Guia para “Linguagem Neutra” (PT-BR)

“Porque elus existem e você precisa saber!”

Guia para “Linguagem Neutra” (PT-BR). ELU. “Porque elus existem e você precisa saber!”. Por Ophelia Cassiano. @EluMesme.
Guia para “Linguagem Neutra” (PT-BR).

Créditos deste material:

Referências usadas para construção deste material:

Apoie financeiramente o projeto com R$1,00 ou qualquer valor através da Chave PIX: elumesme@pm.me

| — — | Introdução| — — |

| — — | Glossário Básico para Iniciantes| — — |

Adendo:

| — — | Índice| — — |

Atenção: este material sobre “Linguagem Neutra” faz parte de uma “reestruturação”, com o objetivo de dar continuidade ao tema e agregar melhorias, visando atender todas as questões em aberto para se tornar oficializada pelo idioma. Significa que este conteúdo pode divergir com o material de outras pessoas. Esta é a “Linguagem Neutra” com estrutura de Ophelia Cassiano.

|——| Regras Gramaticais|——|

PRONOME ELU.

(Elu, delu, nelu, aquelu, elu mesme).

Adendo:

Como é sua primeira vez tendo contato de forma ampla com a “Linguagem Neutra”, é de extrema importância que leia não apenas as regras gramaticais. Leia também toda a lista de exemplos.

Sua mente precisa se acostumar, se habituar e se familiarizar com essas palavras novas. Até que elas deixem de ser estranhas ao serem ditas.

Leia todos os exemplos, por mais bobo que seja. Faça esse exercício.

Substituição dos pronomes pessoais “ela(s)” ou “ele(s)” pelo pronome neutro “elu(s)”.

Pronuncia-se como “êlu” ou “élu”.

  • Ela bebeu muita água. → Elu bebeu muita água.
  • Eles são amigos. → Elus são amigues.

Substituição das contrações (preposição + pronome) “dela(s)” ou “dele(s)” por “delu(s)”.

Pronuncia-se como “dêlu” ou “délu”, semelhantemente ao pronome “elu”.

  • O gato arranhou o braço dela. → O gato arranhou o braço delu.
  • Os olhos dele são castanhos. → Os olhos delu são castanhos.

Substituição das contrações (preposição + pronome) “nela(s)” ou “nele(s)” por “nelu(s)”.

Pronuncia-se como “nêlu” ou “nélu”, semelhantemente ao pronome “elu”.

  • Eu estava pensando nele de manhã. → Eu estava pensando nelu de manhã.
  • Sam deu um beijo nela. → Sam deu um beijo nelu.

Substituição dos pronomes demonstrativos “aquela(s)” ou “aquele(s)” por “aquelu(s)”.

Pronuncia-se como “aquêlu” ou “aquélu”, semelhantemente ao pronome “elu”.

  • Aquela menina é minha filha. → Aquelu menine é minhe filhe.
  • Aquela moça trans não-binária me ensinou. → Aquelu moce trans não-binárie me ensinou.

Pronomes (Possessivos, Oblíquos, Demonstrativos e Indefinidos).

Substituição dos pronomes possessivos “meu(s)” ou “minha(s)” por “minhe(s)”.

  • Minha irmã mais nova é trans. → Minhe irmãe mais nove é trans.
  • Meu filho me ligou hoje cedo. → Minhe filhe me ligou hoje cedo.
  • Minha prima Jazmin é cantora. → Minhe prime Jazmin é cantore.
  • Meus namorados já estão aqui. → Minhes namorades já estão aqui.

Substituição dos pronomes possessivos “seu(s)” ou “sua(s)” por “sue(s)”.

  • O nome do seu namorado é Ariel? → O nome de sue namorade é Ariel?
  • Sua mãe é inteligente. → Sue nãe é inteligente.
  • Compartilhe com suas amigas! → Compartilhe com sues amigues!

Substituição dos pronomes possessivos “teu(s)” ou “tua(s)” por “tue(s)”.

  • Teu professor me deu aula. → Tue professore me deu aula.
  • Elas são tuas irmãs? → Elus são tues irmães?

Substituição dos pronomes possessivos “nossa(s)” ou “nosso(s)” por “nosse(s)”.

  • Nosso vizinho fez churrasco vegano. → Nosse vizinhe fez churrasco vegano.
  • Nossa tia é muito criativa. → Nosse tie é muito criative.
  • Contei para todos nossos amigos. → Contei para todes nosses amigues.

Substituição dos pronomes possessivos “vossa(s)”ou “vosso(s)” por “vosse(s)”.

  • Ele se tornaria vosso sincero amigo. → Elu se tornaria vosse sincere amigue.
  • Quem são vossos representantes? → Quem são vosses representantes?

Substituição dos pronomes pessoais oblíquos “-a(s)” ou “-o(s)” por “-e(s)”.

  • Karina odiava-o com tanta força que foi embora. → Karina odiava-e com tanta força que foi embora.
  • Ryn, suavemente beijou-a na boca. → Ryn, suavemente beijou-e na boca.
  • Ele chamou-as de princesas guerreiras. → Elu chamou-es de princeses guerreires.

Substituição dos pronomes pessoais oblíquos “a(as)” ou “o(os)” por “ê(es)”.

  • Eu o amava. → Eu ê amava.
  • Eu as vi rapidamente. → Eu es vi rapidamente.
  • Morcega não os escolheu por acaso. → Morcega não es escolheu por acaso.

Substituição dos pronomes pessoais oblíquos “-la(s)” ou “-lo(s)” por “-le(s)”.

  • Quando nos revermos, vou abraçá-lo tanto. → Quando nos revermos, vou abraçá-le tanto.
  • Nós vamos amá-la com qualquer corpo. → Nós vamos amá-le com qualquer corpo.
  • Vou avisá-los sobre o aquecimento global. → Vou avisá-les sobre o aquecimento global.

Substituição dos pronomes pessoais oblíquos “-na(s)” ou “-no(s)” por “-ne(s)”.

Os pronomes “-no(s)”, “-na(s)” e “-ne(s)” aparecerem após verbos terminados com a letra “m”.

  • Chamaram-no, com razão, de fascista. → Chamaram-ne, com razão, de fascista.
  • Encontraram-nas plantando árvores. → Encontraram-nes plantando árvores.

Substituição dos pronomes demonstrativos “essa(s)” ou “esse(s)” por “essu(s)”.

Pronuncia-se como “éssu” ou “êssu”.

  • Essa menina linda é minha neta. → Essu menine linde é minhe nete.
  • Esse meu amigo é professor, sabia? → Essu minhe amigue é professore, sabia?
  • Deram folga para essas funcionárias. → Deram folga para essus funcionáries.

Substituição dos pronomes demonstrativos “esta(s)” ou “este(s)” por “estu(s)”.

Pronuncia-se como “éstu” ou “êstu”.

  • Este moço vai te acompanhar até ali. → Estu moce vai te acompanhar até ali.
  • Esta é a minha sobrinha. → Estu é ê minhe sobrinhe.
  • Vou compartilhar o guia com estes colegas. → Vou compartilhar o guia com estus colegas.

Substituição dos pronomes demonstrativos “mesma(s)” ou “mesmo(s)” por “mesme(s)”.

  • Eu mesmo te contei aquilo. → Eu mesme te contei aquilo.
  • Sou a mesma garota que estava com você ontem à noite. → Sou ê mesme garote que estava com você ontem à noite.
  • Elas mesmas que fizeram a festa. → Elus mesmes que fizeram a festa.

Substituição dos pronomes demonstrativos “própria(s)” ou “próprio(s)” por “próprie(s)”.

  • A própria advogada que me indicou. → Ê próprie advogade que me indicou.
  • Fui convidada pelo próprio baterista. → Fui convidade pele próprie baterista.
  • As próprias responsáveis não sabem o código. → Es própries responsáveis não sabem o código.

