+26 ferramentas para visualização de dados — avaliadas pelo Volt

Para usuários iniciantes e intermediários

(Atualizada em 13/08/2015)

Foto: Dustin Lee/Unsplash

Por Sérgio Spagnuolo, editor do Volt Data Lab
Twitter @ProjetoStock e @voltmediabr - Facebook Volt Data Lab


De tempos em tempos, surgem listas na Internet sobre ferramentas para lidar com limpeza, extração e visualização de dados, além de plataformas para montar um projeto bonito e interativo. Faz um tempo que não vejo uma lista dessas atualizada em português.

Além disso, geralmente essas listas possuem apenas a descrição oficial do produto, e você fica sem saber se são boas ou não, se valem a pena ou não.

Bem, o Volt Data Lab testou a maioria desses serviços e teve o trabalho de classificá-los em notas de 0 a 5 — sendo 0 a pior nota e 5 a melhor. Dar notas às coisas não é um modelo infalível, claro, mas esperamos que isso lhe ajude na escolha de suas ferramentas no dia a dia.

São cinco listas no total: 1. Visualização de Dados; 2. Extração e Tratamento de Dados; 3. Plataformas para "storytelling"; 4. Ferramentas de Mapas; 5. D3 e visualizações avançadas.

Também há uma lista boa sobre outros recursos (para escrever, acompanhar notícias, montar blogs, cobrar por seu trabalho etc.) feita em inglês pela ReadThisThing, aqui. Se você não sabe bem como montar sua visualização, existe um excelente catálogo aqui.

Nota importante: o Volt Data Lab não é patrocinado, financiado nem possui qualquer tipo de vínculo ou apoio financeiro, institucional ou comercial com quaisquer produtos ou empresas abaixo listados. Se um dia for o caso e isso acontecer, notificaremos isso aqui e em futuras listas, e daremos sempre nossa opinião independente.
Se você gostou, não se esqueça de recomendar esse artigo, logo no coraçãozinho lá embaixo na tela, para que mais pessoas tenham acesso a ele e a outras publicações do Volt Data Lab

