Relato de uma mãe que presenteou sua filha, portadora da Síndrome de Down, com um celular.

Eu venho fazendo uma pesquisa sobre a rotina online de deficiente físicos e visuais. À medida que fui lendo muitos artigos, me deparei com um relato de uma mãe que tem uma filha portadora da Síndrome de Down. Resolvi, então, compartilhar aqui com vocês.

Nesse relato, ela conta o medo que tinha de entregar um celular para a filha, April, pois tinha receio do que a menina poderia encontrar no “mundo online”. Porém, resolveu entregar o telefone para a April, por algumas razões:

Primeiro, por segurança. April já tem 17 anos e anda sozinha de metrô para estagiar e queria que ela fosse capaz de ligar para mãe, caso precisasse. E queria, também, poder ligar para a April quando quisesse. Então, a mãe comprou um celular simples e o entregou a filha. Nos primeiros 3 meses, a April ligou para todo mundo — seu irmão em Maryland, outro irmão na Carolina do Norte, seu namorado, seu pai e outras pessoas que ela tinha contato. April passou a usar o celular em qualquer canto da casa e fora dela. No estágio, interagia com as pessoas sobre o uso do celular e tirava dúvidas que tinha em meio aos fluxos de navegação.

April chegou a enviar uma mensagem muito mal-criada para um e-commerce, reclamando das dificuldades que encontrava no check-out do site.

Alguns meses se passaram e a Susan, mãe da April, recebeu uma fatura altíssima de mensagens e uma conta enorme para pagar, devido ao uso constante da April. Ela ficou com raiva? Não. Tirou o celular da April? Não.

Esse é o ponto que quero chegar. Susan ficou feliz por April ter conseguido adquirir novas habilidades e se tornar mais comunicativa ao usar o celular. Não houve restrições quanto ao uso porque ela descobriu que a April poderia desenvolver ainda mais a sua eloquência, seu raciocínio, sua maneira de interpretar desafios que o próprio celular impunha.

Susan termina a carta se perguntando se é ou não é uma boa mãe para April.

Como dizer que não? =)

Fonte: https://aprilanecdotes.wordpress.com/


Originally published at www.uxeverywhere.com.br on October 23, 2015.

Like what you read? Give Isabel Braga | UX a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.