Substituição dos pronomes indefinidos “outra(s)” ou “outro(s)” por “outre(s)”.

  • Outro motorista bateu o carro. → Outre motorista bateu o carro.
  • Nenhuma nem outra se machucaram. → Nenhume nem outre se machucaram.
  • Comecei a desseguir outras blogueiras. → Comecei a desseguir outres blogueires.

Substituição dos pronomes indefinidos “quanta(s)” ou “quanto(s)” por “quante(s)”.

  • Quanto ignorante naquele lugar. → Quante ignorante naquele lugar.
  • Quanta moça bonita aqui! → Quante moce bonite aqui!
  • Quantos apresentadores negros tem naquele programa de tv? → Quantes apresentadories negres tem naquele programa de tv?

Substituição dos pronomes indefinidos “tanta(s)” ou “tanto(s)” por “tante(s)”.

  • Recebi mensagens de tanto desconhecido. → Recebi mensagens de tante desconhecide.
  • Tanta preta retinta, mas só colocam brancas como modelo de tintura de cabelo. → Tante prete retinte, mas só colocam branques como modelo de tintura de cabelo.
  • Cumprimentei tantos convidados que cansei. → Cumprimentei tantes convidades que cansei.

Substituição dos pronomes indefinidos “toda(s)” ou “todo(s)” por “tode(s)”.

  • É um absurdo todo protagonista ser branco. → É um absurdo tode protagonista ser branque.
  • Eu sou toda grandona. → Eu sou tode grandone.
  • Todas surdas merecem acessibilidade. → Todes surdes merecem acessibilidade.

Substituição dos pronomes indefinidos “várias” ou “vários” por “váries”.

  • Várias cientistas alertaram sobre o planeta. → Váries cientistas alertaram sobre o planeta.
  • Mataram vários corruptos nessa manhã. → Mataram váries corruptes nessa manhã.
  • Tem várias Anas. Mas, só uma usa roxo. → Tem váries Anas. Mas, só ume usa roxo.

Substituição dos pronomes indefinidos “muita(s)” ou “muito(s)” por “muite(s)”.

  • A desinformação preconceituosa foi repetida por muita burguesa safada. → A desinformação preconceituosa foi repetida por muite burguese safade.
  • Tem muito educador atrasado no assunto. → Tem muite educadore atrasade no assunto.
  • A receita da Tati foi elogiada por muitos. → A receita de Tati foi elogiada por muites.

Substituição dos pronomes indefinidos “pouca(s)” ou “pouco(s)” por “pouque(s)”.

  • Conheço poucos guitarristas que tocam piano. → Conheço pouques guitarristas que tocam piano.
  • Convidaram poucas artistas trans para o evento. → Convidaram pouques artistas trans para o evento.
  • Poucos alunos tiveram dificuldade com o guia. → Pouques alunes tiveram dificuldade com o guia.

Substituição dos pronomes indefinidos “algum(ns)” ou “alguma(s)” por “algume(s)”.

  • Tem algum pai presente? → Tem algume nãe presente?
  • Alguma das suas netas gosta de pizza? → Algume des sues netes gosta de pizza?
  • Algumas escritoras são invisibilizadas pelo seu gênero. → Algumes escritories são invisibilizades pelo seu gênero.

Substituição dos pronomes indefinidos “nenhum(ns)” ou “nenhuma(s)” por “nenhume(s)”.

  • Não gostei de nenhum deles. → Não gostei de nenhume delus.
  • Nenhuma das suas tias vai? → Nenhume des sues ties vai?

Artigo.

Substituição dos artigos definidos “a(as)” e “o(os)” pelo artigo “ê(es)”.

Pronuncia-se a forma singular do artigo como “ê”. O som se assemelha com o da letra do alfabeto guarani “ẽ” (letra “e” com um til), indicando a nasalização da vogal.

  • Lu, ê tie já chegou aí? → Lu, es ties já chegaram aí?
  • Ê alune está perguntando. → Es alunes estão perguntando.
  • Isso é para tode ê convidade. → Isso é para todes es convidades.
  • Reserve para mim e ê moce que chegou. → Reserve para mim e es moces que chegaram.
  • Eu vi a menina pulando corda. → Eu vi ê menine pulando corda.
  • Comprei para o meu filho. → Comprei para ê minhe filhe.
  • Pergunta para a recepcionista onde fica. → Pergunta para ê recepcionista onde fica.
  • Então, eu sou a dona daqui e ele é o gerente. → Então, eu sou ê done daqui e elu é ê gerente.
  • O garçom anotou seu pedido? → Ê garçone anotou seu pedido?
  • As meninas estão atrasadas. → Es menines estão atrasades.
  • Olha a moça que te paquerou aquele dia ali. → Olha ê moce que te paquerou aquele dia ali.
  • Você sabe se a Bryanna e o Cup vão para festa? → Você sabe se ê Bryanna e ê Cup vão para festa?
  • Eu sabia que a vovó tinha esquecido a bolsa dela. → Eu sabia que ê vovôe tinha esquecido a bolsa delu.
  • Fiquei chateado com ela e com a Manfrin. → Fiquei chateade com elu e com ê Manfrin.
  • Todas as gordas são lindas. → Todes es gordes são lindes.
  • O Nico está empenhado na luta. → Ê Nico está empenhade na luta.
  • As mães da Alex foram gentis comigo. → Es nães de Alex foram gentis comigo.
  • Ele e a moça de azul são namorados. → Elu e ê moce de azul são namorades.
  • Você conversou com a Parma? → Você conversou com ê Parma?
  • O Manoel tem um rosto lindo, pois tem acnes. → Ê Manoel tem um rosto lindo, pois tem acnes.
  • Os meus pais que compraram isso pra mim. → Es minhes nães que compraram isso pra mim.
  • Conversei bastante com a professora hoje. → Conversei bastante com ê professore hoje.
  • Eu amo como a Bethany explica as coisas. → Eu amo como ê Bethany explica as coisas.
  • Acho que a sereia hipnotizou o Alok. → Acho que ê sereie hipnotizou ê Alok.
  • Diga quem é a louca agora! → Diga quem é ê louque agora!
  • Eu sou o garoto que foi assassinado. → Eu sou ê garote que foi assassinade.
  • A Marie-Francine abriu uma loja de bolos veganos. → Ê Marie-Francine abriu uma loja de bolos veganos.

Preposições e Contrações.

Substituição das contrações (preposição + artigo) “da(s)” ou “do(s)” por “de(s)”.

  • Essa carteira é da Cameron. → Essa carteira é de Cameron.
  • Vou dormir na casa da Aura. → Vou dormir na casa de Aura.
  • A vaga é dos meninos. → A vaga é des menines.

Substituição das contrações (preposição + artigo indefinido) “dum(ns)” ou “duma(s)” por “dume(s)”.

  • Peguei o telefone duma gatinha. → Peguei o telefone dume gatinhe.
  • Essa blusa é dum tal de Alex aí. → Essa blusa é dume tal de Alex aí.
  • A peça é duns alunos do 2º ano. → A peça é dumes alunes do 2º ano.

Substituição das contrações (preposição + pronome) “dessa(s)” ou “desse(s)” por “dessu(s)”.

Pronuncia-se como “déssu” ou “dêssu”, semelhantemente ao pronome “essu”.

  • É desse garoto que eu gostava na escola. → É dessu garote que eu gostava na escola.
  • Vou seguir o conselho dessa ativista. → Vou seguir o conselho dessu ativista.
  • As fotos dessas gordas são inspiradoras. → As fotos dessus gordes são inspiradoras.

Substituição das contrações (preposição + pronome) “desta(s)” ou “deste(s)” por “destu(s)”.

