A tecnologia está pedindo pra entrar na sua casa com o novo serviço da Amazon.

Você confiaria em uma empresa o suficiente para deixá-la entrar na sua casa (literalmente)?

A Amazon apresentou na quarta-feira (25/10) um novo serviço no qual com câmeras e uma fechadura especial os entregadores podem deixar as encomendas dentro da casa do cliente.

Com diversas polêmicas, principalmente no Brasil, envolvendo alto índice de roubos de carga e o custo alto de fretes, o lançamento do serviço atraiu a atenção de muitos consumidores. Mas infelizmente o resto de nós terá que esperar pacientemente por uma tecnologia como essa, pois ela só foi liberada nos Estados Unidos aonde existe o "Amazon Logistics".

Todos nós estamos familiarizados com o problema de fazer um pedido online e não estar em casa no momento da entrega para recebê-lo. Geralmente isso causa atraso na entrega ou até transtornos maiores como o objeto ser devolvido ao remetente tendo que iniciar o processo de envio todo de novo.

Mas com o novo serviço, os membros premium Amazon Prime podem adquirir uma câmera e uma fechadura controladas online por US$ 250 e quando os entregadores perceberem que o cliente não está em casa, eles escaneam a entrega, pressionam "destrancar" em um aplicativo e a Amazon certifica o pacote e o entregador librando a entrada do mesmo.

Assim que a entrada é liberada, um vídeo ao vivo é transmitido ao cliente para que ele possa acompanhar a entrega de onde estiver. O entregador é orientado a não entrar na casa, somente deixar o pacote do lado de dentro e trancar a porta novamente. Até a casa ser trancada o funcionário não pode prosseguir com outras entregas.

Ainda não é possível saber se o serviço terá sucesso ou não, mas pode ser um grande passo em comprar online e um salto gigante no mercado para a Amazon.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.