Gráficos

  • High Charts (cloud) — Conheci essa ferramenta por acaso, mas imediatamente se tornou a mais utilizada pelo Volt para projetos que exigem visualizações interativas mais simples, rápidas e diretas. Existe uma versão paga dele de US$ 15 para quem não quer tirar o logo do High Charts, mas fora isso a versão gratuita é excelente. Você também pode baixar gratuitamente a biblioteca de JavaScript e montar projetos mais personalizados a partir dela, mas também há a versão na nuvem.
    Gratuito, mas há versão paga — Testado pelo Volt (nota 4,8/5)
  • AmCharts — É uma boa biblioteca de CSS e JavaScript que possui também opção de fazer gráficos embedáveis na nuvem. Mas já adianto que essa é uma ferramenta, apesar de bem boa, mais avançada, e se você quer simplicidade, não vai encontrar muita aqui. Você pode comprar a versão paga para uso comercial, a partir de US$ 140.
    Gratuito, mas há versão paga — Testado pelo Volt (nota 4/5)
  • Plot.ly — Essa é uma das melhores ferramentas de visualização por aí na Internet, e, além de ser totalmente gratuita, permite complexos tipos de análise e cruzamento de dados — às vezes, até arruma as tabelas de Excel para você. Eles estão no Medium também, aqui.
    Totalmente gratuito — Testado pelo Volt (nota 4,5/5)
  • Tableau Public — Um clássico tanto para criar gráficos quanto para fazer mapas. Recentemente, abriram recursos da versão paga para a gratuita, comportando 10 GB de projetos e 10 milhões de linhas de tabelas, para quem tem projetos monstruosos. Infalível.
    Gratuito, mas há versão paga — Testado pelo Volt (nota 4,8/5)
  • RAW — Um dos meus favoritos pessoais. Feito pela Density Design, coletivo ligado à Politécnica de Milão, o Raw busca ser o elo perdido entre spreadsheets e visualizações com D3. Para quem não sabe o que é isso, D3 é uma biblioteca interativa em JavaScript (falaremos mais dela em outra lista), e, apesar de ser sensacional, dá um trabalho monstruoso para acrescentar dados, além de exigir conhecimento em programação. Com o Raw, é possível montar gráficos bonitos e customizáveis muito parecidos com D3, embora não interativos — por enquanto. A Density Design planeja uma versão nova em breve, ainda para este ano.
    Totalmente gratuito — Testado pelo Volt (nota 4/5)
  • Chartblocks — Excelente para gráficos mais simples e rápidos, além de bastante customizável. O Volt era assinante dessa ferramenta, mas a alta do dólar nos forçou a limitar o número de serviços pagos. A galera lá também é honesta: nos cobraram um mês a mais sem querer, mas reembolsaram prontamente.
    Versão gratuita limitada — Testado pelo Volt (nota 3,5/5)
  • Visage — Lançaram recentemente para público. O visual é ótimo, mas sinceramente tem poucos recursos avançados e agora o serviço é pago, então o Plot.ly seria uma escolha melhor em todos os sentidos. Como o Volt foi um dos primeiros usuários da versão beta, fornecendo feedbacks, eles ainda nos deixam usar de graça, e utilizamos para gráficos estáticos mais limpos e ágeis de fazer.
    Pago — Testado pelo Volt (nota 2,5/5)
  • Google Fusion Tables — Há algo sobre os aplicativos do Google que inspira confiança e qualidade, mas mesmo assim seu aspecto simplório é suficiente para fazer você pensar duas vezes antes de usar. O Fusion Tables é excelente para muitas coisas, mas precisa ser melhor polido no fim das contas. De fato uma boa escolha para mapas. Se você quiser uma ferramenta mais potente do Google e souber um pouco de programação (HTML e JavaScript), falaremos sobre a biblioteca de visualizações do Google na lista 5.
    Totalmente gratuito — Testado pelo Volt (nota 3,8/5)
  • Vida.io — Projeto interessante para visualizações com D3 a partir de dados em Excel ou Google Sheets, mas o Volt ainda está testando suas funcionalidades. Sabemos de antemão que os templates são facilmente reutilizáveis, o que é ótimo. Falaremos mais sobre o Vida.io na lista 5.
    Gratuito —Ainda em fase de teste pelo Volt (sem nota)
  • Infogr.am — Clássico. Me arrisco a dizer que deve ser uma das mais utilizadas para visualizações de dados entre usuários iniciantes no Brasil. É bonita e tem elementos interativos interessantes. Um recurso que eu gosto bastante é você poder criar "abas" dentro dos gráficos para diferentes dados. Mas, no fim, tem algumas limitações, como os templates fixos e aquele logo grande e inexorável no canto inferior.
    Versão gratuita limitada — Testado pelo Volt (nota 3/5)
  • ChartBuilder — Esse é uma pérola. Simples como o próprio nome, é uma boa escolha se você quiser algo muito rápido, nada complexo e pouco customizável. E eu digo isso no bom sentido: às vezes customizar gráficos pode tomar um tempo precioso, e, às vezes, simplesmente não há necessidade para isso. A diferença dele para outros similares: totalmente gratuito e não armazena seus dados. Foi desenvolvido pela equipe do Quartz.
    Totalmente gratuito — Testado pelo Volt (nota 3/5)
  • DataVisual — É bacana, não vou dizer que não é, mas há outras opções iguais ou melhores que não custam 15 doletas na versão Pro. Aliás, na versão aberta você não pode nem mesmo compartilhar seu gráfico interativo, apenas a imagem estática do gráfico. Fala sério! Mas pelo menos é possível fazer boas customizações.
    Versão gratuita limitada — Testado pelo Volt (nota 2,5/5)
  • Venngage — Gráficos lindos, sistema interativo, grande biblioteca de ícones e até fácil de mexer. Parece perfeito, não? Seria, se não custasse 15 doletas por mês na versão de acesso. Há opções melhores.
    Versão gratuita limitadíssima — Testado pelo Volt (nota 2/5)
  • Datawrapper — Só vou dizer que funciona bem, mesmo na versão gratuita, mas está longe de ser um dos favoritos do Volt. Se você quer customização estética nesse app, tem que pagar por isso.
    Versão gratuita limitada — Testado pelo Volt (nota 3/5)
  • Charted — Simples, com poucas opções de visualização e nenhuma opção de manipulação. Essa é justamente a premissa desse aplicativo: ele só serve para poucas coisas. É um app sem grandes pretensões. Vou ser bem claro: o Volt gosta desse aplicativo.
    Totalmente gratuito — Testado pelo Volt (nota 3/5)
  • Machete.io — Ainda é um mistério, e o Volt solicitou participação na fase beta de testes. Assim que tivermos um veredito, colocaremos aqui.
    Versão em Beta — Não testado pelo Volt (sem nota)
  • Fusion Charts — Se com todas as opções gratuitas acima você ainda quiser gastar US$ 200 num aplicativo que faz gráficos, vá em frente e compre essa ferramenta. Boa sorte, sério, desejo o melhor dos mundos para você. Não digo que seja ruim, o Volt nunca nem testou esse software, mas só tenho uma coisa para falar pra você: se for o caso de investir uma grana nesse tipo de ferramenta, não seja muquirana, compre o Tableau Pro.
    Pago, sem versão gratuita — Não testado pelo Volt (sem nota)
  • Palladio — Falando-se em perder tempo, utilizar o Palladio é uma boa ideia se você quiser fazer isso. Não me leve a mal, é uma excelente ferramenta e faz bem o serviço, mas você vai passar um bom tempo para chegar ao potencial dela. Os gráficos com “nodes” são particularmente bons, mas é bastante recomendável seus dados estarem bem limpos e organizados, porque esse app é bastante intolerante com caracteres especiais. O bom é que ele é responsivo para mobile.
    Totalmente gratuito — Testado pelo Volt (nota 3,5/5)
  • Silk — Sinceramente, o Silk já foi melhor. A nova versão que eles lançaram não permite “embedar” o principal recurso que têm, os cartões com informações que você acrescenta. Além disso, não é possível customizar cores nos gráficos, e eles te obrigam a usar aquela cor laranja que definiram como primária. Mas pelo menos é de graça.
    Gratuito — Testado pelo Volt (nota 2/5) — já foi 3/5 :(
  • Visual Investigative Scenarios (VIS) — Excelente. Coisa fina mesmo. Financiada pelo International Press Institute, essa ferramenta permite que jornalistas investigativos façam ligações entre empresas, pessoas e governos. Tudo interativo.
    Totalmente gratuito — Testado pelo Volt (4,5/5)
  • Analice.me — Ferramenta para visualização de investigações, bastante parecida com a VIS. Está entre as próximas ferramentas que o Volt vai testar.
    Gratuito — Não testado pelo Volt (sem nota)
  • MobileVis — Plataforma para fazer visualizações responsivas, com foco especial para dispositivos móveis. Está na nossa lista para testes.
    Gratuito — Não testado pelo Volt (sem nota)

