Estudante do Vai na Web viajará aos EUA para apresentar aplicativo em Stanford

Evelyn Mendes, do Morro dos Prazeres, no Rio de Janeiro, contribuiu com o desenvolvimento do Match4Action, sistema que conecta voluntários às ações sociais que demandam apoio ao redor do mundo

Evelyn Mendes, estudante do Vai na Web do pólo Morro dos Prazeres

Aestudante Evelyn Mendes (25), moradora do Morro dos Prazeres, no Rio de Janeiro, é um dos tantos talentos descobertos pelo programa Vai na Web. Evelyn é programadora Front-End, formada pelo Vai na Web, e agora vai representar o Brasil na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, com o aplicativo desenvolvido por ela, o Match4Action. A viagem está agendada para o Dia Internacional da Mulher.

Evelyn vem de uma família de seis filhos e é a única que está construindo uma carreira no ramo da tecnologia. Além disso, desde muito jovem, a estudante decidiu que teria um destino diferente do qual geralmente é submetido a maioria dos moradores de regiões de conflito armado. A vida de Evelyn, que atualmente é bolsista de Gestão de Finanças na FGV, ganhou um caminho extraordinário a partir de 2017, quando ela ingressou no Vai na Web.

De forma gratuita, o Vai na Web leva ensino de tecnologia avançada e valores humanos para duas favelas do Rio de Janeiro: Morro dos Prazeres e Complexo do Alemão. Evelyn se formou como programadora e não perdeu nenhuma oportunidade de evoluir na profissão. “Nunca pensei em trabalhar com tecnologia, mas foi por meio dessa ferramenta que eu consegui me desenvolver como ser humano e profissional, construindo uma carreira como sempre sonhei”, afirma.

Em 2018, Evelyn fez parte do time de desenvolvimento do aplicativo Match4Action, iniciativa projetada pelos alunos da Universidade de Stanford e construída pelos estudantes do Morro dos Prazeres, em parceria com o Vai na Web. A jovem foi uma das estudantes que se destacou na construção do sistema e, por isso, ganhou uma passagem para a Califórnia, presente da equipe do aplicativo. Juntamente com a cofundadora do Vai na Web, Aline Fróes, Evelyn vai conhecer a Universidade de Stanford, o time do aplicativo e empresas de tecnologia do Vale do Silício.

Match4Action perpetua uma corrente do bem. “O aplicativo é uma ideia que surgiu em um programa executivo em Stanford com vários colegas de diversos países para aplicar tecnologia e realizar impacto social, aproximando as organizações e voluntários ao redor do mundo, de uma forma muito simples e efetiva”, explica Helio Mosquim, executivo de tecnologia e inovação, e um dos idealizadores do aplicativo. “O time do Vai na Web comprou a ideia e fez o trabalho com extrema dedicação. Foi extraordinário!”

Girl Power

Estudantes do Vai na Web

A viagem da dupla está marcada para 8 de março, Dia Internacional da Mulher, uma data de extrema importância também para o programa. Segundo Aline Fróes, o Vai na Web tem compromisso total com a diversidade de gênero.

“Todos os anos, lutamos para aumentar e potencializar o nosso time de estudantes femininas, que só vem aumentando ao longo dos anos. Evelyn é um exemplo de que as mulheres estão ocupando o espaço na tecnologia e se tornando grandes profissionais”, explica Aline a qual afirma que em 2019, pela primeira vez, o Vai na Web fechou uma turma composta, em sua grande maioria, por mulheres.

“Já compreendemos que quanto mais diversidade e inclusão no setor, mais negócios inovadores e potentes, como o Match4Action, terão a condição de nascer, inclusive no Brasil”, completa.

Evelyn afirma que a conquista tem peso dobrado. “Para mim, como mulher e moradora do Morro dos Prazeres, representar o meu time e a minha comunidade em outro país demonstra que nada é impossível!”, afirma. “Eu acredito que quando a gente realmente deseja construir o futuro diferente e tem apoio para isso, resultados incríveis como esse se tornam realidade.”

Segundo Aline, muitos talentos singulares estão nascendo da experiência do Vai na Web, que completa dois anos e já formou 200 alunos. Hoje, muitos desses estudantes já estão empregados em empresas de tecnologia e inseridos em cursos de ensino superior.

“Ao contrário do que a maioria das pessoas imaginam, a favela é um território de potência, que é muito mal aproveitada. É uma grande fonte de talentos que estão à espera de orientação e instrução intencional”, explica. “Nós descobrimos muitos jovens cheios de energia, que desejam seguir carreira em tecnologia e estão aproveitando todas as oportunidades oferecidas.”

Por Mayhara Nogueira

Vai na Web é um programa gratuito que leva tecnologia avançada e valores humanos para duas regiões de conflito armado no Rio de Janeiro: Morro dos Prazeres e Complexo do Alemão. Para conhecer a rotina dos estudantes e mais informações da iniciativa, acesse o nosso perfil no Instagram ou no Facebook.