Uma forma de fazer revisão usando o OmegaT

Sheila Gomes
Dec 4, 2017 · 5 min read
Revisão no OmegaT

Esses dias uma colega me perguntou como fazer revisão usando o OmegaT. Até agora eu só havia feito revisão no próprio programa e depois entregava o documento final já revisado, sem marcas. Mas ela precisava gerar, além do documento já com as revisões e edições incorporadas, outro com algum tipo de marcas de revisão. Então sugeri o seguinte processo, que conto aqui pois pode ajudar quem precise fazer isso também.

Ela tinha dois documentos em formato .docx (documentos do Word). O primeiro era o original em francês (vamos chamar de doc1.docx), e o outro, a tradução para o português (vamos chamar de doc2.docx).

O primeiro passo é criar um projeto novo com os idiomas de partida e de destino iguais. Como neste caso a revisão era do texto em português, é assim que ficou:

Clique no botão OK. Na próxima janela, Arquivos de projeto, clique no botão Copiar arquivos para a pasta de origem, encontre o arquivo que deve ser revisado (ou seja, o traduzido, que neste caso é o doc2.docx) e clique no botão Ok.

O próximo passo é acessar Opções > Editor > Editor e marcar “Inserir o texto de origem” e “Permitir que a tradução seja igual ao texto de origem”, como mostra a imagem abaixo (caso essas opções ainda não estejam marcadas) e depois clicar no botão OK, no canto inferior direito:

Em seguida, acesse o menu Projeto > Acessar conteúdos do projeto > TMs. Você deverá ver uma pasta chamada auto. Crie outra pasta, chamada tmx2source. Sua pasta tm ficará assim:

Pode fechar essa pasta e voltar ao OmegaT. O projeto estará aberto e você verá os segmentos traduzidos e a cada segmento ativo, uma cópia do segmento para fazer a revisão e edição, quando necessário. Mas não seria melhor ainda poder fazer o cotejo com o segmento do idioma original também? Então vamos fazer isso.

Vá no menu Ferramentas > Alinhar arquivos, para criar uma memória de tradução com os arquivos doc1.docx e doc2.docx (caso você não saiba fazer alinhamento, eu explico neste artigo). No fim do processo de alinhamento, salve o arquivo .tmx na pasta tm > tmx2source que você criou antes. O arquivo deverá ser salvo com o nome “XX_YY.tmx”, onde XX_YY corresponde à sigla do idioma do texto original. Por exemplo, se o texto do arquivo doc1.docx estiver em inglês dos EUA, o arquivo será chamado “EN_US.tmx”. Como esse estava em francês, seria chamado “FR.tmx”.

Feche a janela de alinhamento e veja a mágica acontecer: agora você tem o segmento do texto traduzido (doc2.docx), o segmento correspondente do original (doc1.docx) e uma cópia do segmento traduzido que você vai editar, caso precise revisá-lo, ou deixar como está, caso esteja tudo certo. Veja o exemplo abaixo:

Um exemplo de um projeto em inglês: tradução em cima, original no meio, revisão embaixo.

Faça a revisão até o fim e então Crie o documento traduzido, apertando Ctrl+D ou acessando a opção em Projeto > Criar documentos traduzidos. Assim você terá o arquivo traduzido já com as revisões incorporadas, que poderá ser encontrado em Projeto > Acessar conteúdos do projeto > Arquivos de destino.

Para produzir um documento com as marcas de revisão destacadas por segmento, faça o seguinte: baixe este arquivo e descompacte. Acesse Ferramentas > Scripts > Arquivo > Acessar pasta de scripts e copie nesta pasta o arquivo write_table_review.groovy que você descompactou. Ele deverá aparecer na lista de scripts à esquerda. Se não aparecer, feche a janela de scripts e recarregue o programa, apertando F5 (ou feche e reinicie o OmegaT). Então basta entrar em Ferramentas > Scripts de novo, selecionar o script write_table_review. groovy e apertar no botão Executar, que fica no canto inferior esquerdo da janela.

Uma janela abrirá no seu navegador, com uma tabela contendo os segmentos lado a lado, os originais na primeira coluna e os revisados na segunda (e os editados aparecerão com um fundo amarelo). O arquivo com esta tabela pode ser encontrado na pasta script_output, que pode ser acessada em Projeto > Acessar conteúdos do projeto > Raiz. O arquivo é salvo em formato .html, mas pode ser aberto no Microsoft Word também.

Pronto! Quando precisar fazer revisão de novo, você não terá que fazer todos estes passos outra vez. A criação da pasta tmx2source e do script só precisam ser feitos na primeira vez, por exemplo.

Outra forma de produzir um documento com as marcas de revisão é baixar o programa Change Tracker, que cria uma tabela similar, mas na forma de um arquivo de Excel, e com a revisão exibida de forma mais específica. Mas para usá-lo é preciso ter o Windows e o Microsoft Excel instalados (o arquivo que o Change Tracker cria não funciona com o LibreOffice Calc, por exemplo). Para criar a tabela com as marcas de revisão, você usará as duas memórias de tradução criadas durante o processo explicado acima: (1) aquela criada pelo alinhamento e (2) a do próprio projeto, que aparece depois que você cria os documentos traduzidos. Ela está na pasta Raiz, chamada “[nome-do-projeto]omega.tmx”. O programa Change Tracker criará a tabela a partir das duas memórias. Dica: depois de carregar os dois arquivos .tmx, você precisa clicar nos símbolos de “+” que aparecem ao lado de cada arquivo, para “conectar” um ao outro. É preciso clicar em um, segurar o botão do mouse e arrastar a linha até o outro. Aí basta clicar em “Next”.

Assim que você clicar e arrastar o +, deve aparecer uma linha onde a flecha vermelha aponta

É assim que fica a tabela no Excel depois deste processo no Change Tracker:

(Imagem feita por Fábio Caldas)

Espero que as informações aqui sejam úteis, e caso você use outro processo para revisar, peço que deixe a descrição nos comentários. Se ficou alguma dúvida sobre o que foi descrito, fique à vontade para perguntar nos comentários também, ou na página do Facebook. Boa revisão!

OmegaT

O OmegaT é uma ferramenta de auxílio à tradução, gratuita e…

Sheila Gomes

Written by

Tradutora que constrói as pontes possíveis entre comunidades. Também localiza sites, software e jogos.

OmegaT

OmegaT

O OmegaT é uma ferramenta de auxílio à tradução, gratuita e de código aberto. Este blog terá novidades, dicas e procedimentos descritos a partir da experiência dos tradutores que usam o programa.

Sheila Gomes

Written by

Tradutora que constrói as pontes possíveis entre comunidades. Também localiza sites, software e jogos.

OmegaT

OmegaT

O OmegaT é uma ferramenta de auxílio à tradução, gratuita e de código aberto. Este blog terá novidades, dicas e procedimentos descritos a partir da experiência dos tradutores que usam o programa.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store