Nova Marca Vindi

O porquê, o conceito e a motivação de mudar uma marca.

Completamos 5 anos recentemente. E isso veio no momento exato da publicação do nosso código de cultura (aqui ele ó).

V de Vindiano.

Muita coisa mudou desde o primeiro escritório (que me foi emprestado em 2013), onde eu tinha apenas uma mesa e um computador HP vermelho (também emprestado) até aqui. ps: não é um storytelling para sensibilizar leitores.

No primeiro dia de Vindi (12/05/2013) já tínhamos uma ideia do que queríamos em termos de negócio, mas… zero de ideia de marca, posicionamento e etc.

A primeira versão do logo foi realmente um desastre, mas lembro com carinho. Quero compartilhar com vocês, a evolução da nossa marca durante esses 5 anos.

1 — A primeira tentativa de uma marca (antes do MVP)

A gente queria dar uma força para a marca. Não lembro bem, mas começamos na ideia de usar algarismos romanos. Como era apenas eu e o primeiro CTO da Vindi, o Adriano, a gente mesmo foi tentar ilustrar, uma primeira tentativa.

Olha ela aí embaixo!

Logo de teste — CTO fazendo logo.

Desistimos dessa ideia, por razões óbvias.

2 — Segunda tentativa (pedindo ajuda para os designers amigos)

O Elisson, designer do Netcartas (empresa do meu sócio Luiz), nos ajudou a dar uma segunda ideia de logo. E a gente viu a luz no fim do túnel. As tentativas abaixo já tinham um direcionamento de cor e posicionamento meu, que nos deu um certo conforto. Mas ainda não era isso…

O Elisson desenvolveu uma uma nova ideia.

3 — Terceira tentativa (MVP)

Logo no primeiro mês de vida, contratamos um designer para dar vida às nossas ideias, textos e documentos que a gente vinha criando. Contratamos o Leandro de Andrade. Ufa, tínhamos agora, uma pessoa que iria criar uma marca, uma identidade e que daria vida aos nossos sonhos. Nosso lema era a recorrência! Especialmente a Economia da Recorrência.

Por isso, o conceito de fazer uma marca que passasse a impressão de infinito (vendendo sempre) era nosso anseio. Essa abaixo, foi nossa primeira logo e a terceira tentativa de marca. Tenho saudade dela.

A logo do lançamento por Leandro de Andrade

4 — Quarta tentativa (uma evolução)

Quando atingimos 1.000 clientes, o Leandro de Andrade (já responsável pelo marketing da Vindi) sugeriu uma evolução da marca e do logo, para dar uma sensação de modernidade e uma liberdade no uso dos elementos da própria marca.

A Marca mais conhecida dos negócios que vendem sempre.

O elo entre logo e símbolo acompanhou a maior parte da nossa história. Até aqui. Construímos um nome, uma reputação e uma comunicação direta, com essa marca aí embaixo. Camisetas, banners, adesivos, a fachada da Vindi e até um outdoor receberam essa aplicação.

Até 2018, essa foi a nossa identidade de marca.

Também “splitamos” o uso da marca em símbolo e logotipo.

Uso do símbolo

A versão simplificada da marca aparecia apenas com seu símbolo, que pôde ser aplicado na variação inúmeras comunicações.

O símbolo começou a ser usado em peças, textos e ícones.

Uso do logotipo

Um dos ganhos dessa evolução e dessa liberdade, foi usar com direcionamento, o elemento certo para a aplicação certa. Em eventos, peças, banners, assinaturas de e-mail e etc.

Fizemos grandes conquistas com esse logo

5 — Nova Marca, nova história.

Uma das grandes motivações de se ter uma uma “nova cara”, veio da própria necessidade da mudança.

Nada é permanente, exceto a mudança — Heráclito de Éfeso

Outra força maior, para mudarmos e publicarmos uma nova marca, foi a nossa entrada forte em negócios de todos os tipos (não somente em recorrência e assinaturas). Apesar da nossa grande força em negócios recorrentes, a gente começou a atender grandes clientes (e cases) de e-commerce, consultorias, softwares, serviços financeiros e isso foi provocado pela nossa própria missão: “precisamos mudar nossa marca”.

Já não éramos mais os mesmos.

Re-branding

O projeto conduzido pelo Diogo Souza, Matheus Spagiari, Evilanne Brandão, Leandro de Andrade, Bianca Viestel e palpites não solicitados de algumas pessoas dentro da Vindi, resultou na nova marca da Vindi.

Em Junho de 2018 realizamos uma pesquisa que constatou que a marca Vindi não possuía uma personalidade muito clara, apesar de forte. Então, em pesquisas internas e discussões realizadas com todos os colaboradores da empresa, escolhemos mudar a identidade visual da empresa. Em três meses de testes, pesquisas, elaboração de conceito, reuniões e desenvolvimento gráfico, chegamos na proposta final.

Desta vez o projeto foi bem mais longo do que os anteriores, além da nova marca estruturamos um tom e voz para a comunicação interna e externa, estilo de imagem, iconografia e uma relevância melhor das nossas cores com os materiais digitais e impressos.

Esboço de marca — vindi

Com a nova identidade visual pretendemos nos aproximar mais das médias e grandes empresas, com um logo sério, objetivo, direto e e confiável.

Resolvemos expressar no nosso logo aquilo que discutimos diariamente na cultura da empresa: A Vindi é movida por desafios e pessoas. E realmente acreditamos na nossa missão que é ajudar empresas e empreendedores a venderem mais e sempre.

Nova marca Vindi — 2018

Seta representando o V do vindi

A ideia inicial era representar a marca com um símbolo, usando a seta crescente como uma forma de crescimento, evolução, marco…


V de Vindi

Na hora de desenvolver a identidade visual de uma marca é preciso ter consistência.

Para manter um engajamento da marca decidimos representar em uma leitura rápida de branding o simbolo “v” para aplicações mobile, assim reduzimos sua complexidade à medida que a janela do navegador diminui.

O V é a representação da nossa marca. Organicamente, sempre foi.

Logo V vindi (logo responsive)

Com essa mudança buscamos acertar cada vez mais na nossa comunicação, tornando a nossa linguagem acessível e clara com nosso público, sempre com a nossa missão, proposta de valor, cultura e objetivos.

Abs, RD.

Quer saber como a gente se comporta, como Vindianos? Veja abaixo.

Download dos logos Vindi: Faça o Download