Já percebeu como nossos dias são repletos de desafios para aprendermos novas habilidades?

Recebemos convites para assumirmos novas tarefas e compromissos, mas que em um primeiro momento pensamos que não daremos conta.

Caímos na armadilha de acreditar que não temos talentos ou que o trabalho parece grande demais para nossa capacidade.

Talvez simplesmente não seja nossa prioridade, ou até mesmo tenhamos medo.

Mas não seria impossível tentar.

Então, por favor, tente.

Não seja mais um que passa e não faz nada.


Julgar as pessoas pelo passado, julgar as pessoas pelo presente.

Vamos dividir entre os espertos, há potencial em todos.

Porque eu disse que é assim, vamos descobrir se funciona juntos.

Talento é inato, talento é conquistado.

Afastar, aproximar.

Use tudo, conserve para depois.

Espere o seu dia, faça o seu dia.

Eu faço sozinho, nós fazemos.

Esperar ansiosamente, olhar para trás.

Seguir, conduzir.

Impossível, possibilidade.

Mais tarde, agora.


Trabalhar com problemas interessantes é o melhor que podemos fazer.

As pessoas que admiramos normalmente focaram nisso. Pois resolver problemas interessantes começa com a perspectiva, sobre o que de fato estamos dispostos a falar da nossa visão de um mundo melhor, antes mesmo de sabermos como melhorar.

Eu sei que você também vê esses problemas, todos nós. Mas fácil é ignorá-los inicialmente.

Talvez o interessante é termos paciência e empatia para trabalhar com esses problemas a longo prazo, nada de atalhos.

Se não agirmos, está tudo bem a princípio. Isso porque estaremos presos em coisas como:

Respostas rápidas

Garantias

Certezas

Mas a verdade é que buscar por respostas rápidas, garantidas e certas nunca nos farão crescer como pessoas.


Precisamos ponderar dois pontos, motivação e disciplina. Elas funcionam basicamente como Emocional x Racional, um não vive sem o outro e funciona como uma gangorra, por horas um está no alto / vice versa.

Então quando existe uma tarefa, como iniciar a segunda feira, será necessário ter motivação / propósito maior. Algo como um sentido, realização, superação. Mas sabendo que precisa de superação, entra a disciplina com a ideia de melhorar cada vez mais como pessoa fazendo aquele trabalho.

Na hora que essa nutricionista precisa acordar cedo iniciando uma rotina a motivação como mágica some, é uma fuga e permanência…


Eu nunca tinha imaginado que poderia passar um natal no hospital.

Por algum motivo meu filho, com 11 meses de idade, desenvolveu uma reação alérgica nessa época do final de ano. Levamos ao posto de saúde e foi medicado imediatamente, mas no dia seguinte a reação voltou a acontecer, o problema é que dessa vez a reação estava por todo o seu corpo.

Foram dias e dias visitando profissionais da saúde (9 no total), algumas pessoas compreendiam nossa preocupação, outras pessoas pareciam nem se importar.

Em plena véspera de natal estávamos no hospital novamente, dando abertura para o internamento de…


Vejo pessoas ensinando a ganhar dinheiro e como fazer múltiplos dígitos em poucos dias. Criando campanhas publicitárias que contrastam “realidades”, seja com suas viagens ou com o saldo da conta. Tudo para ficar bem claro onde estamos e onde poderíamos estar após comprar o produto.

Na realidade, o que acontece então?

“Se quiséssemos apenas ser felizes, seria fácil; Mas queremos ser mais felizes do que as outras pessoas, o que é quase sempre difícil, porque as imaginamos mais felizes do que são.”

Redes sociais estão aí para mostrar isso com seus gatilhos mentais.

Quando desejamos algo e chegamos lá, assim…


Daqui alguns dias irei completar 30 anos de idade, a sensação é que já vivi uma vida inteira e talvez tenha mais algumas pela frente. Então poderia seguir em frente do jeito que aprendi ou começar novos projetos do zero.

Então vou compartilhar contigo o passo a passo que irei adotar. Tenho certeza que você poderá aplicar também.

Passo 1: Ser o mais específico possível sobre seu sonho

O objetivo aqui é sermos ridiculamente específicos. Isso porque a maioria das pessoas irão criar planos vagos e abertos, então ao longo do caminho metas conquistadas não ficarão claras e o senso de progresso estará limitado. O projeto avançou? Ficou travado? …


Esse é o trabalho que a maioria de nós faz agora. O trabalho de fazer algo que não necessariamente percebemos estar fazendo, o trabalho de engajar-se com o público a ponto de criar vínculo próspero.

Desenvolver empatia ouvindo sinceramente quando no fundo a maioria quer falar apenas sobre sua opinião.

Criar empatia trabalhando com alguém ao invés de fazer tudo por conta.

Procurar pela empatia em fatos ou insights que no momento não concordamos.

Preparar-se para ser uma pessoa capaz de ter empatia.

Claro que é difícil, justamente por isso é valioso. Algumas vezes, sabendo que esse é o nosso trabalho, como forma de criar valor, nos ajuda a refletir por um momento e decidir por fazer o trabalho difícil.

Praticamente ninguém ganha um trabalho fazendo o básico.


Costumo conversar com diversas pessoas durante o meu dia, tempo suficiente para refletir sobre algo ou até para um debate sobre o clima. Foi assim que uma mulher com seus 50 anos puxou conversa comigo, questionando o calor, o sol, a falta de chuva, a dificuldade de trabalhar com aquele clima, o estresse que era o local de trabalho pela falta de ventilação, as diversas trocas de uniforme ao longo do dia pelo suor e assim por diante. Bom, o assunto mudou, mas a negatividade manteve-se em todos os assuntos, seguindo por todos os aspectos da vida daquela pessoa. Estava…


“Eduardo, como eu crio empatia?”

“Como faço para que potenciais clientes entendam meu ponto de vista?”

É uma questão interessante demais e a resposta já está em nosso cérebro, já está em nossas células. É algo que faz parte do nosso instinto. Somos seres humanos, certo? Então quando foi que deixamos de saber como criar empatia?

Talvez na atual sociedade, nessa modernidade líquida, de informações curtas e diretas?

Vamos cavar um pouco. Quando você trabalha comigo, seja como estudante ou profissional, você entende que não é sobre ficar pensando demais. É sobre sentir, é sobre lidarmos com emoções primitivas e…

Eduardo Szpak

Sou pai, nutricionista e professor com a missão de inspirar pessoas na criação de empatia e conexão com a vida www.eduardoszpak.com

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store