Um guia interativo para aprender a tirar fotos

Em 2012, a Sony publicou um estudo apontando que 2/3 dos usuários de câmeras DSLR (“câmera profissional”, dessas robustas com troca de lente) usavam a máquina bem abaixo de seu potencial.

Aliás, usavam sempre no automático e em nada diferenciavam o uso das point-and-click tradicionais (aquelas máquinas digitais menos imponentes e mais baratas).

Ok, ter uma câmera que te deixa com ar de entendido é legal, mas já que ela está aí, que tal aprender como ela funciona? Vai que a paixão pela fotografia te leve a um patamar novo.

Foi exatamente esse pensamento que levou o designer e animador britânico (e também fotógrafo, apesar de não colocar no currículo) Simon Roberts a criar um guia interativo das possibilidades de uma câmera fotográfica, o Photography Mapped.

Com um exemplo simples, o usuário pode controlar a quantidade de luz da cena, a abertura do diafragma, o tempo de exposição e o ISO (sensibilidade do sensor, evolução das qualidades físicas do filme fotográfico para o digital) e ver ali representado o resultado final em forma de infográfico.

As alterações são sempre seguidas da informação de eventuais super ou subexposições (muita ou pouoca luz incidindo), bem como sua influência no resultado final (a relação da abertura com a profundidade de campo ou do tempo de exposição com o movimento).

É uma forma simplificada mas muito eficiente de entender como os modos da câmera funcionam para além do automático e dos presets (sabia que tem modos pra priorizar o diafragma ou o tempo de exposição?)e que de quebra já mostra como essas coisas interagem entre si em tempo real.

É legal pra conhecer a mecânica mas o mais legal é poder experimentar na prática assim que a oçortunidade aparecer. A próxima saída com a câmera vai mudar completamente.

Mas claro, os melhores fotógrafos que conheço diriam que a melhor coisa de saber todas essas regras e técnicas é poder quebrá-las sempre que a foto pedir.


Originally published at Update or Die!.