Conferência Digital Media Latam 2019: Segundo dia de debates

Participo do segundo dia da conferência Digital Media LATAM 2019 e aqui faço um relato das experiências compartilhadas pelos conferencistas. O evento é promovido pela associação global WAN-IFRA em parceria com a ANJ — Associação Nacional dos Jornais.

O jornalismo centrado na audiência

O primeiro palestrante do dia foi Richard Furness, diretor de estratégias digitais do The Guardian. A publicação britânica tem quase 200 mil assinantes e, diariamente, entrega informações para mais de 10 milhões de leitores ao redor do mundo.

Richard Furness destacou dez motivos pelos quais seus assinantes são fiéis à sua publicação e cinco pontos importantes que foram rapidamente assimilados que hoje são a essência do trabalho realizado pelos profissionais das redações do The Guardian:

Richard também revelou uma pesquisa que explica os 10 maiores motivos pelos quais seus assinantes são fiéis ao The Guardian. Certamente este é tópico de reflexão de muitas publicações que transitam entre o modelo de anúncios e o de assinaturas.

O segundo palestrante do dia foi Karim Ben Khelifa, idealizador do The Enemy Is Here (theenemyishere.org), uma plataforma de realidade virtual e realidade aumentada que denuncia os maiores conflitos armados do planeta por meio da tecnologia.

A partir da empatia e da compaixão, Karim coloca seu interlocutor no lugar daqueles que vivem em condições diferentes e provoca: “Poderia ser eu se estivesse do outro lado?”. Um grande exemplo de uso das tecnologias para ter impacto com seu público alvo.

Mitra Kalita foi a terceira conferencista do dia e compartilhou suas experiências a frente da CNN International, onde é VP Sênior. O tema da sua apresentação foi sobre como cuidar de uma audiência de milhões como se fosse uma audiência de uma pessoa só.

Para Mitra Kalita, é importante alavancar a audiência da CNN, mas manter a transparência é fundamental. “Somos a empresa mais distribuída do mundo, em editoria, homepage e aplicativos móveis. É preciso conhecer o público de todos os lugares”.

O painel “Identificando a estratégia de redes sociais mais adaptada para a sua empresa” foi conduzido por Josh Raab, diretor de Instagram do National Geographic. No último ano foram 33 bilhões de impressões e 5 milhões de comentários nas contas da NatGeo.

Iniciativas do Facebook Journalism Project

“Empoderando os veículos de comunicação para prosperarem na era digital” foi o debate coordenado Claudia Gurfinkel, diretora de novas parcerias do Facebook na América Latina. A pauta foi entender o panorama geral da indústria para apoiar o futuro do jornalismo.

Foram convidados para a mesa representantes de 3 veículos que participaram dos programas do Facebook: Liliane Corrêa, editora digital do Estado de Minas, Luciana Cardoso, diretora do Estadão e Fernanda Brovia, gerente de mídia social do Clarín, da Argentina.

Como o Facebook pode apoiar as mudanças significativas dos negócios que enfrentam desafios na transformação digital?

Fernanda Brovia compartilhou que, a partir do programa do Facebook, o Clarín se reinventou e conseguiu aumentar em 25% o número de visualizações em vídeos, reduzindo a quantidade e dando importância para a qualidade da produção audiovisual.

Liliane Corrêa conta que Estado de Minas criou equipes multidisciplinares na redação, destacou os aprendizados com os consultores do Facebook e deu duas dicas: teste rápido os seus produtos e invista em conhecer melhor a sua própria audiência.

A evolução das receitas no Mobile

A mesa foi coordenada por Marta Rocamora, Gerente de Estratégias e Parcerias da empresa espanhola Marfeel. Marta abriu o debate prevendo que em 2020 as receitas com anúncios no mobile irão ultrapassar a de outros meios tradicionais, algo em torno de US$ 110 bilhões.

Os convidados de Marta utilizam os serviços da Marfeel: Armando Castillos CEO do La Vanguardia do México, Lucero García Ruíz, chefe de publicidade da Revista Proceso, também do México e Matías Paget, diretor de negócios digitais da TyC Sports, Argentina.

