Curitiba: Memorial Árabe

Um pequeno Memorial próximo ao Passeio Público, Shopping Mueller e Colégio Estadual do Paraná.

Este Memorial foi umas das primeiras coisas que visitei na minha primeira visita à cidade, que fica pertinho do Passeio Público, assunto para próximos posts. Aparentemente, nele funcionava um café, biblioteca e pinacoteca, mas quando eu fui, bisbilhotei pela porta e estava vazio por dentro. Mesmo assim, vale mostrar o local, que fica na Praça Gibran Khalil Gibran.

Homenageando a cultura do Oriente Médio, funciona como biblioteca especializada. O prédio lembra o estilo arquitetônico das edificações mouriscas por elementos como a abóbada, as colunas, os arcos e os vitrais. Com pouco mais de 140 metros quadrados de área construída, o Memorial tem o formato de um cubo e está colocado sobre um espelho d’água. No interior da construção, sobre um pedestal de mármore, está a escultura representativa do escritor Gibran Kalil Gibran. Centro Histórico de Curitiba

Muitos avaliaram como um lugar interessante de se visitar no Trip Advisor, entretanto algumas pessoas também não conseguiram entrar. Na teoria, o local fica aberto de segunda a sexta das 9h às 21h e aos sábados das 9h às 13h. Na minha opinião não é prioridade de visitação, pelo número de coisas pra se fazer aqui, mas fica perto de outros pontos, então vale a pena dar uma passadinha rápida.

O Memorial Árabe de Curitiba, também batizado como Farol do Saber, além de uma homenagem ao Oriente Médio, é uma iniciativa da Biblioteca Municipal e do Centro de Pesquisa América do Sul — Países Árabes. Construído numa área de 140 m², o prédio em formato de cubo e com arquitetura mourisca, conta com cúpula, abóboda, colunas, arcos e vitrais típicos da arquitetura oriental. Em seu interior há uma pinacoteca, e uma biblioteca, cujo acervo conta com 10 mil títulos escritos em árabe, e outros em português também.

Imagem: Foca na Web
Importante ponto turístico de Curitiba, o Memorial Árabe é visto apenas como um belo e pitoresco monumento arquitetônico pela maioria dos moradores da cidade. O que muitos não sabem é que o local é na verdade um dos equipamentos urbanos chamados de Farol do Saber, locais que abrigam bibliotecas municipais e que permitem acesso à internet gratuito para usuários cadastrados. O memorial, construído em 1996, entretanto tem dupla função: ele se diferencia dos demais “Faróis” de Curitiba, que tem o formato destes sinalizadores marítimos, pois foi criado especialmente como homenagem à comunidade árabe curitibana. Foca na Web

Vou deixar como de costume algumas fotos que tirei do local!

Imagens: Outubro de 2016

Até o próximo post!