Pronuncia-se como “déstu” ou “dêstu”, semelhantemente ao pronome “estu”.

  • Mel não concorda com os atos deste ministro. → Mel não concorda com os atos destu ministre.
  • O discurso desta vegana abriu minha mente. → O discurso destu vegane abriu minha mente.
  • O segredo do “pão de queijo” destas veganas está no polvilho azedo. → O segredo do “pão de queijo” destus veganes está no polvilho azedo.

Substituição das contrações (preposição + pronome) “daquela(s)” ou “daquele(s)” por “daquelu(s)”.

Pronuncia-se como “daquélu” ou “daquêlu”, semelhantemente ao pronome “aquelu”.

  • A caneta é daquela moça. → A caneta é daquelu moce.
  • O celular daquele senhor quebrou. → O celular daquelu senhore quebrou.
  • Lembrei daquelas colegas de sala. → Lembrei daquelus colegas de sala.

Substituição das contrações (preposição + artigo) “na(s)” ou “no(s)” por “ne(s)”.

  • A borboleta posou no jardineiro. → A borboleta posou ne jardineire.
  • Dei um abraço na Izumi. → Dei um abraço ne Izumi.
  • Jogaram água nos modelos. → Jogaram água nes modelos.

Substituição das contrações (preposição + artigo indefinido) “num(ns)” ou “numa(s)” por “nume(s)”.

  • A tinta respingou num cliente. → A tinta respingou nume cliente.
  • Minha cachorra mijou numa senhora. → Minha cachorra mijou nume senhore.
  • Colaram o adesivo só numas concorrentes. → Colaram o adesivo só numes concorrentes.

Substituição das contrações (preposição + pronome) “nessa(s)” ou “nesse(s)” por “nessu(s)”.

Pronuncia-se como “néssu” ou “nêssu”, semelhantemente ao pronome “essu”.

  • Eu derrubei café nesse moço ontem. → Eu derrubei café nessu moce ontem.
  • Confio muito nessa delegada. → Confio muito nessu delegade.
  • Dei uma bronca nesses meninos. → Dei uma bronca nessus menines.

Substituição das contrações (preposição + pronome) “nesta(s)” ou “neste(s)” por “nestu(s)”.

Pronuncia-se como “néstu” ou “nêstu”, semelhantemente ao pronome “estu”.

  • Tem muito potencial nesta garota. → Tem muito potencial nestu garote.
  • Jogaram confete neste aluno. → Jogaram confete nestu alune.
  • É um absurdo colocar a culpa nestas moças. → É um absurdo colocar a culpa nestus moces.

Substituição das contrações (preposição + pronome) “naquela(s)” ou “naquele(s)” por “naquelu(s)”.

Pronuncia-se como “naquélu” ou “naquêlu”, semelhantemente ao pronome “aquelu”.

  • Tatuei um coração naquela guria. → Tatuei um coração naquelu gurie.
  • O meteoro caiu naquele presidente. → O meteoro caiu naquelu presidente.
  • Tacaram fogo naqueles racistas. → Tacaram fogo naquelus racistas.

Substituição das contrações (preposição + artigo) “pra(s)” ou “pro(s)” por “pre(s)”.

  • Ele olhou pra Malu com aquela cara de birra. → Elu olhou pre Malu com aquela cara de birra.
  • Escrevi uma carta de amor pro Luca. → Escrevi uma carta de amor pre Luca.
  • Davide reclamou pros vizinhos do barulho. → Davide reclamou pres vizinhes do barulho.

Substituição das contrações (preposição + artigo indefinido) “prum(ns)” ou “pruma(s)” por “prume(s)”.

  • Prum bom entendedor, meia palavra basta. → Prume boe entendedore, meia palavra basta.
  • Disse “oi” pruma desconhecida sem querer. → Disse “oi” prume desconhecide sem querer.
  • Jonas passou seu contato prumas colegas. → Jonas passou seu contato prumes colegas.

Substituição das contrações (preposição + pronome) “praquela(s)” ou “praquele(s)” por “praquelu(s)”.

  • Pergunte praquela sua amiga se ela sabe. → Pergunte praquelu sue amigue se elu sabe.
  • Diga praquele colega ler minha mensagem. → Diga praquelu colega ler minha mensagem.
  • Não ligue praquelas chatas, você está incrível! → Não ligue praquelus chates, você está incrível!

Substituição das contrações (preposição + artigo) “pela(s)” ou “pelo(s)” por “pele(s)”.

A palavra “pele” (preposição) se pronuncia como “pê-le”, diferente da palavra “pele” (tecido corporal) que se pronuncia como “pé-li”.

  • Descobri isso pelo meu amigo. → Descobri isso pele minhe amigue.
  • Eu recebi a notícia pela Salvia. → Eu recebi a notícia pele Salvia.
  • Pelos meus irmãos eu faço de tudo. →Peles minhes irmães eu faço de tudo.

Substituição das contrações (preposição + artigo) “à(s)” ou “ao(s)” por “ae(s)”.

  • O pedido foi endereçado à Carla. → O pedido foi endereçado ae Carla.
  • Entregue ao porteiro esses papéis. → Entregue ae porteire esses papéis.
  • Realizaram uma homenagem aos professores. → Realizaram uma homenagem aes professories.

Numerais.

Substituição dos numerais “ambas” ou “ambos” por “ambes”.

  • Ambas, Carol e Nazaré, se sujaram de lama. → Ambes, Carol e Nazaré, se sujaram de lama.
  • Eva as estranhou e latiu para ambas. → Eva es estranhou e latiu para ambes.
  • Alexandra escolheu ambos candidatos para o cargo. → Alexandra escolheu ambes candidates para o cargo.

Substituição dos numerais “meia(s)” ou “meio(s)” por “meie(s)”.

  • Vitor desenhando, deixou meio elfo sem pintar. → Vitor desenhando, deixou meie elfe sem pintar.
  • A câmera só fotografou meia modelo. → A câmera só fotografou meie modelo.

Substituição dos numerais (ou artigos indefinidos) “um(ns)” ou “uma(s)” por “ume(s)”.

  • Isso depende de cada um de nós. → Isso depende de cada ume de nós.
  • Conheço umas garotas excelentes. → Conheço umes garotes excelentes.
  • Sonhei com uns meninos bonitões hoje. → Sonhei com umes menines bonitones hoje.
  • Bielo é uma das aliadas do projeto. → Bielo é ume des aliades do projeto.
  • Um vampiro mordeu meu pescoço. → Ume vampire mordeu meu pescoço.
  • Uma advogada me avisou sobre isso. → Ume advogade me avisou sobre isso.
  • Estou apaixonada por um homem. → Estou apaixonade por ume enebê.
  • Então, uma fada ordenou: Alba, desce! → Então, ume fada ordenou: Alba, desce!
  • Dê esse chocolate para uma de suas filhas. → Dê esse chocolate para ume de sues filhes.
  • Uma das minhas irmãs deve saber. → Ume des minhes irmães deve saber.
  • Nataly será uma zumbi faminta em breve. → Nataly será ume zumbi faminte em breve.
  • Dentre todos, apenas um acertou. → Dentre todes, apenas ume acertou.
  • Você viu uma moça louca tentando pular. → Você viu ume moce louque tentando pular.
  • A atriz vai dar vida a uma bruxa. → Ê atore vai dar vida a ume bruxe.
  • Conheço uma magra que não tem noção do que diz. → Conheço ume magre que não tem noção do que diz.
  • O Amiel precisava de um amigo. → Ê Amiel precisava de ume amigue.
  • Foi uma vendedora que me deu o brinde. → Foi ume vendedore que me deu o brinde.
  • Um deles é um pintor muito criativo. → Ume delus é ume pintore muito criative.
  • Me tornei uma ativista. → Me tornei ume ativista.
  • Eu sou um curioso de plantão. → Eu sou ume curiose de plantão.