Lucero García apresentou a meta da Revista Processo: gerar novas receitas, independentes da publicidade. “Pensamos em adotar um paywall mas nossos leitores ainda não estão acostumados a pagar pelo conteúdo”, o que vai na contramão da tendência no Brasil.

La Vanguardia se posiciona como um veículo em que todas as vozes e opiniões têm espaço. Armando Castilla, CEO do jornal, afirma que o celular aproximou os leitores. “Para nós, foi muito importante deixar de lado a idéia de trabalhar isoladamente”.

Matías falou sobre como o uso das redes sociais é importante para entrar em contato com o público, principalmente os mais jovens. “Usamos as redes sociais para gerar audiência. Nós temos um bom engajamento com nossos seguidores”, completou o diretor da TyC Sports.

Estratégias para fortalecimento das marcas digitais

Como apostar na escala e fortalecer uma marca jornalística? A partir deste questionamento, representantes de diferentes grandes grupos de mídia discutiram as estratégias e as tecnologias utilizadas para promover as marcas de seus produtos no mundo digital.

A mesa foi formada por Murilo Garavello, diretor de conteúdo do UOL; Angel Sotera, diretor de novos canais do Infobae, da Argentina; Andrea Miranda, editora geral do El Debate, do México e Hernando Paniagua, diretor executivo do Pulzo.com, da Colombia.

“Por qué van a sobrevivir los diarios digitales?” foi o tema da apresentação de Angel Sotera, diretor de novos canais da Infobae. Ele mesmo responde: “Pensamos permanentemente en nuestra audiencia, con mucha agilidad y mucho foco en la vanguardia tecnológica”.

Andrea Miranda, apresentou as inovações do El Debate e comentou sobre dificuldades em reter talentos. Metade da redação é composta por periodistas devidamente formados enquanto a outra metade do seu quadro é de profissionais com vocações jornalísticas.

Murilo Garavello, do UOL, compartilhou dados sobre o crescimento de um dos principais sites brasileiros. São 108 milhões de visitantes únicos mensais. Hernando Paniagua, da plataforma Pulzo, também revelou seus valores chaves e números de sucesso:

Para encerrar o tema, Anna Dubenko, editora de estratégia Off-Platform do The New York Times, demonstrou como uma das maiores sites de notícias do mundo se posiciona e se reinventa nas novas plataformas de distribuição de conteúdo e mídias sociais.

Anna conversou com Vivian Schiller, CEO da Civil Media Foundation, sobre o Facebook News: “É uma mudança gradual sobre como essas plataformas tratam o jornalismo. É importante para o cenário atual que o Facebook esteja tomando essa tipo de decisão”.

WAN IFRA Digital Media Awards

Rosental Alves, jornalista e professor, é o Diretor Executivo e Fundador do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas e discursou na cerimônia de premiação do WAN-IFRA. Rosental fez uma reflexão sobre a importância de promover a inovação no setor jornalístico.

“Empresas vencedoras se tornam laboratórios midiáticos a partir da observação de seus usuários. Estamos criando caminhos enquanto caminhamos. Essa é a cultura que levou pequenas e ambiciosas startups tecnológicas a se tornarem gigantes vencedoras.”

Pense grande, comece pequeno e escale rápido, ou fracasse rápido. Inovar é experimentar e aprender.

As premiações foram concedidas em diferentes categorias. Destaque especial para o prêmio recebido pela Gaúcha ZH, do Grupo RBS, do Rio Grande do Sul. O Grupo foi o grande vencedor do Prêmio Digital Media LATAM 2019 na categoria Melhor Site de Notícias.

xprog

Programação e design para sistemas, aplicativos e projetos digitais.

xprog

Programação e design para sistemas, aplicativos e projetos digitais.

Fernando Bombassaro

Written by

Porto Alegre/RS — Brasil. Coder. Entrepreneur

xprog

Programação e design para sistemas, aplicativos e projetos digitais.