Uma explicação de DAOstack em termos bastante simples

Original article in English here.

DAOstack é projetado para catalisar o futuro da colaboração. É uma plataforma de governança descentralizada que habilita coletivos a se auto-organizar em torno de objetivos compartilhados ou valores, facilmente e eficientemente. DAOstack é chamado algumas vezes de sistema operacional de inteligência coletiva, ou Wordpress para DAOs. A plataforma, cujo alpha foi lançado na Primavera de 2018, inclui um quadro de contratos inteligente modular, um ambiente de desenvolvedor JavaScript amigável e uma interface de usuário intuitiva que permite a qualquer pessoa participar de uma organização descentralizada sem prévio conhecimento técnico.

Este evela por que uma plataforma como essa é valiosa, os componentes das apostas, e como pode funcionar em casos de uso reais. Além disso, nós falaremos no serviço GEN, o criptotoken nativo do ecossistema DAOstack e no Genesis DAO, a primeira organização descentralizada a se formar usando DAOstack.

A demanda

Historicamente, sempre que houve a necessidade de coordenar grandes grupos de pessoas e designá-los para a ação coletiva, os seres humanos têm confiado em sistemas de hierarquia vertical descendente, como em corporações, os governos e as forças armadas. É bem mais fácil pilotar o navio quando você tem apenas um Capitão, ou uma pequena equipe de navegadores.

Um dos maiores problemas de hierarquias verticais é que elas concentram pontos falhos, uma vez que os indivíduos podem estar sujeitos a más influências, más intenções ou simplesmente mau julgamento. Também, os interesses da minoria de mais poderosos estão frequentemente desalinhados com os da maioria de menos poderosos, incentivando os decisores frequentemente a agir contra o bem comum.

Uma alternativa interessante surgiu sob a forma de um movimento em direção a descentralização, em que redes de pares se auto-organizam para agir coletivamente sem tais centros de poder concentrado. Este tipo de organização tornou-se conhecida como um DAO, ou organização descentralizada autônoma.

Em uma DAO, uma rede de pares codifica seus protocolos de tomada de decisão na blockchain, baseada em contratos inteligentes — geralmente executada na rede Ethereum — , para serem o árbitro que registra os votos e leva a cabo a vontade do povo.

É um conceito popular porque promete “eliminar o intermediário” — e o chefe, também, ao que consta — bem como para contornar mecanismos de financiamento centralizado como o capital de risco em favor de crowdfunding. Imagine milhares de pessoas trabalhando juntas para resolver problemas de importância mundial, com recompensas distribuídas de acordo com o valor que se contribuiu e decisões através da sabedoria coletiva. Como um Facebook ou Amazon, mas de propriedade dos usuários; um fundo de cobertura sem ninguém tentando se dar bem; ou pense em equivalentes de BP ou ExxonMobil, impulsionado pelo povo e para o povo (e o planeta).

Até este ponto, no entanto, DAOs permanece em grande parte um conceito abstrato, ainda não colocado em prática, exceto em alguns poucos casos limitados. E o movimento de descentralizaçãoainda não escalou.

Acontece que a descentralização apresenta alguns desafios importantes.

Talvez o maior deles seja a ineficiência. Se você der voz a todos, as coisas podem ficar muito barulhentas, muito rapidamente. Como uma irritante reunião de condomínio, multiplicada por mil. Quanto mais você distribui o poder de decisão em uma organização, mais você arrisca atolar a todos num mar de decisões a serem tomadas e/ou tornando difícil o consenso.

Então, ao coordenar uma multidão de forma eficaz, é necessário tecnologia não apenas para fazer as propostas e a contagem de votos, mas também para gerenciar a atenção coletiva. São necessárias formas para determinar quem pode apresentar propostas e como fazê-lo. Também são necessários meios de definir quais as propostas deveriam realmente chamar a atenção dos eleitores — algo como formas de votar sobre o que se deve votar. E são necessárias maneiras para determinar quem deve ser envolvido em cada decisão, de acordo com a reputação ou a credibilidade do assunto.

Também é requerido que nenhum desses mecanismos seja vulnerável à corrupção, o que quer dizer que não se quer que seja possível comprar ou vender influência. O desejo é que todos possam ser incentivados para atuar em alinhamento com o bem maior. E é desejável que todos estes sistemas sejam robustos o suficiente para escalar fornecendo alternativas viáveis para empresas telecomunicações contemporâneas, gigantes do petróleo, redes sociais e assim por diante.

Para resolver um problema tão complexo, é necessária uma solução elegante e adaptável.

