A Cantarterapia

A Cantarterapia é uma proposta terapêutica que alia o canto, técnicas de aula de canto e musicalização e improvisação ao discurso do paciente. Esse discurso pode estar na fala, no canto, na música que ele sugere ouvir ou cantar e na improvisação, ou até na interpretação de uma letra de música escolhida por ele. Para isso busco na minha vivência como psicóloga e uno ao meu conhecimento de cantora e professora de música. O processo serve tanto ao auto conhecimento como à superação de obstáculos emocionais e motores.

É indicado para crianças ou adultos de qualquer idade (com dificuldades motora, afetiva ou de aprendizagem e linguagem) ou indicado para auto conhecimento e ou relaxamento.

Tenho pacientes que apresentam dificuldades neurológicas ou pacientes psiquiátricos, nestes casos, a música é um grande meio facilitador da expressão, se não às vezes o único meio. Assim como tenho pacientes que precisam lidar com grandes perdas, como o luto. A música traz lembranças e cria novas expectativas para a vida, reformula novas formas de pensar a vida através de uma letra de música ou da improvisação com novas letras ou novas melodias. Por improvisação entenda-se, na terapia pelo canto, criar uma música na hora, criar a letra e musicar, ou criar só a melodia. Também tenho pacientes que estão divididos profissionalmente, ou sem forças para enfrentar certas situações, eles têm uma demanda de auto conhecimento e buscam se encontrar através da sua escuta, da voz, do discurso, das músicas que ouvia na infância e das músicas que gostam de cantar. Neste caso também utilizo recursos do coaching (trabalho com os pacientes, metas a serem realizadas). Os recursos para a dinâmica da terapia são buscados na Terapia Cognitiva Comportamental e na técnica vocal aplicada ao canto e em elementos da musicalização.

Os pacientes podem ter qualquer idade desde que haja demanda pela terapia inclusive trabalho com terceira idade e com bebês , e às vezes com toda a família, trabalhando a relação da mãe com a criança.

Embasamento Teórico da Cantarterapia

A Cantarterapia se baseia e integra 3 campos de atuação para o bem estar do ser humano:

Terapia Cognitivo Comportamental

Novos comportamentos trazem novos pensamentos e sentimentos a respeito de determinadas situações de conflito ou novas experiências.O medo e a insegurança podem ser minimizados ou até extintos a partir do momento em que é proposto um novo repertório de comportamento.Exemplo: Uma pessoa insegura, pode ficar mais auto -confiante a partir do momento em que começa a buscar atividades onde ela tem uma identificação, foque em si própria e se sinta valorizada. Como por exemplo: aulas de canto, música,de dança, teatro, fazer uma dieta, viajar com amigos, fazer exercícios físicos etc.

Técnica Vocal

Sabemos respirar e com o tempo desaprendemos. O que acontece? Com o stress do dia a dia aliado a exigências estéticas, invertemos a respiração. Perdemos nosso vínculo com o eu primitivo (bebês e animais respiram corretamente — utilizando plenamente o pulmão, diafragma e músculo intercostal). Passamos a respirar de forma contida, utilizando apenas 1/3 da nossa capacidade respiratória. Portanto, reaprender a respirar é fundamental para termos uma vida saudável, livres das tensões causadas pelo stress.
A Cantarterapia se utiliza de exercícios respiratórios, além de exercícios vocais cantados e do próprio canto, agregando a este um repertório musical escolhido pelo paciente de acordo com sua história de vida ou necessidade de expressar aquele momento.
Caso seja do interesse do paciente, e se isso fizer parte da sua vontade no processo da terapia podemos criar uma apresentação musical onde ele faz o show como cantor solo ou em grupo. Shows são ótimos exercícios para auto- estima, mas somente se for um desejo do paciente, caso contrário ele pode cantar somente nas sessões.

Musicalização

Aprender brincando, jogos, dramatizações: facilitam a interação e a aprendizagem a respeito de determinado conteúdo. O que possibilita a desinibição do paciente ou do grupo em terapia.

Cantarterapia em Empresas/Clínicas

  • Vivência
  • Respiração
  • Vocalizações
  • O Canto como qualidade de vida
  • Sua equipe é um coro de vozes?
  • Harmonia no Trabalho
  • Canto Circular Primitivo (sambas, cirandas, e músicas cantadas em roda)
  • Expandindo seus limites

O Canto no Desenvolvimento de Habilidades

  • Desinibição
  • Integração
  • Assertividade
  • Auto Estima
  • Generosidade
  • Confiança
  • Comunicação

Cantarterapia em empresas

A Cantarterapia empresarial propõe novos comportamentos e consequentemente novos pensamentos e sentimentos acerca de determinada situação de conflito ou de stress vivida no ambiente de trabalho. O processo serve tanto ao auto-conhecimento como à superação de obstáculos físicos e emocionais, novas formas de se pensar a liderança e a integração da equipe.Abordagem teórica: Terapia Cognitiva Comportamental, técnica de canto, respiração, relaxamento e repertório motivacional que pode sugerido pelo grupo ou pela cantarterapeuta.Como é a atividade da Cantarterapia em grupo? O grupo vivenciará a experiência de ser um grande coral aliando a isso relaxamento, técnicas de respiração e vocalização.Tendo como objetivo: o rompimento de barreiras internas, a superação de paradigmas, a capacidade de adaptabilidade ao novo aliado a uma atividade inusitada que é cantar .Objetivos

Estimular a quebra de barreiras internas, lançar novas idéias, sair da rotina experimentando sensações e emoções até então nunca vivenciadas particularmente com as equipes de trabalho.
Superar os desafios individuais, valorizar a auto-estima; integrar as equipes, criando vínculos entre as pessoas; diagnosticar as forças e fraquezas individuais e da equipe; trabalhar as resistência às mudanças e culturas organizacionais e trabalhar a capacidade de inovação das pessoas.JustificativaAbaixo os padrões comportamentais previsíveis. A superação dos limites profissionais exige quebra de paradigmas, raça e adrenalina. Com esta filosofia, os novos treinamentos ao ar livre conquistam espaço no mercado que privilegia o Capital Humano como diferencial competitivo. Baseado neste tipo de treinamento, Susanne desenvolveu a Vivência Musical para Equipes de Trabalho. Estes argumentos fundamentam a tendência dos treinamentos de Recursos Humanos (RH) cuja proposta é desafiar os homens e mulheres de negócios, colocando-os para enfrentar situações que exigem o rompimento de barreiras internas para vencer os obstáculos. O entrosamento das equipes é uma das consequências naturais deste tipo de treinamento.
A ideia da superação dos limites está sendo colocada à prova no ambiente profissional das grandes corporações. Este conceito de treinamento exige total desprendimento e espírito de aventura. Todo o trabalho tem embasamento nos valores empresariais como referenciais de análise, valorizando a quebra de barreiras internas e a capacidade de adaptabilidade . O inusitado também aparece como elemento chave no novo conceito de treinamento que as empresas mais modernas estão promovendo.Quando uma empresa resolve investir em treinamentos vivenciais, a justificativa mais consistente é a idéia de propiciar algo que realmente sugestione e estimule a superação de limites e a integração das equipes.Todos esses desafios impostos se transformam em analogias ao cotidiano da empresa.

Entrevistas, Avaliações e Laudos Psicológicos

Proposta e Orçamento

  1. Entrevista Inicial

Tendo como referência teórica a Psicologia Cognitiva Comportamental e bases do Coaching

2. Avaliação Neuropsicológica

  • Atenção
  • Concentração
  • Memória
  • Motivação
  • Raciocínio

3. Retorno ao paciente e à empresa.