Egosentio

  1. Perlari: Percepção de não pertencimento mais a um local, que o tempo ali se acabou.

2. Vometa: Vontade de conhecer o novo e simultaneamente medo de perder o antigo.

3. Alunta: Interesse em se estar com alguém que ainda não se conhece.

4. Humisális: Aceitação em ser poeira cósmica e ao mesmo tempo um inteiro universo.

5. Biovicer: O prazer de entrar em contato com algo que tem vida dentro de si. Um mergulhar na cachoeira, o dormir em um cavalo, o abraçar de um animal.

6. Contretia: A confiança de estar andando na direção correta, mixada a insegurança ao perceber que há centenas de pessoas vindo contra sua direção.

7. Scietasia: O sentimento de olhar para trás e lembrar conscientemente que a ilusão naquele antigo tempo as coisas eram mais felizes e simples.

8. Vetulis: A percepção de ter envelhecido diversos anos esperando ser diferente, mas ainda sentir-se a mesma pessoa.

9. Disserentia: O surpreendimento ao olhar antigas fotos e textos e perceber-se uma pessoa completamente diferente do que se era.

10. Sufossio: O sufocar de ter muitas coisas realmente importantes para dizer naquele momento, abrir a boca, fazer contato visual e simplesmente não conseguir falar.

11. Sectem: Interesse e sedução pela madrugada, mas a presente necessidade de descansar e se preparar para o começo de um novo dia.

12. Vodus: Medo latente de gritar e simplesmente ninguém ouvir.

13. Dissonia: Vontade de se isolar em algum lugar distante de outras pessoas.

14. Creptico: Sentir-se com azar perdendo tanto no amor quanto no jogo, em contrassenso a um forte ceticismo.

15. Latus: Pavor repentino de algo que não conhece, mas sabe que está ali a espreita.

16. Desante: Desejo incontrolável de possuir algo, mas ao obter sentir que aquilo não significava muito.

17. Tenssabilitio: Percepção de imaginar os inúmeros futuros para determinada ação, e assim perder o tempo de agir.

18. Trespressio: O tremer da mão ao perceber que tem um mundo em sua mente, mas não consegue transcrever em nenhum tipo de expressão.

19. Minulis: A culpa de ter menosprezado alguém no passado que agora se demostra uma incrível pessoa.

20. Limbia: A indignação de se perceber dentro de um limitado corpo, com fraquezas, dores e temporário.

21. Distupus: A percepção do tempo distorcendo o valor de cada atitude com o passar dos anos.

22. Senctio: A poderosa projeção de se colocar no lugar de um personagem de uma história e sentir suas reais dores e anseios.

23. Remorvus: O arrependimento de perceber o erro cometido, mas já ser tarde demais para consertar.

24. Acteno: Tensão de poucos segundos do momento no qual decide-se tomar uma atitude em relação a outra pessoa, como um toque de mãos ou um leve beijo.

25. Paratatio: A perceptível excitação interna de ver alguém manejar as palavras como se dançasse com elas em perfeita sintonia e ritmo.

26. Doraesi: Hesitação de dormir e perceber que este dia acabou e que agora ele pertence a uma lembrança do passado.

27. Mutelare: Receio de mudar algo em si radicalmente, e depois se olhar no espelho e não se reconhecer.

28. Corpodis: A coragem de se opor a algo muito maior que você, apenas pela certeza que é a atitude certa a ser tomada.

29. Impotire: A intranquilidade misturada ao amparo de deixar seus sentimentos expostos a alguém além de si mesmo.

30. Satisprocita: Contentamento de tomar uma atitude em favor do outro, e apenas sentir uma pura reciprocidade em um silencioso obrigado.

31. Conopia: Tentativa de controlar a gigante euforia depois de conquistar algo que a muito tempo buscava.

32. Posilize: Sensação de otimismo ao ver a felicidade de outros a sua volta por todos os lados que se olha.

33. Respanlita: Tranquilidade de fechar os olhos, respirar fundo e apenas sentir e ouvir a si mesmo por alguns segundos.

34. Inpeliom: Achar alguém especial, mesmo possuindo a consciência que existem centenas de milhares de milhões de pessoas no planeta.

35. Torpus: Quando você precisa de absolutamente todas as partes de outro corpo em contato com o seu. — Sentimento Por @eduardomp_

36. Contriale: O incômodo mesclado a necessidade de alguma maneira bloquear a iluminação artificial para que possa se enxergar a luz natural que permeia o céu pela noite. — Tapar com a mão luzes artificiais para enxergar melhor a luz da lua— Ideia de sentimento Por @gab.filpi

37. Voluntia: A vontade de fazer algo que se tem a certeza que trará consequências danosas para si maiores que o prazer do ato.