A Abordagem

O primeiro princípio ao projetar DAOstak foi não construir um protocolo específico ou uma aplicação específica, mas sim construir o solo, a base a partir da qual um ecossistema inteiro pode crescer e prosperar. — DAOstack arquiteto Matan Field

Quando os criadores do DAOstack se juntaram para arquitetar soluções para governança descentralizada, reconheceram que dada a complexidade do problema, as melhores soluções surgiriam apenas ao longo do tempo, especialmente por que as necessidades variam entre casos de uso.

Deste modo, antes de qualquer coisa, projetaram DAOstack para ser não um produto fixo de governança descentralizada, mas uma sandbox de experimentações em andamento, na qual pedaços de infra-estrutura de governança podem ser facilmente misturados e combinados para cada organização, como blocos de LEGO ou templates do WordPress.

A equipe também queria oferecer múltiplas maneiras para que os usuários interagissem com o sistema, para que este servisse às necessidades de todos dos programadores blockchain-governança até o mais tecnofóbico dos participantes da DAO. E queriam também facilitar a criação de aplicativos aplicativos front-end customizados baseados no back-end de apostas stak, porque perceberam que muitos dos casos de uso exigiriam uma interface própria.

Com todas estas preocupações em mente, a equipe construiu a plataforma de apostas “DAOstack” — como a tecnologia é comumente chamada — desde sua base, modular em seu núcleo e de por meio de código aberto.

A DAOStack

Arc

A camada de base da plataforma stack, chamada Arc, consiste em partículas e peças da infra-estrutura de governança mencionadas anteriormente. É uma biblioteca de contratos inteligentes desenvolvida sobre a blockchain Ethereum, cada um dos quais representa elementos funcionais que podem ser misturados, coordenados e até mesmo modificados para criar um protocolo completo de governança para qualquer DAO.

Arc é o produto de anos de pesquisa de alguns dos principais estudiosos da área de governança descentralizada em desenvolver sistemas que são ao mesmo (a) resistentes a má conduta e (b) eficientes e escaláveis.

Como Arc é escrito em código Solidiy, os utilizadores mais inclinados para interagir com a stack neste nível serão programadores. De fato, DAOstack prevê um ecossistema em que desenvolvedores regularmente adaptem os contratos inteligentes para criar soluções alternativas de governança que qualquer um possa adotar, assim como qualquer um pode criar templates WordPress e torná-los disponíveis para uso geral.

Arc.js

Arc.js é uma biblioteca JavaScript que permite que os desenvolvedores front-end criem facilmente aplicações sobre Arc sem estar familiarizados com Solidity ou blockchain.

Com Arc.js, qualquer organização ou indústria tem a opção de criar uma interface personalizada apropriada para suas próprias necessidades. DAOstack antevê ao fim do processo centenas ou milhares de Dapps (aplicações descentralizadas) como estas implantados em Arc.js.

Infra

Infra representa uma versão leve de Arc que contém apenas elementos funcionais básicos relacionados à votação e tomada de decisões, sem os pacotes definidores DAO contidos em Arc (e referenciados pela Arc.js). Infra é especialmente útil no desenvolvimento de aplicações para projetos menores e com necessidades muito específicas.

A Camada de Aplicação

A maioria dos usuários de DAOstack não será de desenvolvedores blockchain ou de engenheiros de software, mas de participantes em organizações descentralizadas e, em alguns casos, de criadores delas. Estes indivíduos vão estar interagindo com a DAOstack principalmente através das Dapps construídas sobre Arc.js e Arc.

Pode haver uma Dapp para sportsDAOs (DAOs de esportes), no qual os fãs coletivamente possuam times e comandem suas ações. Uma outra aplicação para serviços de música sem intermediários, como um Spotify descentralizado. E outra para organizações de comércio. GoodDollar está construindo uma solução para verificação de identidade descentralizada, enquanto o projeto Plantoid , e Gnosis utiliza DAOstack para fortalecer DutchX o primeiro câmbio de criptomoeda a ser descentralizado em ambos governança e transação.

Alchemy

A primeira aplicação a ser construída na stack é Alchemy, uma interface de usuário intuitiva para alocação de recursos e orçamento para organizações descentralizadas. Com Alchemy, qualquer um será capaz de criar um DAO em poucos cliques, criar um cryptotoken ERC20, se desejar, e convidar outras pessoas para participar de um hub de tomada de decisão e compartilhamento de talentos.