Substituição dos numerais “dois” ou “duas” por “dues”.

  • Minhas duas tias chegaram. → Minhes dues ties chegaram.
  • Tem dois moços me encarando. → Tem dues moces me encarando.
  • Respeite aquelas duas moças. → Respeite aquelus dues moces.
  • Apenas dois cantores vencerão a disputa. → Apenas dues cantories vencerão a disputa.
  • As duas vizinhas do Caluã estão vindo pra cá. → Es dues vizinhes de Caluã estão vindo pra cá.
  • Dionne avistou dois médicos no corredor. → Dionne avistou dues médiques no corredor.
  • As duas loiras eram impostoras. → Es dues loires eram impostories.
  • Gabi está dando alho para seus dois filhos. → Gabi está dando alho para sues dues filhes.

Desinências.

Quando a palavra termina em “-a” ou “-o”, substitui a desinência por “-e”.

  • Menino(a). → Menine.
  • Garota(o). → Garote.
  • Moço(a). → Moce (sem “ç”).
  • Adulta(o). → Adulte.
  • Velho(a). → Velhe.
  • Filho(a). → Filhe.
  • Tia(o). → Tie.
  • Aluno(a). → Alune.
  • Todos(as). → Todes.
  • Querido(a). → Queride.
  • Namorado(a). → Namorade.
  • Marido(a) / Esposo(a). → Maride / Espose.
  • Apaixonada(o). → Apaixonade.
  • Talentoso(a). → Talentose.
  • Lindo(a). → Linde.
  • Gostoso(a). → Gostose.
  • Criativa(o). → Criative.
  • Maravilhosa(o). → Maravilhose.
  • Ansiosa(o). → Ansiose.
  • Estressada(o). → Estressade.
  • Cansado(a). → Cansade.
  • Atrasada(o). → Atrasade.
  • Dona(o). → Done.
  • Funcionário(a). → Funcionárie.
  • Bem-vindo(a). → Bem-vinde.
  • Obrigada(o). → Obrigade.

Quando a palavra termina em “-co” no masculino e “-ca” no feminino, substitui a desinência por “-que”.

  • Médica(o). → Médique.
  • Técnico(a). → Técnique.
  • Autêntica(o). → Autêntique.
  • Transfóbico(a). → Transfóbique.

Quando a palavra termina em “-go” no masculino e “-ga” no feminino, substitui a desinência por “-gue”.

  • Amigo(a). → Amigue.
  • Psicóloga(o). → Psicólogue.
  • Biólogo(a). → Biólogue.
  • Cega(o). → Cegue.
  • Leigo(a). → Leigue.

Quando a palavra termina em “-r” no masculino e “-ra” no feminino, substitui a desinência por “-re”.

No plural, quando termina em “-res” no masculino e “-ras” no feminino, substitui a desinência por “-ries”.

  • Professor(a). → Professore.
  • Professores(as). → Professories.
  • Pintor(a). → Pintore.
  • Pintores(as). → Pintories.
  • Trabalhador(a). → Trabalhadore.
  • Trabalhadores(as). → Trabalhadories.
  • Administrador(a). → Administradore.
  • Administradores(as). → Administradories.
  • Ator / Atriz. → Atore.
  • Atores / Atrizes. → Atories.

Atenção para não confundir o plural das palavras terminadas em “-r” com o das terminadas em “-o” antecedidas de “r-”.

  • Criado-r brasilei-ro. → Criado-re brasilei-re.
  • Criado-res brasilei-ros. → Criado-ries brasilei-res.

Neste último caso, o plural é terminado em “-os” no masculino, “-as” no feminino e “-es” no neutro. É apenas uma substituição das desinências “-a” e “-o” por “-e”, com acréscimo de “-s”.

  • Estrangeiro(a). → Estrangeire.
  • Estrangeiros(as). → Estrangeires.
  • Pedreiro(a). → Pedreire.
  • Pedreiros(as). → Pedreires.
  • Enfermeiro(a). → Enfermeire.
  • Enfermeiros(as). → Enfermeires.

Quando a palavra termina em “-ço” no masculino e “-ça” no feminino, substitui a desinência por “-ce”. Gravada sem a cedilha. Se atente para não confundir. O correto é “-ce” e não “-çe”.

  • Moço(a). → Moce.
  • Suíço(a). → Suíce.
  • Noviço(a). → Novice.
  • Postiço(a). → Postice.
  • Pinguço(a). → Pinguce.

Quando a palavra termina em “-ão” no masculino e “-ã” no feminino, substitui a desinência por “-ãe”.

No plural, quando termina em “-ãos” no masculino e “-ãs” no feminino, substitui a desinência por “-ães”.

  • Órfão / Órfã. → Órfãe.
  • Órfãos / Órfãs. → Órfães.
  • Cidadão / Cidadã. → Cidadãe.
  • Cidadãos / Cidadãs. → Cidadães.
  • Irmão / Irmã. → Irmãe (Formal).
  • Irmãos / Irmãs. → Irmães (Formal).

No plural, quando termina em “-ões” no masculino e “-ãs” no feminino, substitui a desinência por “-ães”.

  • Vilão / Vilã. → Vilãe.
  • Vilões / Vilãs. → Vilães.
  • Campeão / Campeã. → Campeãe.
  • Campeões / Campeãs. → Campeães.
  • Espião / Espiã. → Espiãe.
  • Espiões / Espiãs. → Espiães.

No plural, quando termina em “-ães” no masculino e “-ãs” no feminino, substitui a desinência por “-ães”.

  • Capitão / Capitã. → Capitãe.
  • Capitães / Capitãs. → Capitães.
  • Alemão / Alemã. → Alemãe.
  • Alemães / Alemãs. → Alemães.

No português, há ainda palavras em que o plural possui diversas formas válidas. Aquelas que terminam em “-ãos”, “-ães” ou “-ões” no masculino e “-ãs” no feminino, substitui a desinência por “-ães”.

  • Aldeão / Aldeã. → Aldeãe.
  • Aldeãos, Aldeães e Aldeões / Aldeãs. → Aldeães.
  • Ancião / Anciã. → Anciãe.
  • Anciãos, Anciães e Anciões / Anciãs. → Anciães.
  • Guardião / Guardiã. → Guardiãe.
  • Guardiães e Guardiões / Guardiãs. → Guardiães.

Quando a palavra termina em “-ão(-ões)” no masculino e “-a(s)” no feminino, substitui a desinência por “-ãe(s)”.

  • Ladrão / Ladra. → Ladrãe.
  • Ladrões / Ladras. → Ladrães.

Quando a palavra termina em “-ão(-ões)” no masculino e “-oa(s)” no feminino, substitui a desinência por “-oe(s)”.

  • Patrão / Patroa. → Patroe.
  • Patrões / Patroas. → Patroes.

Quando a palavra termina em “-ão” no masculino e “-ona” no feminino, substitui a desinência por “-one”.

  • Que chora muito: Chorão / Chorona. → Chorone.
  • Que é muito linde: Lindão / Lindona. → Lindone.
  • Que é muito grande: Grandão / Grandona. → Grandone.

Quando a palavra termina em “-ão” no masculino e “-esa” no feminino, substitui a desinência por “-ese”.

  • Barão / Baronesa. → Baronese.

Quando a palavra termina em “-e” no masculino e “-esa” no feminino, substitui a desinência por “-ese”.

  • Duque / Duquesa. → Duquese.

Quando a palavra termina em “-ês(-eses)” no masculino e “-esa(s)” no feminino, substitui a desinência por “-ese(ies)”.

  • Francês / Francesa. → Francese.
  • Franceses / Francesas. → Francesies.
  • Freguês / Freguesa. → Freguese.
  • Fregueses / Freguesas. → Freguesies.
  • Camponês / Camponesa. → Camponese.
  • Camponeses / Camponesas. → Camponesies.