38. Falgenuse: A desconfiança de estar enganando-se estando no lugar que está, sentindo-se uma farsa e sem merecimento.

39. Volurus: Vontade latente de mergulhar ainda mais fundo em um lugar turvo que apenas se vê mais escuro abaixo.

40. Inderra: O incômodo de ser questionado sobre duas contrárias opções, no qual há todo um espectro de possibilidades neste meio. Ex: Hétero ou gay? Branco ou Preto?

41. Placis: O regozijo de apreciar uma obra artística, sentindo as lagrimas escorrerem seu rosto e simplesmente não conseguir colocar em palavras o motivo.

42. Timum: O temor de ser parte mutuamente de um outro alguém e perder a si mesmo.

43. Volssare: O esforço em tentar reviver um passado o qual já não existe mais.

44. Facetopia: A busca por algo que não se sabe o que é, descendo e lendo pilhas de histórias aglutinadas e moldadas para aquele local.

45. Solitiu: A percepção do tamanho do espaço a sua volta depois que aquela pessoa que esteve ali por muito tempo se vai.

46. Valcere: A revalorização da vida ao perceber sua perecibilidade a partir de outros a sua volta.

47. Falitare: A frustrante falha na auto motivação ao tentar se obrigar a fazer algo importante para si, mas também monótono e desgastante.

48. Desmetu: O desejo mixado ao medo de tomar uma atitude que coloca sua segurança física e mental em risco, em troca de uma possível e cobiçada recompensa.

49. Altensio: A consciência responsabilizante de que quanto mais se entende o outro, menor a possibilidade de sentir ódio e maior a possibilidade de compreensão.

50. Frustrana: A frustração por seguidas vezes tentar-se substituir uma pessoa que se foi.

51. Exdoratio: A idolatria quebrada ao se conviver com a humanidade do que antes era idealizado.

52. Solilpa: A sensação de solidão misturada a culpa por ter optado por um isolamento agora arrependido.

53. Impruna: A apreciação por uma companhia não humana por sua maior ingenuidade e clareza da expressão sentimental.

54. Egomplicar: A empatia misturada a complexidade que é ver um igual sentir prazer e dor, concebendo isto, mas ao mesmo tempo sentindo que não entende isto completamente.

55. Prontasia: A consciência da projeção ilusória do outro sobre você, e sua sobre o outro.

56. Posquem: A vontade de se dar para alguém e possuir este também, mantendo a certeza que não existem posses para ninguém.

57. Absempus: A percepção da quantidade coisas importantes em sua vida que simplesmente não consegue dar conta com o tempo que tem.

58. Lapartiapo: A percepção lamentável da quebra de parceria que antes existia ali se transformar em uma relação que trás a tona mixar tão grande de sentimentos que gera uma repulsa gélida.

59. Decaru: A clareza e a decepção mescladas ao perceber que foi deixado para trás para cair quando achou que aquela pessoa estaria ali para apenas segurar sua mão.

60. Dosinta: A dor na dobra dos joelhos ao perceber que eles já se curvaram demais levantando-se várias vezes por algo que não traria reciprocidade.

61. Lentative: A leveza nos ombros e curiosidade do amanhã ao se perceber em poder de si novamente pensando em como dessa vez será diferente, contrastando com a sabedoria ganha e percepção de que a vida nunca será apenas simples.

62. Sentive: O alertar da intuição quando ela está a perceber com suas inúmeras variáveis que algo está errado, mesclado a aquela vontade de que esteja tudo bem.

63. Culgariu: A culpa de ter tido privilégios com informação que dão uma melhor qualidade de vida mixada com a responsabilidade que não é nunca expurgada por nenhuma de suas atitudes.

64. Descentia: A convicção ganha com experiência ligada a mais uma decepção que apenas incentiva a vontade de fechar vagarosamente os olhos e cair para trás sem colidir com nada, apenas cair ao infinito fim de tudo.

65. Contasia: A certeza do controle sobre si, até se deparar agindo novamente contra si sem se quer, entender o motivo.

66. Amurgul: Sufocar na garganta ao não conseguir expressar o amor eclodindo internamente, tendo ciência que o faz por orgulho.

67. Percere: O gatilhar da percepção de inércia na vida, necessitando uma urgente mudança em qualquer linhagem.

68. Intalre: Reconhecimento da necessidade de mudar amplificada pela impossibilidade de fazer isto. Sabendo que o estar voltará a machucar.

Mais em Egosentio

Inspiração:

John Koenig