Na versão atual de Alchemy, os participantes são capazes de criar e votar em propostas, ter fundos transferidos automaticamente quando aprovam propostas e recompensar contribuintes com tokens e reputação (poder de voto). Alchemy também inclui uma função de previsão de mercado, correndo paralelamente com o processo de voto, que ajuda organizações a priorizar propostas importantes. Mais informações sobre o recurso de previsão mais adiante.

O roteiro futuro para a Alchemy inclui maior capacidade de customização, integração com outras ferramentas populares de colaboração, suporte a tecnologias móveis, e sistemas de recompensa.

Os ArcHives

ArcHives são um conjunto de registros compartilhados, projetado para melhorar a interoperabilidade entre as DAOs e os Dapps utilizando Arc e Arc.js.

  • A Hive (colmeia) é um registro de ofertas e pedidos usados para melhorar o compartilhamento de talentos e recursos em todo o ecossistema de DAOstack.
  • Compendium é um registro de módulos de governança compatíveis com Arc, criado e soba a curadoria da comunidade de desenvolvedores DAOstack.
  • Mosaic é um registro da DAOs no ecossistema, sob curadoria da comunidade.

Casos de uso da DAOstack

No sentido mais amplo, a DAOstack é útil sempre que houver a necessidade de coordenar um grande grupo de pessoas para tomar decisões coletivamente. Então, pensando em alguns tipos de decisões que um grupo pode ter de fazer, podemos imaginar várias categorias de casos de uso.

1. Colaboração para produzir um resultado (“Trabalho”)

Nos casos em que o objetivo é desenvolver ou fornecer produtos e serviços — grosso modo, uma “empresa” descentralizada — as decisões que precisam ser feitas geralmente têm a ver com a avaliação das contribuições individuais e com o como orçar projetos e compras. Quais projetos devem ser financiados? Quanto deve ser pago a João por esse artigo, ou Maria por essa atualização de software? Qual será o processo de verificação e avaliação do trabalho? A organização deve investir neste ou naquele espaço de escritório, suporte legal ou empresa de relações públicas?

Exemplos destes casos poderiam ser:

  • Um projeto de filme de 1.000 artistas
  • Um projeto de software de código aberto de 10.000 desenvolvedores
  • Uma iniciativa sobre o clima de 50.000 cientistas
  • Uma rede de notícias colaborativa de 100.000 jornalistas

Em breve, esses tipos de organizações poderão usar o Alchemy para distribuir coletivamente tokens e reputação, encontrar colaboradores e oferecer recompensas aos profissionais. Ou eles poderiam construir um Dapp personalizado na stack se isso servir melhor as suas necessidades.

2. Gestão de Ativos

Esses tipos de coletivos tomam decisões principalmente respeito do gerenciamento de ativos e da alocação de recursos. Devemos investir nesta empresa ou nessa propriedade? Devemos pagar essa reivindicação? Devemos vender esse ativo?

Alguns exemplos que incluem versões descentralizadas são:

  • fundos de risco
  • redes de seguros
  • fundos de caridade
  • Fundos de pensão
  • Colectivos de investimento imobiliário

3. Curadoria

As redes de curadoria utilizam a sabedoria coletiva (crow wisdom) para classificar a qualidade subjetiva dos objetos. Qual conteúdo deve ser apresentado no feed ou no boletim informativo? Quão confiável é esta empresa? Quão boa é a comida naquele restaurante?

Exemplos incluem versões descentralizadas do seguinte:

  • Guias de restaurante ou hotel, semelhantes ao Yelp ou TripAdvisor
  • Artigos ou feeds de vídeo, semelhantes a feeds de mídias sociais ou Reddits
  • Listas de sites, como uma busca com por escolha de mais populares no Google.

4. Todos os anteriores

Na prática, muitas DAOs incluirão a tomada de decisões em mais de uma categoria. Um projeto de software de código aberto, além de recompensar os seus colaboradores (caso 1), pode gerir coletivamente qual código será incluído em cada lançamento, ou incluído em seu boletim informativo (3). Por outro lado, uma rede social, além de curadoria de conteúdo (3), tem um negócio a ser gerido e tem desenvolvedores, profissionais de marketing, pessoal jurídico a pagar e assim por diante (1). Qualquer organização pode também querer investir o produto de suas atividades em outros empreendimentos (2).

