior parte dessas interrupções vêm dos nossos amigos eletrônicos, o computador e o celular. Mais especificamente em forma de notificações. São os plins, as bolinhas vermelhas com números ou aquelas janelinhas que fingem que são discretas, entram na tela de fininho, fazem um teaser e se mandam.

Essas coisas acontecem a cada 3 minutos e 5 segundos.

Mas agora é que fica MAIS INTERESSANTE AINDA.

No mesmo estudo eles descobriram que as pessoas demoram, em média, 23 minutos e 15 segundos para voltar a se concentrar totalmente na atividade que estavam fazendo.

Só pra detalhar um pouco essa dinâmica: você tá lá fazendo o seu trabalho e chega um zapzap. Bililin! Você tá ocupado(a), mas dá “só uma olhadinha rápida”. Gasta uns poucos segundos pra ler, acha graça no que o seu amigo escreveu e, claro, precisa comentar. Escreve uma frase rapidinho e… cadê aquele emoji que é perfeito para esse momento? Aí você olha todos os Emojis e aproveita para colocar outros dois que também complementam bem. E aí volta para o que estava fazendo. Por um tempinho você ainda mantém um sorriso no rosto lembrando que seu amigo é mesmo um cara engracado. Algumas vezes você volta rápido para onde estava, outras vezes demora.

Em média, são esses 23 minutos e 15 segundos para voltar para o “the zone”, foco total. Eles chamam de “deep work”.

23 minutos e 15 segundos!

É o mesmo princípio do sono. Se você está em sono profundo e um barulho interrompe seu sono, você pode até voltar a dormir rápido, mas para chegar no mesmo sono profundo de antes é mais demorado.

Resumo da ópera: você é interrompido a cada 3 e precisa de 23 para voltar.

Conclusão? Ninguém mais pratica o deep work porque não dá tempo. Eu, por exemplo, estou escrevendo este post há uns 4 dias já.

E é por isso você deve fazer essa coisa ridiculamente simples — e ao mesmo tempo ridiculamente poderosa — que é simplesmente empurrar seu celular apenas alguns centímetros até que ele desapareça de vista.

É só fazer isso:

Isso e uma mute vão diminuir drasticamente o número de interrupções durante o seu dia. Se além disso, você usar um outro hack de vida que é aquele de abrir os email apenas 3x por dia, você vira outra. Pode até pedir aquele aumento.

Então vai, tenta agora. Cadê o sem-vergonha? Tá vendo ele? Não pode! Empurra pra trás do monitor, tira o som e depois volta aqui pra contar se funcionou (mas só quando acabar o que você precisa fazer porque eu não quero interromper).


Originally published at Update or Die!.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Wagner Brenner’s story.