Infográficos

  • Canva — Funciona que é uma beleza. Sério mesmo. É um pouco lento se seu computador não for dos mais potentes, mas é fera. Programa é gratuito, e ganha dinheiro vendendo para você elementos como layouts e ícones a US$ 1 cada. Modelo de negócios interessante.
    Gratuito, com compras no app — Testado pelo Volt (nota 4/5)
  • Piktochart — É bom também, funciona tão bem quanto o Canva, mas o modelo de negócios por assinatura Pro (US$ 29/mês) lhe dá uma desvantagem sobre o concorrente. Verdade seja dita, a versão gratuita é boa também.
    Versão gratuita boa — Testado pelo Volt (nota 3,5/5)
  • Visme — Parece ser um produto bem OK no começo, tipo Canva e Piktochart, mas depois você fica sabendo que a versão gratuita permite apenas 3 projetos. T-R-Ê-S projetos. Nem perdemos tempo em testar.
    Versão gratuita limitadíssima — Não testado pelo Volt (sem nota)
  • Sprites — A demonstração do produto é bacana, parece ter vários recursos legais mesmo no esquema gratuito, e a versão paga de acesso custa pouco, apenas US$ 3/mês. Mas, de novo, entre modelos de negócios para esse tipo de aplicativo, eu ainda fico incondicionalmente com o Canva a qualquer hora.
    Versão gratuita limitada — Não testado pelo Volt (sem nota)

Linha do Tempo

  • Timeline.JS — Projeto patrocinado pelo Knight Lab, permite você facilmente criar linhas do tempo interativas, como essa que o Volt fez sobre o B.B. King, incluindo com fotos e vídeos.
    Totalmente gratuito — Testado pelo Volt (4/5)
  • Dipity — Se tiver que escolher, escolha a Timeline.JS. O Dipity alegadamente funciona bem, mas a versão gratuita é bastante limitada, e, para que pagar por algo quando há outro bastante similar gratuito?
    Versão gratuita limitadíssima — Não testado pelo Volt (sem nota)

Se você gostou, não se esqueça de recomendar esse artigo, logo nesse coraçãozinho ai embaixo, para que mais pessoas tenham acesso a ele e outras publicações do Volt Data Lab
Show your support

Clapping shows how much you appreciated Sérgio Spagnuolo’s story.