O Consenso Holográfico e o Token GEN

“Existe uma tensão natural entre a escalabilidade e a resiliência, ou seja, o número de decisões que um coletivo pode tomar em um período de tempo versus a incorruptibilidade dessas decisões. Resolvemos essa tensão com um novo processo coletivo de tomada de decisões, chamado Consenso Holográfico, em que pequenos grupos podem tomar decisões em nome da maioria, de tal modo que garanta um alinhamento perfeito entre ambos. ”- Matan Field, Arquiteto de DAOstack

Agora vamos discutir as inovações da DAOstack em governança. Serei bastante breve e linkarei alguns materiais adicionais para quem estiver interessado.

Indicamos anteriormente que um sistema de governança precisa ser resiliente em relação à má prática ou má influência. Por isso, é importante separar a riqueza monetária — representada pela propriedade dos tokens em muitas DAOs- dos direitos de voto. Se os tokens podem ser comprados e vendidos, e os tokens representam influência, então a influência está sempre à venda, e teremos uma plutocracia, na qual uma minoria mais rica tem controle sobre uma maioria menos rica. (Vitalik Buterin, criador da Ethereum, escreveu recentemente sobre o aumento da plutocracia entre os projetos blockchain e os perigos do “voto do coin-holder”.)

Para garantir a necessidade de resiliência, ou seja, a incorruptibilidade, os modelos de governança da DAOstack separam a propriedade de tokens e o poder de voto em duas moedas diferentes. O DAOstack geralmente se refere ao primeiro (o token fungível e transferível, que é uma forma de riqueza monetária) como um simples token, ou GEN, para ser específico. O segundo (poder de voto) refere-se à reputação. Esta não pode ser transferida diretamente de pessoa a pessoa, mas é distribuída pela aprovação de propostas para atribuir reputação ou pela adoção de protocolos que posteriormente resultam na transferência da reputação automaticamente. Por exemplo, pode haver um protocolo através do qual a reputação é distribuída para um trabalho que recebeu um review positivo.

Agora, também foi dito anteriormente que para escalar um sistema de governança precisa ser eficiente, o que significa ter mecanismos para gerenciar a atenção do coletivo. É necessário assegurar que as propostas mais importantes recebam atenção. e atenção dos subgrupos certos. E que os subgrupos tenham a tendência a agir de acordo com os interesses da grande maioria.

Eis que o token GEN entra em ação. O GEN serve como token de atenção dentro do ecossistema DAOstack. Com o GEN, você não pode comprar poder de voto, nem pode votar com ele, mas pode fazer uma aposta a favor ou contra uma proposta que pode ou não influir à atenção coletiva dos eleitores, os detentores da reputação. Se você apostar por propostas que os titulares de reputação aprovarem, você será recompensado com mais GEN. Se você apostar em uma proposta que falhar, perderá seu GEN. E vice-versa, se você apostar contra propostas.

Esse sistema de apostas equivale efetivamente a um mercado de previsão que funciona paralelamente ao aparato de votação, e constitue a base do que chamamos de Consenso Holográfico, a solução da DAOstack para o problema de resiliência e escalabilidade. O termo “Holográfico” refere-se à maneira pela qual cada pedaço de um holograma, quando separado do todo, contém uma representação da imagem inteira — em analogia a como um grupo relativamente pequeno de eleitores pode representar o interesse do todo maior.

Além do mais, permitindo que titulares sem reputação, bem como os detentores de reputação, possam apostar em propostas, as organizações serão capazes de expandir consideravelmente as suas capacidades para processar as propostas, tomar decisões e agir. Porque apostar eficazmente será rentável, DAOstack prevê uma comunidade de profissionais preditores, a rede de previsão GEN, que ajudará as organizações a filtrar propostas de acordo com sua previsão de aprovação, ajudando assim os eleitores dentro organizações para priorizar as propostas mais importantes para revisar.

Você pode aprender mais sobre o Consenso Holográfico a partir seu arquiteto principal Matan Field neste keynote, ou neste vídeo ou transcrição da entrevista do Ask-Me-Anything.

O GEN provavelmente terá outras utilidades na plataforma relacionada, por exemplo, ao ArcHives. Além disso, GEN será a principal moeda para a construção do próprio ecossistema DAOstack, com contribuidores para a plataforma recompensada em GEN, e até mesmo investimentos em projetos que são construídos em base às apostas oferecidas ao GEN — de acordo com a vontade coletiva do Genesis DAO .