Quando a palavra termina em “-e” no masculino e “-essa” no feminino, substitui a desinência por “-esse”.

  • Conde / Condessa. → Condesse.

Quando a palavra termina em “-e” no masculino e “-a” no feminino, substitui a desinência por “-ie”.

  • Chefe / Chefa. → Chefie.
  • Presidente / Presidenta. → Presidentie.
  • Mestre / Mestra. → Mestrie.
  • Patife / Patifa. → Patifie.

Quando a palavra termina em “-eo” no masculino e “-ea” no feminino, substitui a desinência por “-ie”.

  • Conterrâneo / Conterrânea. → Conterrânie.
  • Terráqueo / Terráquea. → Terráquie.
  • Gêmeo / Gêmea. → Gêmie.

Quando a palavra termina em “-a” no masculino e “-isa” no feminino, substitui a desinência por “-ise”.

  • Profeta / Profetisa. → Profetise.
  • Poeta / Poeta (“Poetisa”). → Poeta (Poetise).

Quando a palavra termina em “-e” no masculino e “-isa” no feminino, substitui a desinência por “-ise”.

  • Sacerdote / Sacerdotisa. → Sacerdotise.

Quando a palavra termina em “-iz(-ízes)” no masculino e “-íza(s)” no feminino, substitui a desinência por “-íze(ies)”.

  • Juiz / Juíza. → Juíze.
  • Juízes / Juízas. → Juízies.

Quando a palavra termina em “-om” no masculino e “-onete” no feminino, substitui a desinência por “-one”.

  • Garçom / Garçonete. → Garçone.

Quando a palavra termina em “-eu” no masculino e “-eia” no feminino, substitui a desinência por “-eie”.

  • Plebeu / Plebeia. → Plebeie.
  • Europeu / Europeia. → Europeie.
  • Ateu / Ateia. → Ateie.

Quando a palavra termina em “-us” no masculino e “-usa” no feminino, substitui a desinência por “-use”.

No plural, quando termina em “-uses” no masculino e “-usas” no feminino, substitui a desinência por “-usies”.

  • Deus / Deusa. → Deuse.
  • Deuses / Deusas. → Deusies.
  • Semideus / Semideusa. → Semideuse.
  • Semideuses / Semideusas. → Semideusies.

Quando a palavra termina em “-i” no masculino e “-ína” no feminino, substitui a desinência por “-íne”.

  • Herói / Heroína. → Heroíne.

Quando a palavra termina em “-u” no masculino e “-ua” no feminino, substitui a desinência por “-ue”.

  • Nu / Nua. → Nue.
  • Cru / Crua. → Crue.

| — — | Outras Regras e Atenções | — — |

Substituições neutras para termos “biformes” fora do padrão:

Termos “biformes” são aqueles termos (substantivos, adjetivos, etc.) que apresentam duas formas diferentes em relação ao gênero (atualmente, podendo ser feminino ou masculino). Possuem o mesmo “radical”, porém se diferenciam quando se troca a “desinência”.

  • Bom / Boa. → Boe.
  • Bonzinho / Boazinha. → Boezinhe.
  • Bonzão / Boazona. → Boezone.
  • Mau / Má. → Male.
  • Mauzinho / Mazinha. → Malezinhe.
  • Mauzão / Mazona. → Malezone.
  • Avó / Avô. → Avôe.
  • Avózinha / Avôzinho. → Avoezinhe.
  • Vovó / Vovô. → Vovôe.
  • Vó / Vô. → Vôe.
  • Réu / Ré. → Réie.
  • Príncipe / Princesa. → Príncise.
  • Cafetão / Cafetina. → Cafetine.
  • Gigolô / Gigolôa. → Gigolôe.
  • Brucutu / Brucutia. → Brucutie.
  • Monge / Monja. → Mongie.
  • Cônsul / Consulesa. → Consulese.
  • Rapaz / Rapariga. → Raparigue.

Substituições neutras para substantivos “heterônimos”:

Substantivos “heterônimos” são aqueles termos que apresentam formas diferentes em relação ao gênero, porém não possuem o mesmo “radical”.

  • Homem / Mulher. → Pessoa / Enebê.
  • Mãe / Pai. → Nãe.
  • Mamãe / Papai. → Nanãe.
  • Madrinha / Padrinho. → Nadrinhe.
  • Madrasta / Padrasto. → Nadraste.
  • Maternidade / Paternidade. → Naternidade.
  • Maternal / Paternal. → Naternal.
  • Materna(e/o) / Paterna(e/o). → Naterna(e/o)
  • Matriarcal / Patriarcal. → Natriarcal.
  • Genro / Nora. → Nore.
  • Rei / Rainha. → Reinhe.

Adjetivos e complementos permanecem no mesmo gênero “do sujeito”.

  • “Todas prontas”.
  • “Todes prontes”.
  • “Todos prontos”.
  • A menina. → A menina linda.
  • Ê menine. → Ê menine linde.
  • O menino. → O menino lindo.
  • Ela. → Ela é não-binária.
  • Ele. → Ele é não-binário.
  • Elu. → Elu é não-binárie.
  • Você (sujeito de gênero feminino). → Você está linda.
  • Você (sujeito de gênero masculino). → Você está lindo.
  • Você (sujeito de gênero neutro). → Você está linde.
  • Você (sujeito de gênero indeterminado). → Você está linde. / Você está uma belezura.

Substantivos uniformes “sobrecomuns” (de apenas um gênero) recebem complementos no mesmo gênero.

“Sobrecomuns” são aqueles termos “uniformes” que possuem um único gênero e apresentam a mesma forma para todos sujeitos. Não sofre distinção por artigos ou complementos. Por exemplo: “a pessoa”, “o indivíduo”, etc.

  • Pessoa (substantivo feminino). → Pessoa não-binária.
  • Indivíduo (substantivo masculino). → Indivíduo não-binário.
  • Comunidade (substantivo feminino). → Comunidade não-binária
  • Coletivo (substantivo masculino). → Coletivo não-binário.

Substantivos uniformes “sobrecomuns” (de apenas um gênero) não são neutralizáveis.

  • Galera. → Galera.
  • Indivíduo. → Indivíduo.
  • Criança. → Criança.

“Dupla Pronúncia Neutra”: Situações Válidas

Quando a “sílaba tônica” que contém a letra “O”, no gênero masculino é pronunciada como “-ô-”, e no gênero feminino é pronunciada como “-ó-”, no gênero neutro pode ser pronunciada tanto como “-ô-” ou “-ó-”.

Ex.: Quando a palavra termina em “-oso” no masculino e “-osa” no feminino, substitui a desinência por “-ose”.

Pronuncia-se a desinência como “-ôse” ou “-óse”.

  • Atencioso / Atenciosa. → Atenciose.
  • Nervoso / Nervosa. → Nervose.
  • Poderoso / Poderosa. → Poderose.
  • Maravilhoso / Maravilhosa. → Maravilhose.

Outros exemplos de casos possíveis:

  • Novo / Nova. → Nove.
  • Morto / Morta. → Morte.

| — — | Gênero Universal | — — |

“Neutro Universal”, “Falso Neutro”, “Masculino Genérico” ou “Gênero Dominante”.

São hábitos enraizados, tóxicos e automáticos, que são difíceis de perceber.

  • Todos merecem respeito.
  • Os melhores ganham o prêmio.
  • Será que eles estão com fome?
  • Dispensamos os trabalhadores mais cedo. / Aqueles que foram dispensados do trabalho.
  • Alguém está machucado?
  • Quem está pronto?
  • Meu amigo e minha tia estão atrasados.
  • As preposições e artigos serão traduzidos. / Traduza eles para o português.
  • Nós fomos afetados pelo sistema.

