Radi-Aid Award — Premiando estereótipos em campanhas beneficentes

Sim, você já deve ter visto um bilhão de vídeos falando sobre as condições das crianças no continente africano, dos viciados em crack, até dos aborígenes australianos.

Mas às vezes é preciso calma.

Estereótipos não necessariamente fazem jus a todos os retratados.

Lembrando bastante aquela palestra incrível sobre o perigo de uma única história (que se você não viu ainda, está perdendo), esse comercial mostra como nossa visão de um povo pode ser bem diferente da realidade.

O Radi-Aid é um prêmio irônico dado aos comerciais de campanhas beneficentes cujos estereótipos são utilizados da forma menos ideal. Menos ideal não; ruim mesmo.

Ruim a ponto de atrapalhar a própria mensagem que a campanha busca passar.

Ok, sabemos que existem muitas crianças que passam fome em vários países da África (que, sim, existem vários e cada um tem seu cenário específico de pobreza e miséria), aliás muitas são brancas nas periferias da África do Sul (pra quem se interessar, é a origem da dupla Die Antwoord).

Então, contra os conceitos pré-estabelecidos, nada melhor do que um pouco de ajuda aos coitadinhos noruegueses, povo sofrido.


Originally published at Update or Die!.