4 motivos que levam o STF a ser uma vergonha

e o Brasil o limite da democracia

>>> Siga A Dissidência no Twitter, no Instagram e no Facebook

O que o ministro Marco Aurélio Mello fez na última quarta-feira foi um sucesso. As narrativas — todas elas — saíram vencedoras do fuzuê causado pelo primo de Fernando Collor. A instabilidade jurídica criada, além da mortal possível liberação de até 200 mil presos, dão munição para todo tipo de discurso, mas não é isso que a democracia faz?

O sistema político preferido da intelligentsia (mídia, os intelectuais e artistas) é baseado, dizem, no diálogo. Aparentemente não há muito diálogo na mais alta corte do país. Segundo alguns, Mello fez o que fez para provocar Toffoli. Cena parecida foi protagonizada por Barroso e Gilmar Mendes no começo de 2018.

O que foi visto em todos os debates presidenciais desde 1989? O que foi visto nas manifestações desde 2015? O que foi visto nas redes sociais em 2014 e, principalmente, nesse ano? A divisão é o resultado tanto das políticas públicas quanto desse sistema político que não visa a cooperação, mas a violência.

A discussão não é uma simples conversa sobre o que deve ser feito, algo pertinente desde o foro mais íntimo até uma assembleia de condomínio, passando pelo âmbito familiar, mas uma deliberação sobre quem irá tomar as armas no próximo mandato e descer goela abaixo as medidas que quiser implementar.

O STF é uma vergonha porque o Brasil é uma vergonha. Teve quem bateu palma para a decisão monocrática de Marco Aurélio, afinal seu bandido de estimação seria beneficiado — os outros vagabundos também liberados fazem questão de esquecer.

O STF é uma vergonha porque, assim que o bandido antagônico teve a chance de ser liberto, clamaram pela vinda de outros, mas estes fardados. É um fetiche inacreditável pelo uniforme, como se ele, por si só, transformasse Judas em Cristo. E quando tudo der errado, porque vai dar, fazem como Pilatos: lavam as mãos.

O STF é uma vergonha porque o brasileiro já se acostumou com o sofrimento. Vai precisar pelo aumento dos já “super-ricos” ministros, além de todos os outros magistrados e das outras classes que irão pedir reajuste a partir do próximo ano. Nem parece que foi nesse país que houve uma guerra por causa do quinto. Aí o ministro vem e defeca na cabeça das pessoas e o máximo que fazemos é reclamar muito no Twitter e achar um absurdo.

O STF é uma vergonha porque a democracia é uma vergonha. Cansa a população, extasia os indivíduos com discussões ridículas e infrutíferas (que idade deve ser a aposentadoria?) e quando a chinela canta de verdade, a população quer ter razão, não a liberdade. É mais importante convencer o desafeto da internet, escrever para a legião de idiotas úteis que compõem a sua timeline do que tomar uma atitude para deixar de ser roubado.

O Brasil precisa urgentemente morrer de vergonha de si mesmo.

>>> Siga A Dissidência no Twitter, no Instagram e no Facebook

LEIA TAMBÉM:

>>> O capitalismo não é um sistema econômico
>>> A educação estatal é eficiente
>>> Como a França explica a decadência da social-democracia