O Genesis Dao

A DAO Gênesis é a primeiro criada usando o DAOstack, e tem a missão de liderar o projeto de DAOstack e o ecossistema. Implantada em uma alfa privada na Primavera de 2018, o DAO já está pilotando Alchemy para gerir coletivamente um fundo e investir em propostas relacionadas a:

  1. O desenvolvimento posterior de componentes da DAOstack, incluindo Arc e Arc.js
  2. Suporte para / investimento em aplicações colaborativas (dpps) a serem integrados na DAOstack
  3. Suporte para / investimentos em organizações construídas na DAOstack
  4. Promoção e/ou incentivo a adoção de DAOstack
  5. Criação e distribuição de conteúdo que possa ajudar a aumentar a funcionalidade dentro das DAOs (isto é, guias, material integrado, etc. )

Eventualmente, Genesis DAO será responsável por alocar a maioria dos fundos que se espera que sejam gerados pela venda do token GEN. Os fundos serão transferidos para a DAO gradualmente ao longo do tempo, assim que demonstre maior estabilidade e segurança. O DAO Genesis também terá a capacidade de gerar 40 milhões de tokens GEN adicionais.

A participação no Genesis DAO será aberta a qualquer pessoa. Qualquer um poderá criar propostas ou apostar seus GENs a favor ou contra o aumento de propostas. É claro que nem todos poderão votar em propostas — alguma quantidade de reputação no Gênesis DAO será necessária para isso.

A Economia Colaborativa

“Em quase todas as áreas de nossas vidas, temos o incentivo para fazer a coisa errada. Se todos nós tivéssemos o incentivo para fazer a coisa certa, estaríamos todos em uma situação radicalmente de ganhar-ganhar, em um mundo totalmente novo. ”- Arquiteto do DAOstack Matan Field

O Gênesis DAO e Alchemy são, obviamente, apenas o começo. DAOstack imagina milhares de organizações e Dapps utilizando tstack em um futuro próximo. E a intenção não é apenas servir individualmente a cada caso de uso. É fácil imaginar como, com uma solução escalonável para a governança descentralizada, a tomada de decisões pode se tornar mais fácil não apenas no interior dos coletivos, mas também entre os coletivos.

É fácil imaginar como, com uma solução escalonável para a governança descentralizada, a tomada de decisões pode se tornar mais fácil não apenas entre coletivos, mas também entre coletivos.

De fato, esta é a visão mais ampla do DAOstack. A plataforma foi projetada para sustentar todo um ecossistema de organizações descentralizadas — uma comunidade de DAOs interoperáveis, capazes de compartilhar talentos, ideias e aprendizados umas com as outras. As DAOs poderão atuar como membros de outras DAOs, criando uma “malha de DAO” fluida ou uma “rede de trabalho” na qual coletivos de coletivos são comuns e em que qualquer indivíduo pode participar em dezenas de DAOs diferentes.

Imagine o que será possível quando dezenas ou centenas de milhões de pessoas participarem desse tipo de economia colaborativa — uma em que ninguém exercerá uma quantidade desproporcional de poder, todas serão recompensadas na proporção do valor que elas contribuirem, e todas serão incentivadas a agir em alinhamento com o bem comum.

Este não é apenas um cenário excitante, ele é; sem dúvida, necessário. Muitos futuristas acreditam que as soluções para alguns dos grandes desafios do mundo — clima, pobreza, terrorismo, risco nuclear e assim por diante — só serão resolvidos pelo poder da colaboração descentralizada em grande escala, bem como através de uma mudança generalizada de uma economia ganha-perde (ou de “rivalidades”), para outra de incentivo a estruturas de ganhar-ganhar (ou “anti-rival”).

(Para mais informações sobre economia anti-rival e o potencial da DAOstack para ajudar a fazê-la realidade, eu recomendo esta entrevista com o consultor da DAOstack, Jordan Greenhall.)

O projeto de DAOstack, na sua essência, empenha-se em usar o cripto-economia e outras tecnologias para criar microincentivos de tempos em tempos, que quando multiplicado através de milhares de indivíduos e milhões de períodos, dará origem a um clima macroeconómico que permitirá às multidões colaborar de forma mais resiliente e eficiente do que qualquer outro sistema que já existiu.


Saiba mais e envolva-se

  • Siga o DAOstack no Medium, no Twitter ou em qualquer outro canal que você encontrar em nosso site.
  • Interessado em se juntar à nossa comunidade oficial de adotantes embrionários e participar de um DAO piloto? Contate nosso coordenador do programa Pollinators por e-mail.
  • Experiencie Alchemy, o primeiro Dapp do DAOstack, atualmente no ar (em alfa) e em uso na rede Ethereum
  • É parte de uma organização interessada em criar uma DAO piloto ou em desenvolver sobre DAOstack? Conecte-se conosco aqui.
  • Confira e / ou siga o DAOstack Github, ou aposte conosco com nosso amigável Hacker’s Kit.