E por que as palavras masculinas costumam vir antes?

  • “A” vem antes de “O”.
  • “A” vem antes de “E”.
  • “F” vem antes de “M”.

Por que o “gênero dominante” é masculino, e nunca feminino?

Uma mulher jamais vai se sentir ofendida com cartaz escrito “Bem-Vindo”. Mas, um homem vai se sentir ofendido com um cartaz escrito “Bem-Vinda”.

Gênero Neutro: o novo “neutro universal” no português?

Fim do “Genérico”.

Novas Regras para “Sujeito Composto”:

Quando sujeitos de gêneros diferentes estiverem juntos, as 3 formas de tratamento serão válidas: feminino, masculino e neutro.

Tratamento Feminino:

  • O Tássio, a Rita e ê Rafa, são amigas.
  • A vovó, minha mãe e meu pai são carinhosas.
  • Meu amigo e sua namorada estão furiosas.
  • A Sabrina e o Thiago jantaram cedo. Elas estavam com fome.
  • Minha prima e meu tio estão atrasadas.
  • Minha prima e minhe tie estão atrasadas.
  • Minhe prime e minha tia estão atrasadas.
  • Minhe prime e meu tio estão atrasadas.
  • Meu primo e minha tia estão atrasadas.
  • Meu primo e minhe tie estão atrasadas.

Tratamento Masculino:

  • O Tássio, a Rita e ê Rafa, são amigos.
  • A vovó, minha mãe e meu pai são carinhosos.
  • Meu amigo e sua namorada estão furiosos.
  • A Sabrina e o Thiago jantaram cedo. Eles estavam com fome.
  • Minha prima e meu tio estão atrasados.
  • Minha prima e minhe tie estão atrasados.
  • Minhe prime e minha tia estão atrasados.
  • Minhe prime e meu tio estão atrasados.
  • Meu primo e minha tia estão atrasados.
  • Meu primo e minhe tie estão atrasados.

Tratamento Neutro:

  • O Tássio, a Rita e ê Rafa, são amigues.
  • A vovó, minha mãe e meu pai são carinhoses.
  • Meu amigo e sua namorada estão furioses.
  • A Sabrina e o Thiago jantaram cedo. Elus estavam com fome.
  • Minha prima e meu tio estão atrasades.
  • Minha prima e minhe tie estão atrasades.
  • Minhe prime e minha tia estão atrasades.
  • Minhe prime e meu tio estão atrasades.
  • Meu primo e minha tia estão atrasades.
  • Meu primo e minhe tie estão atrasades.

Obs.: Quando sujeitos de gênero feminino e neutro estiverem incluídos, evite usar o tratamento masculino. Opte em variar.

Tratamento Feminino:

  • Minha prima e minhe tie estão atrasadas.
  • Minhe prime e minha tia estão atrasadas.

Tratamento Neutro:

  • Minha prima e minhe tie estão atrasades.
  • Minhe prime e minha tia estão atrasades.

Quando sujeitos do mesmo gênero estiverem juntos, a forma de tratamento permanecerá no mesmo gênero.

Tratamento Feminino:

  • A vovó, minha mãe e minha tia são carinhosas.
  • A Natália e a Maristela jantaram cedo. Elas estavam com fome.
  • Minha prima e minha tia estão atrasadas.

Tratamento Masculino:

  • O Tássio e o Klébio são amigos.
  • Meu primo e meu tio estão atrasados.

Tratamento Neutro:

  • Minhe amigue e sue namorade estão furioses.
  • Minhe prime e minhe tie estão atrasades.

Novas Regras para “Pronomes em 1ª e 2ª Pessoa no Plural” (Nós e Vocês):

Quando sujeitos de gêneros diferentes estiverem juntos, as 3 formas de tratamento serão válidas: feminino, masculino e neutro.

Tratamento Feminino:

  • Nós somos espertas.
  • Estamos salvas. (Sujeito oculto).
  • Vocês estão protegidas?
  • Estejam atentas! (Sujeito oculto).

Tratamento Masculino:

  • Nós somos espertos.
  • Estamos salvos. (Sujeito oculto).
  • Vocês estão protegidos?
  • Estejam atentos! (Sujeito oculto).

Tratamento Neutro:

  • Nós somos espertes.
  • Estamos salves. (Sujeito oculto).
  • Vocês estão protegides?
  • Estejam atentes! (Sujeito oculto).

Quando sujeitos do mesmo gênero estiverem juntos, a forma de tratamento permanecerá no mesmo gênero.

Tratamento Feminino:

  • Nós somos espertas.
  • Estamos salvas. (Sujeito oculto).
  • Vocês estão protegidas?
  • Estejam atentas! (Sujeito oculto).

Tratamento Masculino:

  • Nós somos espertos.
  • Estamos salvos. (Sujeito oculto).
  • Vocês estão protegidos?
  • Estejam atentos! (Sujeito oculto).

Tratamento Neutro:

  • Nós somos espertes.
  • Estamos salves. (Sujeito oculto).
  • Vocês estão protegides?
  • Estejam atentes! (Sujeito oculto).

Novas Regras para a palavra “Avós”.

A peculiaridade de “avós”.

Quando avós de gêneros diferentes estiverem juntos, se utilizará a palavra “avós” (com acento agudo) e as 3 formas de tratamento serão válidas: feminino, masculino e neutro.

  • As minhas avós são lindas.
  • Os meus avós são lindos.
  • Es minhes avós são lindes.

Quando avós do mesmo gênero estiverem juntos, a forma de tratamento permanecerá no mesmo gênero.

  • As minhas avós são lindas.
  • Os meus avôs são lindos.
  • Es minhes avôes são lindes.

Observação sobre os pronomes “Isto”, “Isso” e “Aquilo”.

  • Isso está lindo!
  • Eu deixei isto pronto para você.
  • Aquilo era tão complicado.

Os tratamentos continuam masculinos.

| — — | Objetos, Animais e Afins | — — |

Objetos.

  • Substantivo feminino “cadeira”, continua sendo tratado no feminino: a minha cadeira é essa. Ela é roxa.
  • Substantivo masculino “cheiro”, continua sendo tratado no masculino: o seu cheiro é gostoso. Ele é inesquecível.
  • A maçã (sujeito feminino) está deliciosa. O morango (sujeito masculino) está delicioso. → A maçã e o morango estão delicioses.

Invenções.

Animais e Outros Seres.

  • Minha gata Sophie e meu cachorro Caramelo são super ciumentes.

|——| Reformulação de Frases |——|

Alteração de frases.

Use coletivos neutros como: “pessoal”, “grupo”, “massa”, “bando”, “corpo”, “público”, “galera”, “turma”, “equipe”, “time”, “família”, “criançada”, “meninada”, “gente”, “comunidade”, “humanidade”, “sociedade”, “povo”, “todo mundo”, “multidão”, etc.

  • Os moradores se uniram. → A comunidade se uniu.
  • Boa tarde a todos. → Boa tarde, galera.
  • Conte para todos eles. → Conte para todo mundo.
  • Os professores estão na reunião. → O corpo docente está em reunião.
  • Senhoras e senhores! → Respeitável público!
  • Meninos e meninas! → Criançada! / Meninada!
  • Que caras são esses? → Que povo é esse?
  • Os humanos fazem isso. → A humanidade faz isso.
  • Reunião de pais. → Reunião de família.

Use substantivos uniformes “sobrecomuns” (de apenas um gênero) como: “pessoa”, “indivíduo”, “ser”, “criatura”, “criança”, “contato”, “sujeito”, “celebridade”, “vítima”, “estrela”, “membro”, etc.

