Eusouelliot
Published in

Eusouelliot

Como funciona a criptografia na Blockchain

Confidencialidade, integridade, autenticação e irretratabilidade. Esses são os quatro princípios da criptografia que fazem da blockchain e das criptomoedas um dos maiores avanços financeiros e de tecnologia nas últimas décadas.

A confidencialidade garante que apenas o destinatário que possui uma chave será capaz de acessar a informação. A integridade garante que a mensagem enviada não foi alterada no processo e, se foi alterada, o destinatário será capaz de saber. Já a autenticação garante que o remetente é quem diz ser e, por fim, a irretratabilidade impede que o remetente negue que ele enviou a mensagem.

Como funciona a criptografia

A criptografia transforma uma mensagem original em uma mensagem codificada onde apenas o proprietário de uma chave será capaz de decodificar. Essa mensagem torna-se ilegível, seja para um ser humano ou mesmo para um computador que não possua a chave. Isso significa que mesmo informações sensíveis, como números de cartão de crédito, podem ser transacionados entre servidores sem risco algum para os proprietários.

Na prática, a criptografia acontece através de robustos algoritmos que mesmo supercomputadores não conseguem quebrar sem levar, literalmente, dezenas de anos. Para que a informação seja acessada é fundamental que as duas partes tenham a chave do algoritmo.

De que maneira a blockchain usa criptografia

Todas as transações na blockchain funcionam através de mensagens criptografadas. Esse processo é a base da confiança e da segurança das transações, não apenas de bitcoin, mas de todas as criptomoedas.

Utilizar criptografia para realizar transações financeiras não é algo exclusivo das criptomoedas. Na verdade, toda loja virtual com o mínimo de segurança utiliza criptografia nas suas informações. O que Satoshi Nakamoto desenvolveu que revolucionou esse sistema foi o fato de interligar os blocos da blockchain através de um hash. Esse hash é criado de acordo com as informações do bloco e utilizado, também, para criar o próximo bloco.

Se uma informação dentro do bloco for alterada para tentar um roubo de bitcoins ou algum outro tipo de fraude, o hash torna-se inválido. Fazendo com o que o bloco não possa mais ser ligado aos outros blocos. Alertando os mineradores que não irão mais validar aquela transação. Dessa forma a blockchain torna-se à prova de fraudes.

O início de uma revolução

Ainda que a blockchain e a bitcoin estejam prestes a completar dez anos, até hoje nunca houve nenhum tipo de fraude que conseguisse explorar uma falha na rede. As fraudes vistas até aqui foram ataques a serviços de terceiros que utilizavam blockchain.

Essa segurança abre caminho para uma série de possibilidades do uso da tecnologia além de propriamente uma criptomoeda. Rastreabilidade de alimentos e serviços médicos, onde a confiança das informações é fundamental, serão duas áreas que rapidamente serão expostas e melhoradas através de criptografia. Em poucos anos trataremos a blockchain como uma simples ferramenta no nosso dia-a-dia. Tudo graças a poderosos algoritmos de criptografia.

--

--

--

Criando uma nova geração de investidores

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
iconomics

iconomics

Blockchain e criptomoedas. Simples, direto e em português.

More from Medium

Maximus Update

Introducing the first Filecoin Faber Accelerator batch

Koinos Update: Governance, Randomness, New CTO!

Degen Dad’s Golf Picks — Intro & 2022 Valero Texas Open