Memórias de tradução no OmegaT

Sheila Gomes
Jan 9, 2018 · 4 min read
Image for post
Image for post
Os vários recursos das memórias de tradução no OmegaT

O que são memórias de tradução? Eu as considero a alma das CAT tools. Tanto que os próprios programas eram chamados apenas de “memórias de tradução”, e ainda hoje há quem os chame assim, em vez de CAT tools (Computer Assisted Translation tools ou ferramentas de auxílio à tradução) ou mesmo TenTs (Translation environment tools ou ferramentas de ambiente de tradução).

Mas quando nos referimos aos arquivos usados e criados pelas ferramentas, você sabe exatamente o que são as memórias de tradução? Elas são arquivos bilíngues que as CAT tools usam para guardar as traduções feitas. A ferramenta cria uma nova memória de tradução a cada projeto, mas o próprio tradutor também pode criá-las à parte, alinhando os documentos original e traduzido que tenha feito fora da CAT tool ou de outras fontes. Isso é chamado de alinhamento de textos e já foi descrito num artigo anterior deste blog. Neste artigo veremos outras formas em que as memórias de traduções podem ser úteis e as diferentes opções que o OmegaT oferece para usá-las.

Image for post
Image for post
Uma memória de tradução vista no editor Olifant, outro programa gratuito e de código aberto como o OmegaT

Para começar, há uma forma simples de aproveitar as memórias criadas a cada projeto em trabalhos futuros, assim como as memórias criadas por alinhamento: basta colocar todas numa pasta geral de memórias de tradução. Digamos que esta pasta central seja chamada de TM-geral (apenas um exemplo, use o nome que preferir). Esta pasta pode ficar em qualquer lugar do computador. Eu deixo a minha no Dropbox e, a cada projeto que termino, depois de criar os documentos traduzidos, copio a nova memória de tradução chamada [nome-do-projeto]omegat.tmx, na minha pasta TM-geral. Para aproveitar as memórias acumuladas nas próximas traduções, quando crio um novo projeto, ao chegar na janela Propriedades do projeto, aponto a seção “Pasta de memórias de tradução” para a pasta TM-geral:

Image for post
Image for post
Aponto a pasta TM-geral em cada novo projeto e aproveito todas as memórias de tradução

A pasta TM-geral pode ser organizada de várias formas, com memórias divididas em subpastas e classificadas por cliente ou tipo de projeto, por exemplo. Você pode dar qualquer nome a estas pastas, desde que os nomes sejam diferentes das opções reservadas do OmegaT, que são: auto, enforce, mt, Penalty-50 e tmx2source. As pastas com estes nomes têm objetivos específicos que o OmegaT atribui às memórias de tradução dentro delas. Explico cada uma abaixo:

  • A pasta auto serve para fazer uma pré-tradução. Isso quer dizer que, se você tiver uma memória de tradução que tenha correspondências idênticas aos segmentos do projeto atual, basta colocar esta memória na pasta auto e o programa pré-traduz todos os segmentos que forem 100% idênticos.
  • A pasta enforce, como o nome leva a entender, força o uso das correspondências da memória de tradução dentro dela. Em outras palavras, se você tiver uma memória cujas correspondências têm prioridade acima de qualquer outra memória, coloque-a na pasta enforce.
  • Já a pasta mt é para quem usa programas de tradução automática. Eu uso o ProMT, uma ferramenta off-line e paga. Ela serve principalmente para acelerar o processo e fazer menos erros de ortografia, em textos que se adequem a esse processo. Aí traduzo o arquivo original no ProMT, alinho o texto original e o traduzido dentro do OmegaT e salvo a memória produzida na pasta mt. Tudo o que for sugerido a partir dessa pasta aparece em vermelho no segmento ativo e isso indica que provavelmente haverá correções a fazer, pois a tradução foi gerada de forma automática. Essa é uma forma de usar tradução automática sem comprometer a confidencialidade de projetos, pois não há consulta à internet.
  • A pasta penalty-xx serve para colocar as memórias que queremos usar, mas que não são prioritárias. Então colocamos uma “penalidade” nelas e diminuímos o índice da correspondência parcial conforme o número colocado depois de penalty. Por exemplo, se uma memória estiver numa pasta penalty-50, e um segmento dela apresentar uma correspondência de 90%, ela será penalizada em 50% e aparecerá na lista de correspondências parciais como 40%, ou seja, abaixo de outras que também tenham 90% de correspondência, mas não estejam na pasta penalty-50.
  • E finalmente, a pasta tmx2source serve para fazer revisão, como foi explicado no artigo anterior:
Image for post
Image for post
A pasta tmx2source serve para revisão, mostrando o texto original intercalado ao traduzido e ao revisado

Aproveitar esses recursos para memórias de tradução no OmegaT facilita o trabalho, oferece possibilidades além das usuais e ajuda a melhorar a qualidade final. Você usa algum desses recursos? Tem alguma dúvida sobre o que foi explicado neste artigo? Achou as informações úteis? Então fique à vontade para deixar seus comentários logo abaixo!

O OmegaT é uma ferramenta de auxílio à tradução, gratuita e…

Sheila Gomes

Written by

Tradutora que constrói as pontes possíveis entre comunidades. Também localiza sites, software e jogos.

OmegaT

OmegaT

O OmegaT é uma ferramenta de auxílio à tradução, gratuita e de código aberto. Este blog terá novidades, dicas e procedimentos descritos a partir da experiência dos tradutores que usam o programa.

Sheila Gomes

Written by

Tradutora que constrói as pontes possíveis entre comunidades. Também localiza sites, software e jogos.

OmegaT

O OmegaT é uma ferramenta de auxílio à tradução, gratuita e de código aberto. Este blog terá novidades, dicas e procedimentos descritos a partir da experiência dos tradutores que usam o programa.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store