  • Ela partiu. → A pessoa partiu.
  • Que menino mais lindo. → Que criança mais linda.
  • Sua namorada. → A pessoa que você namora. / O indivíduo que namora com você.
  • Aqueles que terminaram podem sair. → As pessoas que terminaram podem sair.
  • Aquela minha amiga me chamou. → Aquele meu contato me chamou.

Use substantivos uniformes “comuns de dois gêneros” (sem o uso de artigos e complementos) como: “jovem”, “colega”, “estudante”, “artista”, “cliente”, “líder”, “acompanhante”, “gestante”, “residente”, “amante”, “farsante”, “visitante”, “integrante”, “habitante”, etc.

“Comuns de dois gêneros” são aqueles termos “uniformes” que apresentam a mesma forma para o gênero masculino e feminino, porém a distinção de gênero é feita através de artigos e complementos. Por exemplo: “a jovem”, “o jovem”, “jovem linda”, “jovem lindo”.

  • Nós somos alunos de teatro. → Nós somos estudantes de teatro.
  • As cantoras denunciaram os assédios. → Os assédios foram denunciados por artistas.
  • Meninas, se lembrem disso: autocuidado, amor-próprio e saúde mental são essenciais! → Jovens, se lembrem disso: autocuidado, amor-próprio e saúde mental são essenciais!
  • Venha sozinho. → Não traga acompanhantes!
  • A polícia agrediu os moradores da região. → Residentes sofreram agressão policial.
  • Para ganhar desconto no livro, as leitoras precisarão chegar cedo. → Amantes da literatura ganharão desconto no livro se chegarem cedo.

Use pronomes indefinidos (sem o uso de adjetivos) como: “alguém”, “ninguém”, “outrem”, “quem”, etc.

  • Ele partiu. → Alguém partiu.
  • Seu namorado. → Quem você namora. / Alguém que namora com você.
  • Aquelas que terminaram podem sair. → Quem terminou pode sair.
  • Não encontrei elas. → Encontrei ninguém.

Use adjetivos que não tem gênero, como: “abundante”, “acessível”, “aderente”, “alegre”, “amável”, “amigável”, “apaixonante”, “atraente”, “bacana”, “benevolente”, “brilhante”, “camarada”, “coerente”, “compatível”, “comum”, “confiante”, “confiável”, “consciente”, “considerável”, “constante”, “contagiante”, “contente”, “diferente”, “disponível”, “eficaz”, “elegante”, “eminente”, “empolgante”, “envolvente”, “espetacular”, “estimulante”, “excelente”, “exigente”, “feliz”, “fluente”, “forte”, “frágil”, “gentil”, “igual”, “ilustre”, “impactante”, “impecável”, “incomparável”, “incontestável”, “incrível”, “inesquecível”, “influente”, “inocente”, “inseparável”, “intrigante”, “invencível”, “irresistível”, “memorável”, “natural”, “notável”, “persistente”, “pontual”, “potente”, “predominante”, “preponderante”, “presente”, “provocante”, “radiante”, “rebelde”, “reluzente”, “responsável”, “sagaz”, “semelhante”, “sublime”, “surpreendente”, “valente”, “veloz”, “viciante”, “vivente”, “ausente”, “canalha”, “carente”, “crápula”, “desagradável”, “desprezível”, “distante”, “egoísta”, “hipócrita”, “ignorante”, “impaciente”, “impotente”, “indesejável”, “indisponível”, “insolente”, “insuportável”, “intolerante”, “irrelevante”, “irritante”, “medíocre”, “pobre”, “podre”, “repugnante”, “ruim”, “temível”, “terrível”, “triste”, “trouxa”, etc.

  • Eu não sou fraca. → Eu sou forte.
  • Nós estamos animados com a notícia. → Ficamos bem alegres com a notícia.
  • Sejam cuidadosos. → Sejam responsáveis.
  • Você é mentiroso. → Você não é muito confiável.

Elimine artigos e pronomes.

  • A Ariel saiu de casa com a Cameron. → Ariel saiu de casa com Cameron.
  • Logo, ela explicará seus motivos. → Logo, explicará seus motivos.

Use voz passiva, gerúndio e faça outras mudanças na estrutura das frases.

  • Você está toda molhada. → Você se molhou totalmente.
  • Você é biólogo? → Você se formou em biologia? / Você trabalha com biologia?
  • Você está registrada. → Registraram você. / Seu registro foi feito.
  • Eu estou cansada disso. → Já me cansei disso. / Com cansaço estou.
  • Estou preocupado com isso. → Isso está me preocupando.
  • Obrigada pelo aviso. → Agradeço o aviso.
  • Sejam bem-vindos! → Boas-vindas!
  • Você é linda. → Uma lindeza você é. / Sua aparência é maravilhosa. / Seu visual é incrível.
  • Tragam suas esposas e seus maridos. → Tragam companhia. / Tragam acompanhantes.
  • Não fiquem nervosos, seus feios! → Calma, gente horrível!
  • Nós estávamos quietos. → Estávamos em silêncio.
  • Quem são nossos representantes? → Quem nos representa? / Quais as pessoas que nos representam?

Exclua definições sexistas como: feminino/masculino, de homem/mulher, para homem/mulher, de menino/menina, de garota/garoto, tradicional, unissex, etc.

  • Nome feminino / masculino. → Nome.
  • Roupas femininas / masculinas. → Roupas.
  • Corte feminino / masculino. → Corte.
  • Shampoo (tradicional) / masculino. → Shampoo.
  • Perfume feminino / masculino. → Perfume.
  • Revista feminina / masculina. → Revista.
  • Público feminino / masculino. → Público.
  • Esporte (tradicional) / feminino. → Esporte.
  • Bolsa (tradicional) / masculina. → Bolsa.
  • Banheiro feminino / masculino. → Banheiro.
  • Hormônio feminino / masculino. → Hormônio “específico”.
  • Genitália feminina / masculina. → Genitália.
  • Cromossomos femininos / masculinos. → Cromossomos “específicos”.
  • Traços femininos / masculinos. → Traços.
  • Profissões femininas / masculinas. → Profissões.
  • Produto para mulheres / homens. → Produto.
  • Vaga de emprego apenas para mulheres / homens. → Vaga de emprego.
  • Contrata-se mulheres / homens. → Contrata-se.
  • Trabalho de mulher / de homem. → Trabalho.
  • Coisas de mulher / de homem. → Coisas.
  • Assunto de mulher / de homem. → Assunto.
  • Corpo de mulher / de homem. → Corpo.
  • Rosto de mulher / de homem. → Rosto.
  • Cabelo de mulher / de homem. → Cabelo.
  • Cheiro de mulher / de homem. → Cheiro.
  • Saúde da mulher / do homem. → Saúde.
  • Ciclo menstrual da mulher (cis) / do homem (trans). → Ciclo menstrual.
  • Carro (tradicional) / de mulher. → Carro.
  • Maquiagem (tradicional) / de homem. → Maquiagem.
  • Esmalte (tradicional) / de homem. → Esmalte.
  • Unhas (tradicional) / de garota. → Unhas.
  • Brinquedos de menino / de menina. → Brinquedos.
  • Mochila (tradicional) / de menina. → Mochila.
  • Cores neutras. → Cores.
  • Unissex. → Não use essa palavra.

|——| Informações Extras |——|

O PRONOME NEUTRO E SINGULAR “THEY/THEM”.

Para seu conhecimento:

  • I like Sam. He sings pop music. → I like Sam. They sing pop music.
  • His pronoun is “they”. → Their pronoun is “they”.
  • They have decided to start using gender neutral pronouns. → Elu decidiu começar a usar pronomes neutros.
  • Sam’s new album is amazing! → O novo álbum de Sam está incrível!

O PRONOME NEUTRO “NE/NEM”.

“Ne” (ne, nem, nir-nirs, nemself).

  • She is beautiful. → Ne is beautiful.
  • I kissed him. → I kissed nem.
  • You forgot his gift. → You forgot nir gift.
  • That’s hers. → That’s nirs.
  • She saw herself in the mirror. → Ne saw nemself in the mirror.
  • They (singular) love us. → Ne loves us.
  • Ne is vegan. → Elu é vegane.
  • I love nem. → Eu amo elu.
  • Nir vegan burgers are delicious. → Os hambúrgueres veganos delu são deliciosos.
  • In addition, this beautiful kitchen is nirs. → Além disso, esta bela cozinha é delu.
  • Who makes all the recipes is nemself. → Quem faz todas as receitas é elu mesme.

Dúvidas para pessoas leigas.

Tratamento para Nome e Substantivo.

Pronome singular → Pronome plural

  • He loves pizza. → They love pizza.
  • She loves pizza. → They love pizza.
  • Ne loves pizza. → They love pizza.
  • They love pizza. → They love pizza.
  • Eles amam pizza.
  • Elas amam pizza.
  • Elu ama pizza.
  • Elus amam pizza.

Uma problemática impopular.

A solução de outro pronome neutro.

Lembre-se que o pronome neutro “They/Them” é válido!

Não use “ela/dela”, “ele/dele” ou “elu/delu” para sinalizar seu pronome.

Dica técnica:

  • (Ele)” ou (o/ele/-o)”;
  • (Elu)” ou (ê/elu/-e)”;
  • (Ela/Ele)” ou (a/ela/-a), (o/ele/-o)”;
  • (Ela/Elu)” ou (a/ela/-a), (ê/elu/-e)”;
  • (Elu/Ele)” ou (ê/elu/-e), (o/ele/-o)”;
  • (Ela/Ele/Elu)” ou (a/ela/-a), (o/ele/-o), (ê/elu/-e)”.

Uso em Ambiente de Trabalho, Escolas e Vestibulares.

A resposta ideal é “SIM”.

A língua é viva e mutável.

Nenhuma mudança social ou revolução é confortável.

Não devemos esperar mais décadas e décadas se passarem sem nada ser feito.

Sobre os vestibulares, etc…

Mas, indivíduos unidos em uma causa têm poder.

Usar “Linguagem Neutra” dentro de ambientes formais estimula que as empresas se forcem a aprender.

Tenha coragem e/ou a ousadia de usar a “Linguagem Neutra” nestes espaços.

Todo cuidado é pouco na escrita.

Nosso posicionamento dentro da “Linguagem Neutra”, e o porquê trabalhamos somente com o pronome “elu”.

| — — | Compartilhe | — — |

Links encurtados para compartilhamento:

Redes Sociais:

E-mail para contato:

|——| Recado + Indicações Especiais |——|

Comunicado:

Criamos uma lista de maneira emergencial (INCOMPLETA) contendo indicações de pessoas que abordam diversos assuntos importantes.

Compartilhe com alguém.

Crie sua própria biblioteca de links.

Precisamos conversar sobre isso…

Indicações Especiais.

Assista:

“Coloque seus PRONOMES na BIO”

“LINGUAGEM NEUTRA É FRESCURA?!”

“Linguagem Neutra NÃO É VÁLIDA? 8 MENTIRAS que te contaram”

“8 POLÊMICAS SOBRE GÊNERO NEUTRO NA LÍNGUA”

“EU NÃO AGUENTO MAIS OUVIR FALAR DE GÊNERO NEUTRO”

“Pronome Neutro”

“LINGUAGEM NEUTRA: principais críticas”

“3 PERGUNTAS SOBRE GÊNERO EM PORTUGUÊS”

“DISCUSSÕES SOBRE MASCULINO GENÉRICO”

“O “X” DA QUESTÃO: GÊNERO NA ESCRITA”

“AINDA SOBRE GÊNERO, MUDANÇA LINGUÍSTICA E NOSSA REAÇÃO”

“A IMPORTÂNCIA DE DISCUTIR O TERCEIRO SEXO: INTERSEXUAIS”

“Trans Não Binários Não São Fadas”

“Cis, trans e passabilidade”

“Trans não é doença!”

“”U” de Utopia | Glossário 002”

“5 COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE SE EMPODERAR”

“COMO PARAR DE SE IMPORTAR COM O QUE OS OUTROS PENSAM DE VOCÊ”

“E SE A GENTE CONCORDA COM O INIMIGO?”

“DA TRETA AO DIÁLOGO”

“Maratona do Amor-Próprio: Comece A Se Amar em 31 dias!”

“CAPACITISMO”

“PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NÃO AGUENTAM MAIS OUVIR”

“#DeficienciaNaoÉPiada PRECISAMOS CONVERSAR”

“VEGETARIANISMO E VEGANISMO”

“Como foi a minha TRANSIÇÃO para o VEGETARIANISMO”

“VEGANISMO NEGRO!”

“VEGANOS NEGROS, ONDE ESTÃO?”

“POR QUE PAREI DE COMER CARNE, MAS NÃO SOU VEGANA?”

“O QUE EU COMO EM UMA SEMANA (VEGETARIANA ESTRITA)”

“Um novo olhar sobre a pessoa negra; novas narrativas importam”

“Pessoas negras PRECISAM OUVIR!”

“Não tem NADA DE ERRADO com você! #Depoimentos”

“Precauções que NEGROS tomam e BRANCOS NEM IMAGINAM”

“10 frases que DEVEMOS PARAR DE DIZER para PESSOAS NEGRAS”

“Posso te chamar de NEGRA?!?”

“EDUCAÇÃO SEXUAL PARA BICHAS PRETAS”

“HOMOFOBIA”

“CRIANÇAS TRANS”

“UM BANHEIRO PARA TRANS?”

“O FUTURO DO TRABALHO”

“O TRABALHO, DE NOVO…”

“PAPEL DE GÊNERO”

“FURANDO A BOLHA”

“O QUE É IDEOLOGIA?”

“Inteligência Artificial e Discriminação”

“QUAIS SÃO AS BIBLIOGRAFIAS QUE USO PARA MEUS VIDEOS SOBRE DDS?”

“TALVEZ VOCÊ NÃO ESCUTE NADA NESTE VÍDEO”

Leia:

“Neolinguagem” de “Oltiel” (Elu).

“Neolinguagem: Pensamentos sobre as Neoflexões” de “Oltiel” (Elu).

“Manual sobre a Linguagem de Pessoas Não-Binárias em Mídias Traduzidas” de “Oltiel” (Elu).

“Um grande texto sobre Termos, Expressões, Atitudes e Conceitos Capacitistas” de “Oltiel” (Elu).

“Sobre Maldenominação e Impactos na Saúde Mental” de Aster (Eld).

“O “X” e o “@” não são a solução: Sistema Elu — Linguagem Neutra em Género” de “Pedro Valente” (Ele).

“Sistema Elu — Linguagem Neutra em Género (Pt-Pt)” de “Pedro Valente” (Ele).

“Sistema Elu” (Wikipédia)

Explore e/ou comece a usar as hashtags:

#LinguagemNeutra #PronomeNeutro #PronomeElu

#Enebe #NaoBinarie #NaoBinario #NaoBinaria #Intersexo

#Enby #NonBinary #Intersex

#SouElu #SomosElus #ElusExistem

Siga no Instagram:

Dica de Séries:

|——| Nota de Ponderamento |——|

Sobre ê escritore:

Guia para “Linguagem Neutra” (PT-BR)

“Porque elus existem e você precisa saber!”

Escrito por “Ophelia Cassiano”.

--

--

Aprenda neste guia completo, tudo sobre “Linguagem Neutra” e “pronome neutro”, para respeitar as pessoas não-binárias, intersexo e gênero não-conformantes!

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Ophelia Cassiano

Ativista Não-Binárie e Escritore. / Non-Binary Activist & Writer.